sábado, 29 de março de 2014

15 meses

Meu pequeno macaquinho já não é mais tão pequeno assim... agora perdeu muito dos traços de bebe e está cada vez mais moleque.
Depois que o Nicolas completou 1 ano os posts pararam de ser mensais e agora vão ser trimestrais.... E nossa como ele mudou em 3 meses!


- Com 1 ano media 76 cm e pesava 9,5 kg, agora com 1 ano e 3 meses ele mede 81 cm e 10,5 kg. Em apenas 3 meses pulou 2 números e agora calça tamanho 20.
- Ganhou mais alguns dentinhos e agora coleciona 10! incluindo 2 molares. 
- A fralda continua XG  e não tivemos muita evolução no quesito desfralde. Nicolas reconhece as partes do corpo, avisa muitas vezes que vai fazer coco ou xixi e sempre pede pra limpar depois do coco, mas não aceita muito bem o vaso.
- Na questão da fala não teve evolução muito grande pois não aprendeu muitas palavras novas, mas aprimorou as que já sabia. Por exemplo, agora ele me chama de "mamãe, mãe ou manhê", Bobó virou Vovó que agora também tem distinção pra vovô. Chama o auau certinho e também batata que era só bá agora é pronunciado corretamente. "isso" é uma das coisas que ele mais fala querendo dizer "olhem isso". "Neném" é como ele se identifica e identifica as outras crianças ou filhotes, repete muito "mamãe nenem, mamãe nenem" quando quer me chamar atenção. Falou algumas vezes "E aí?" e "ai mãe" ashdasudia quase um adolescente. Ele fala o que outras crianças da idade dele geralmente falam, porém não é muito tagarela não, quando está perto de outras pessoas geralmente e mais quietinho, e até com a gente não costuma falar muito. Não sei quantas palavras ele fala exatamente, mas não é muito mais que falava com 1 ano.



- Na questão da coordenação motora o desenvolvimento foi incrível. Agora ele já consegue comer sozinho, desenhar com lápis, giz, caneta, canetinha. Rasga papel, empilha blocos, encaixa formas e argolas. Também sabe ligar o microondas, o radio do carro, a televisão e também mudar de canal. Sabe virar um carrinho de ponta cabeça pra ligar na chave do on-off. Agora seus passos são firmes, não engatinha mais e andar é seu único modo de locomoção, já sabe se levantar sozinho sem apoio, e se agacha e levanta facilmente, também adora correr (pro meu desespero) sobe e desce pequenos degraus sem se segurar e ama subir e descer rampas, correndo claro haha.Fica na ponta dos pés e ensaia pular em cima da cama e na cama elástica mas não sai nem 1 cm do chão hahaha. Sobe em tudo, tudo mesmo, sua diversão é escalar! Também adora chutar bola e gasta bastante tempo nessa atividade diariamente.



- Sabe dizer onde é cabeça, joelhos, pés, mãos, barriga, umbigo, cabelo, dente, pipi, língua e olhos.

 -
No começo logo depois que fez 1 ano teve uma crise de independencia com birras chatissimaaaaaaaaaaaaas, do estilo de gritar, chorar e se jogar no chão, começou a chorar pra ir na cadeirinha do carro, comer na cadeirinha da mesa, pra tudo. Sair com ele era um inferno, ir em restaurante era pedir pra passar vergonha porque ele queria ficar correndo e mechendo com os outros. Mas graças a Deus foi uma fase, inclusive estava comendo muito mal pois não queria parar nem pra comer, mas agora voltou ao normal, comendo bem, ficando nas cadeirinhas.... menos na do carrinho do mercado, que ele nao fica MESMOOOO. Claro que vez ou outra as birras ainda acontecem e ele nos testa muuuuuuuuuuito mais do que antes, desobedece na cara dura, mas nada que seja muito fora pra idade dele, vamos nos esforçando pra educar da melhor forma possível. No mais observando outras crianças da idade dele ele até que é mito tranquilo.
- Quanto ao sono e ao mama mudaram bastante, tem mamado muito mais do que mamava com 10, 11 meses, se depender dele mama o dia todo! E dorme bem menos, acorda mais cedo, por volta das 6 da manhã e dorme entre 8 e 9 da noite. Durante o dia a maravilhosa soneca da manha que consistia em 2 horas agora dura apenas 40 minutos, e a tarde geralmente é 1 hora. Graças a Deus ( eu não pensei que diria isso tão cedo) ele quase não faz mais birras pra dormir, só embalar um pouco ou dar mama e ele capota, claro que tem os dias de exceção... 
- Se expressa muito melhor, se está com fome pede papa, sede pede água, sono ele deita no colchão ou pede mama, se está com dor geralmente fala aiaiaiai haha, se está com a fralda suja aponta e fala coco, rs. Um sarro!
- Sua grande diversão é correr atrás de pombas, cachorros, galinhas ou qualquer outro animal que ele possa atazanar a vida kk


