domingo, 7 de dezembro de 2014

Uma figura


Pensa num guri engraçado, o tempo que eu to com ele me pego rindo o tempo todo, das loucuras, das coisas que ele fala, e como fala, fala, fala e fala! até pelos cotovelos. Repete 200x a mesma coisa. Inventa história. Enfim, virou a figurinha carimbada aqui de casa, cada dia é uma nova e eu super curtindão essa nova fase!


E uma coisa muito legal é que ele me conta tudooooooo, sempre que esta com quem for, na escola, nos avós... Eu chego buscar ele na hora ele começa a contar... Comeu saldadinho, que desenhou, fez isso, fez aquilo, fez aquele outro. E o que mais marca ele ele repete.... repete, repete! Dia desses tinha pizza no colégio, pra quê, cheguei na sala ele veio correndo.. Manhê, Nico comeu pissa (ele fala assim mesmo pissa), o caminho inteiro pra casa (15 minutos) ele repetiu, esquecia um pouquinho e voltava... comeu pissa, comeu pissa. hahahaha

Também nessas tagarelices quer contar tanto que acaba inventando, as que ele mais fala são:

Dragão mordeu / cuspiu fogo no meu olho (??????????) ele sempre vem com essa kkk qualquer machucadinho foi esse tal de dragão malvado que mordeu ou cuspiu fogo nele, que dó!

-Véio do saco pego o Nicolas
- Ah é filho? e o que ele fez?
- Me bateu!

E sempre é o coitadinho também, se ele está comigo e minha mãe chega ele vai correndo
- mamãe bigo, mamãe bigo
E se é ao contrário é a vó que brigo hahaha, com esses dramas ele aprendeu a falar "póbe quiança" (pobre criança) pra ver se a gente tem dó dele kkkk.

Isso quando ele não tem nada pra falar e fica só
-Mãe, mamãe, manhê, Anaaaaaaaaaa, Caiollllll, Caiolinaaaaaaaaa, Ana Bibeiiii (Ana Kluber kkk), mamanheeee, Mãe
- Oi
-Maeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee
(ad infinitum)

Outra que ele vem direto é...
- Mamãe, tila foto??
E aí é só pose, eu que adoro fotos me divirto... Saca só algumas de ontem, todas as poses escolhidas pelo próprio!




Me mata de tanta lindeza!!! 

 Outra coisa que aconteceu recentemente que não posso esquecer de contar aqui é o tal do crocs, Nicolas via seus amiguinhos da escola de crocs, vestia os calçados dos amigos e ficava com aquele olharzinho de cachorrinho abandonado, me partia o coração. Resolvi comprar um pela internet e ficou pequeno :/ desisti, ai esse menino começou a ficar nervoso, nervoso, falava tanto nesse tal de crocs que minha mãe falou pra eu comprar outro porque não dava mais, ele nunca havia falado tanto numa coisa! Fui na loja e deixei ele escolher, OBVIO que quis um do mickey, e desde então não tirou do pé, gente ele DORME de crocs, TOMA BANHO de crocs, as vezes tira um pouco pra andar descalço (que adora) e logo vai correndo por, ja faz 1 semana e meia que ele fica o tempo todo com o tal "cócs" dele que "bía no iscuio" kkkk... Meu polaquinho

Outra novidade é que, Nick não usa mais bibi! Chegando perto do aniversário de 2 aninhos falei pra ele que estava na hora e ele nem resistiu abandonou bem de boaaa, agora faltam as temidas fraldas aiaiai quero só ver hehe



quarta-feira, 1 de outubro de 2014

1 ano e 9 meses

Dizer que o tempo voa e eles crescem igual fermento é um clichê mas é a pura verdade. Como eu não vi esses 3 meses passar? O próximo post de desenvolvimento do Nicolas vai ser o de 2 anos! Tem horas que olho pra ele, tão comprido, tão moleque com suas brincadeiras doidas, pulando pela casa e escalando tudo, gritando e fazendo bagunça que me surpreendo de ver como ele realmente está realmente se transformando em uma linda criancinha... Por outro lado, seu jeitinho de falar, suas manhas, chorinhos, dengos, necessidade de colo, mamadeira, naninha, fralda e chupeta, seu jeito de ainda estranhar muito lugares e pessoas diferentes, em ser tão apegado comigo me faz refletir... Como assim quase 2 anos? Ele é só um bebe!



Nick cresceu bastante esses meses, ate a professora comentou como ele espichou e mudou, e eu percebi no tanto de roupas que ele perdeu, mas não sei exatamente quanto ele está medindo, imagino que seja algo em torno de 86 cm , semana que vem ele vai no médico e vou ficar sabendo, que engordou eu sei (meus braços que o digam) e pela balança da farmácia da pra ter uma noção de que ele está com + ou - 12 kg!!! Calçados continua no 21, mas está começando a ficar apertado, acho que até o final do ano estará no 22. Dentes ganhou 4, as 4 presas e agora conta com 16 dentinhos na sua boca, faltando apenas os molares do fundo pra completar a primeira dentição. Usa fralda tamanho XG de todas as marcas, quis comprar um pacote G da pampers por vir mais fraldas que o XG, coitadinho, ta sofrendo, corta as perninhas...

Compreensão
Ele compreende o que a gente fala, reconhece lugares e horário das coisas. Por exemplo, sempre vamos em um parquinho aqui perto , se a gente começa ir naquela rua ele na hora já dispara PÁQUE PÁQUE PÁQUE (parque), se passamos em frente a um mercado que ele sabe que tem parque já começa a chorar e pedir pra ir, Depois do almoço já começa a pedir pra ir pra CÓLA (escola) ver a TIA ANIA (vânia). Agora ele também consegue entender um pouco do que é passado e já conta o que aconteceu. Todo dia quando eu busco ele na escola pergunto o que ele fez ele sempre conta se foi no páque ou na quáda (quadra), se brigou com alguém ele sempre conta "nick PÁÁ" e mostra como ele bateu (ninguém merece ne kkk), pelo menos nunca contou que apanhou kkk, sempre conta q desenhou fazendo o gesto de quem está desenhando, sempre pergunto se ele comeu papa, mamou e dormiu, ele sempre responde realmente o que fez (eu checo na agenda depois) e sempre fala que a prof fala Não pra ele asuhiashfiua. Quando fica com outra pessoa também (o que acontece frequentemente já que toda noite quando vou pra faculdade ele fica com alguém) quando eu chego pergunto tudo que ele fez e ele conta. Conta também quando eu brigo com ele, maior x9 hahaha. Consegue entender também que o que ele faz tem uma reação, e sempre quer se safar quando faz coisa errada, quando a gente briga com ele ou ele chora ou começa a abraçar e fazer carinho pra contornar a situação! Também já entende a ordem das coisas como... agora é a vez do fulano, agora é a vez do Nick, agora é a vez do ciclano... a gente vai perguntando.. agora é a vez de quem? ele sempre responde certinho.

Opinião
Como já tem sua opinião pra tudo, quer ele mesmo escolher quando vamos comprar algo, roupas, calçados, brinquedos, ainda consigo enganar ele e levar o que eu acho mais bonito, rs, mas semana passada quando fomos comprar um presente pra um chá de bebe tive que comprar uma camiseta que tinha um caminhão na frente pra ele porque ele viu na loja e pediu tanto mas tanto que eu fiquei com dó e levei. Ainda bem que ele gosta de tudo que a gente da pra ele, ele ama ganhar presentes, qualquer coisa que seja, se é roupa quer por na mesma hora, passa a mão, fala a cor, diz que é INNNNDOOO (lindo). O aniversário dele é tema recorrente aqui e quase todo dia eu pergunto do que ele quer o aniversário... Já passou por várias escolhas, Peppa, Back (yardigans), Patati patata, Mickey e Carros (não o desenho, carros mesmo), mas acaba sempre voltando pro Mickey, que é o seu amor né? Apesar de sempre falarmos sobre isso ele não parece se importar muito com o tema, apenas exige uma PÉTA (festa) com BA-GUM (balão), PUIA PUIA (pula pula), BOIO (bolo) e POCA (pipoca), hahaha.