- Como vocês podem ver no vídeo também desenvolveu uma risada falsa engraçada demais, não pode ver ninguém dando risada que solta sua gargalhada de mentira, uma figura! Tirando que ele tosse, espirra, arrota e faz ansia tudo de mentira, quase um ator.
- Cortou o cabelo no salão, eu considero o primeiro corte porque só havia ido uma vez fazer o pézinho
o antes e depois

- Viajou de onibus pela primeira vez e só com a mamãe, fomos na casa da madrinha em Curitiba e me surpreendeu. Logo ele que sempre estranha ambientes e não gosta de dormir fora de casa se comportou como um anjo e dormiu como um bebe rs
- Tem umas atitudes engraçadas de rapaz crescido, por exemplo ele quer empurrar a gente na balança, empurrar o carrinho no mercado, calçar os meus calçados, passar batom, fazer tudo que os adultos fazem.... Falando nisso a coisa que ele mais faz é imitar, já sabe pra que serve cada coisa, por exemplo, gel é pra passar no cabelo, perfume passa no pescoço (sim, ele ama passar perfume sozinho), tênis poe no pé, escova pentea o cabelo, escova de dentes escova os dentes. Um fofo! também ajuda por e tirar a roupa e a fralda agora, ele ama participar e ajudar a gente.
- Anda perceptivo demaaaaaais, eu não posso começar a me arrumar que ele ja gruda nas minhas pernas pedindo colo, porque sabe que eu vou sair. Minha mãe sempre passa batom antes de sair então quando vamos passear ele sempre repara pra ver se ela ta ou não de batom e mais um monteeee de outras coisas que ele liga e eu fico espantada com o raciocinio haha.
- Reconhece a letra N do seu nome e quando vê fica animado, aponta e faz a festa.
- Demonstra muito interesse pela cor verde, sempre quer ir nos balanços, escorregadores etc verdes, aponta e fala EDE!
- Também voltou a dormir comigo depois que eu me separei, ah eu é que não vou dormir sozinha em uma cama de casal né? hahahaha.
- Anda metido demais demais, adora por roupa bonita, fica se achando, passando a mão na roupa, e calçado é sua paixão, gosta de ele mesmo escolher o que vai calçar e se cai o calçado do pe vem desesperado trazer pra gente calçar porque não pode de jeito nenhum ficar com um pé diefrente do outro, pode isso? hahaha, acha o máximo arrumar o cabelo, passar perfume, se vestir, e se recebe elogios então se acha mais ainda. Será que vai ser vaidoso???
- Esses 3 meses foram justamente os primeiros meses da separação, que graças a Deus Nicolas tem levado numa boa, não demonstra sentir falta do pai, mas lembra dele com carinho quando mostro uma foto ou falo sobre ele sempre fala papai e tudo mais... quando o pai dele vem buscar ele fica numa alegria, ansioso demais, por isso falo geralmente quando está bem perto da hora do papai vir porque senão ele não quer fazer mais nada quer só ficar lá fora esperando o pai chegar, um amorzinho.
tutuuuuu
- Agora também tem demonstrado alguns gostos específicos, por exemplo odeia a música lepo lepo, mesmo eu cantando, fazendo a coreografia, dando risada ele odeia, e ninguém nunca falou nada desde a primeira vez que ouviu ele não gostou haha, já upside down do jack johnson ele quer ouvir o dia todo, se eu por o video ele não quer mais parar de ver!
- Sempre quer escolher as coisas do jeito dele, apesar disso é muito bonzinho quando explicamos ele entende e colabora e também se da muito bem com os outros, principalmente crianças, nunca briga com outros da idade dele, adora brincar junto e dividir. Ele ama oferecer comida pros outros hahaha.