Comunicação
Agora só vaiiiii, finalmente é um ser falante!
Palavras simples com duas silabas ele fala tudo que você pedir, pato, bola, pegue, caiu, bita (uns videos da internet) bibi (bico ou amiga de apelido bibi), gabi, caô (carro), guáguá (água), Nick (nome dele), meia (não sei quantas silabas tem meia gente asuhasuifuiaf), copo, cocá, cocô, xixi, etc etc etc... Ele se confunde quando o R é no meio da palavra, por exemplo "barco", se você pedir pra ele falar é possivel que ele não fale por não saber o que usar no R ou fale BÁCO ou BAICO, e não sabe falar o L direito também, sempre coloca um H que não existe, como em gelo que aqui vira GELHO, ou lolo vira LHOLHO. Palavras compridas ele pega só o final como "conseguiu" ou "consegui" ele fala: GUIU ou GUI, computador vira DOI, you tube é TUBI, Palavras com 3 sílabas que tem o final igual ele também consegue falar, se antes pra batata ele falava bata, agora fala certinho BATATA, BANANA, MACACA... etc, mas se mudar a ultima sílaba por exemplo "macaco" ele já não consegue e vai falar só CACO. Repete quase tudo que a gente fala. Gosta de repetir o que falam nos desenhos, fica assistindo e repetindo as palavras que conhece. Bumbum que era genérico pra tudo virou "caô"(carro), bus (onibus), toitoi (trator), mamam (caminhão) ou moto. Bola que ele chamava de bó ou gum virou BOLA ou GOL. Apesar de ele falar muito enrolado e colocar uma palavra em cima da outra, fala várias palavras corretamente e eu consigo entender uns 80% do que ele fala, só as vezes que ele quer dar uma de falador e começa a falar falar falar e dai tem q ser ninja pra entender algo...
Aprendeu a falar MINHA, MEU, TEU, EU e sempre confunde tudo isso, pra pergunta de quem é isso? ele pode responder, MINHA, MEU, EU ou NICK, rs Se algo for meu ele pode falar TEU ou MÃE, eu virei propriedade exclusiva dele que ele faz questão de repetir MINHA MÃE MINHA MÃE, MINHA BIBI (bibi= bico), MEU/MINHA CAO (carro), usa muito em 3ª pessoa, como CAO NENEM, BOLA NENEM, BOLA NICK, MÃE NENEM... etc.
Junta duas palavras e agora coloca adjetivos como CAO IELOU (carro yellow), DOI CAO (dois carros), CAO INNNDO (carro lindo). Sim, ele adora carros!
As vezes quer falar mais palavras de uma vez e embola tudo como: "pular pro outro lado" vira em PUA OIADO e só a mãe pra entender essas horas né? Também as vezes engole a letra do começo das palavras como "lenha" vira "enha" e "rádio" vira "ádio".
Agora ele sabe o som de vários animais, porco, gato, cachorro, vaca, ovelha, macaco, pato, galinha e cachorro. Ele também completa músicas como "BIA BIÁ STEINHA (brilha brilha lá no) CEU (faz de conta que é só) MINHA (só pra ti irei) ANTAAAAA." ou Seu Lobato tinha um sitio IAIAIOOOO.

Cores
Agora fala quase todas mas se confunde na pronúncia inglês/português:
Peto/ béck - Preto / Black
Ielou - Amerelo / yellow
Bul - Azul / Blue
Eide / Green - Verde/ green
Pink - Pink / rosa
Meio - Vermelho
Báwn - brown / marrom
Banco/ Aiti - Branco/ White

Letras
Se interessa pelas letras e reconhece e fala A, N, C, O, escreve o O e o N e claro N é sua letra preferida que é de NENEM e de NICK *-*

Números
Entende a quantidade de UM e DOI (s) e fala esses dois números apenas em português, quando pedimos pra ele contar ele só fala um i um i um i hahahhaa. Em inglês, se eu for alando e ele repetindo conta até 10 (quando quer).

Partes do corpo
Conhece todas as básicas, perna, coxa, pipi, bumbum, braços, mãos, costas, umbigo (tem fascinio pelo BIGO dele haha), teta (fala tetaaaaaaaaaaaa e se parte rindo), olhos, ouvidos, boca e nariz, cabeça, ombro, joelho e pé, joelho e pé!

Medo
Tem medo do escuro, de ficar sozinho e agora de lugares altos, se pegamos ele de mal jeito já começa a falar CAI CAI CAI achando que vai cair, esse era um medo que ele não tinha antes, sempre queria subir nas coisas mais altas, ir nos brinquedos mais rápidos, agora está mais cauteloso, apesar de continuar sapeca.

Mama
Como eu já contei aqui no blog, com 1 ano e 7 meses eu tirei o Nicolas do peito, e desde então tem sido muito tranquilo, ele começou a mamar na mamadeira (de 180 a 240 mls dependendo do momento), logo que eu o tirei do peito ele estava mamando loucamente na mamadeira, cerca de 6 vezes no dia!!! Agora deu uma diminuida, mama de 3 a 4x por dia, (mama nan soy misturado com soymilke ou com suprasoy dependendo do qual esta mais barato hahahaha) todo mama eu complemento ou com sustare de chocolate, ou com achocolatado (que ele chama de mama peto), ou com vitalon (tipo mucilon, que ele chama de mama banco) ou então com xocopinho de morango (xocopinho, morri aufausihfuiahuifa, ele chama de mama pink). Ele que escolhe o tipo de mama que ele quer, se é o peto, o banco ou o pink, e as vezes compro ades de sabor pra ele não enjoar.

Desenvolvimento motor
Um dia antes de completar 1 ano e 9 meses aprendeu a pular tirando os dois pés no chão mas ainda tem medo e não é sempre que consegue, tanto que ainda não consegui filmar. Sobe e escala absolutamente tudo, no parquinho até os escorregadores mais altos e complicados ele consegue subir, pegou a manha hehe. Aprendeu a virar cambalhota. Tenta pedalar mas ainda sem muito êxito, as vezes da uma ou outra pedalada mas não se interessa muito. Mas pede muito uma "bike", prometi que vou dar de aniversário se ele tiver aprendido a pedalar até la, haha vamos ver.

Comportamento
 Sono
 No ultimo post de desenvolvimento eu havia falado que o Nicolas estava dando quase nenhum trabalho pra dormir, já que era só subir no carrinho embalar um pouco e ele dormia, agora ele mesmo pede: mimi mãe? sobe na caminha dele, deita e começa a pedir o que ele quer: betoi (cobertor), bibi bico, mas nem sempre quer dormir de bico), nãnã (qualquer paninho) e mama . As vezes quer ver desenho antes de dormir, ai assiste enquanto mama, termina de mamar, da tchau pro computador, vira pro lado e dorme. Coisa mais amada do mundo, único "trabalho" é que tem que ficar ao lado dele uns 5 ou 10 minutos até ele pegar no sono.