No mais é isso, Nicolas está cada dia mais menino, cada dia mais independente e lindo, me enche de orgulho sempre, e de beijos  e abraços também. Me transborda de felicidade ele correndo até mim e me abraçando quando eu chego. É um amor tão grande que chega doer o coração. Ele é o meu companheiro, vai comigo pra todo lado, damos risadas juntos, comemos juntos, compartilhamos uma vida coladinhos, do jeito que tem que ser. *-*



15 meses que meu coração bate fora do corpo, te amo infinitamente filho! <3

quarta-feira, 19 de março de 2014

Sobre a decisão de por na escola

Quando o bebe nasce a gente fica deslumbrado, é tipo começo de namoro, sabe? Você se vê completamente apaixonada e não tem mais volta, não consegue imaginar sua vida um segundo sequer sem aquele serzinho minusculo expert em vômitos e cocos explosivos. Qualquer espasmo é risada, qualquer olhar é um eu te amo. Aí os meses vão passando, a falta de sono, o choro, as olheiras, o cansaço vai batendo e vemos que a realidade não é tão cor-de-rosa quanto parecia.
 A gente entra numa fase mais realista, já não romantiza mais tanto quanto as pessoas que não tem filhos ou como você mesmo romantizava meses atras. Entrei nessa fase dia desses, comecei a achar muitas coisas chatas e não me sentir mal por isso, porque realmente são chatas. Comecei a sair mais sem meu filho sem me sentir culpada e sem ligar a cada 5 minutos pra saber se está bem. Hoje em dia eu vejo, que não é só paixão, é amor mesmo, enxergo os defeitos do meu filho e as chatices da maternidade sem dó. Vejo que pra eu ser uma boa mãe e tenho que também pensar em mim, eu tenho que estar feliz pra cuidar bem dele, percebo que eu pensar em mim não é errado, pelo contrário, Nicolas merece ter uma mãe realizada e feliz assim como ele merece ser realizado e feliz. Hoje eu vejo o tamanho do meu amor por ele, que parece infinito, 1 ano e quase 3 meses depois ainda suspiro ao vê-lo dormir, me orgulho  de cada pequena conquista diária como ele conseguir se levantar sozinho, ou acertar a colher na boca, e é algo que só se multiplica, é um amor completamente real, eu sei das partes ruins de cuidar de um filho, eu sei da dificuldade de educar, e mesmo assim cada dia mais amo ser mãe e adoro ter meu filho do meu lado. Mas também gosto de ter minha vida sem ele, de falar sobre assuntos que não envolvem apenas ele. Me sinto bem tendo meus assuntos além da maternidade. E pela primeira vez desde que ele nasceu sinto vontade de voltar a trabalhar. Parece algo besta, mas pra mim, que meses atrás tremia só de pensar em deixar meu filho numa escola com 2 ou 3 anos pra voltar a trabalhar, é uma mudança e tanto.
 Quando Nicolas era pequeno eu não conseguia imaginar ele tendo uma vida longe de mim, talvez fosse até um pouco de egoísmo, ele era meu bebe, eu era a vida dele e ele a minha. E realmente ele não ficava nem um pouco bem longe de mim, era um grude demais. E acho que isso é normal nos primeiros meses mesmo. Mas agora as coisas mudaram, Nicolas chegou em uma fase que fica bem sem mim, passa tardes com o pai sem reclamar, fica algumas manhas e todas as noites com a minha mãe ou com a minha tia e não sente a minha falta, as vezes nem quer ir embora mais. Eu percebo que ele depende cada dia menos de mim, e fico orgulhosa por isso. Não sinto que estou perdendo meu filho e nem tenho medo de ele não gostar de mim, como ingenuamente eu pensava no começo. Eu sou mãe dele e sempre vou ser, nossa ligação continua igual independente de qualquer coisa! E o nosso amor e cumplicidade só cresce. Fico extremamente feliz em ver meu filho começando a criar suas asas. E comecei a ver uma nova necessidade em casa. A necessidade de ele ter um tempo e espaço só dele, amigos dele, estimulos corretos. A necessidade de eu ter novamente o meu dinheiro, de fazer algo que eu goste, de sair pra trabalhar. Então decidi, Nicolas vai pra escolinha e eu não poderia estar mais ansiosa. Tenho certeza que as conquistas dele irão se multiplicar e o orgulho que eu sinto por ele será cada dia maior, só de imaginá-lo de uniforme me vem lagrimas nos olhos. Sei que vou sentir falta de passar todas as tardes grudadinha com ele, mas também sei que pra nós no momento é a melhor decisão. Não acho que seja a decisão correta para toda criança, pelo contrário, acho que pro MEU filho que ama estar com outras crianças vai ser ótimo, acho que pra mim que vejo a necessidade de não ficar mais em casa, além de estar precisando trabalhar $$, é a solução perfeita! Fiquem ansiosos por nós *-*, Nicolas vai ir na metade do ano com 1 ano e meio! E eu, boba do jeito que sou já até comprei a mochila, 3 meses antes hahahaha...