Relacionamento com os outros
Ele que eu sempre elogiei que se dava bem com outras crianças, nunca brigava etc etc etc, esses meses mordi a língua, começou a bater nos outros, e eu quase morri todas as vezes que ele fez isso (não foram poucas), eu conversei muuuuito com ele durante essa fase e tive que ter muita paciência e não deixar ele sozinho com outras crianças de jeito nenhum, mas foi uma fase, agora ele as vezes ainda tem comportamentos agressivos mas em bem menor quantidade que os carinhos e abraços. Apesar de não bater mais tanto continua na fase egoísta do "meu e minha" não gosta muito de dividir principalmente os brinquedos favoritos dele, mas conversando bastante ele acaba entendendo... Tem sido uma fase complicadinha, ele está se descobrindo como pessoa e muitas vezes não aceita nem um pouco ter sua vontade contrariada fazendo nós termos dias em que brigamos do começo ao fim, acho que são os tais "terrible twos" que estão chegando. Ele consegue ir da criança mais doce do mundo a mais insuportável em segundos... paciência, paciência e paciência. Ele também anda difícil com pessoas que ele não conhece, se alguém que ele não conhece fala com ele, a chance de ele começar a chorar ou começar a gritar "saaaaaaaaaaaaai" é enorme. Mas com quem ele conhece bem chega até a ser grudento de tanto beijo e abraço que dá! Ele é uma criança extremamente tímida em frente aos desconhecidos e é capaz de ficar mudo em frente a um estranho, mas depois de se acostumar um pouquinho vira sempre o palhacinho da turma, fazendo palhaçadas, brincadeiras, dançando, chamando atenção de todas as formas.

Rotina
Acorda entre 7 e 8 da manhã (com algumas exceções em que ele acorda as 6), tem dias que pede mama quando acorda, tem dias que pede comida, assiste um pouco de desenho e levanta brincar, se acabou se sujando muito nas brincadeiras toma banho, aí mama e dorme das 10:30 da manhã ao meio dia. Acorda, almoça e vai pra escola, lá ele come as 2:30, mama as 3 e aí até as 4 é o horário do soninho (que nem sempre ele faz, muitas tardes acaba não dormindo ou dormindo 15 minutos apenas). As 4:30 eles comem mais um lanchinho e as 5 passo buscar ele, chega em casa e come (tem dias que pede mama ao inves de comida esse horário), e fica brincando la fora até umas 6:30, dou banho nele, coloco uma roupinha de ficar em casa e aí varia, alguns dias fica aqui em casa com a minha mãe, outros na outra avó, outros em uma prima minha e também acontece de ficar com algumas das minhas tias....  Janta umas 8:30 e entre 9 e 9:30 da noite mama e dorme. Fds as vezes dorme mais tarde, já foi dormir até 11:30 da noite o belezão hehehe.

Beijos e até a próxima!!





quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Mãe solteira

 
Pra quem me acompanha no face ou no instagram sabe não é novidade que eu me separei... mas como não falei muito sobre isso aqui no blog é possível que quem só acompanha por aqui não saiba. Bem, me separei, ou terminei, que seja, já que nunca casei oficialmente. Demorei pra falar sobre isso ( 9 meses, uma gestação praticamente haha) porque não foi um termino simples e por motivos pequenos, e até hoje eu evito as vezes relembrar, eu e o pai do Nicolas sempre tivemos uma relação bem difícil e conturbada, chegou a um ponto que era impossível ficarmos juntos. O Nicolas se acostumou fácil a morar na casa da minha mãe (sim, voltei a morar na casa da minha mãe) porque sempre estávamos aqui e sempre passou muito mais tempo comigo que com o pai dele, mas isso não significa que não tenha sentido bastante falta do pai, nos primeiros dias chamava várias vezes por dia e sempre que os cachorros latiam lá na frente ele saia correndo pra ver se era o pai dele que tinha chegado, cortava o coração. Antes se ele via uma criança chamando alguém de pai na hora começava "dê papai?" "dê papai?" acho que inclusive essa foi a primeira "frase" dele: "Mamãe, dê papai nenê?", óbvio que eu me sentia super triste e culpada quando essas coisas aconteciam, mas por outro lado sempre pensei que por ele ser pequeno ia ser mais fácil se acostumar. E se acostumou mesmo, hoje em dia ainda acontece de ele chamar o pai dele de vez em quando, mas é bem mais difícil e é mais uma pergunta: "pai?" que eu geralmente respondo "tá trabalhando" "outro dia o papai vem", e ele entende e não pergunta mais. Percebo que ele repara em todas as crianças quando estão com os pais, ele olha uma criança com um homem e já pergunta: papai? querendo saber se é o pai da criança, mas por curiosidade mesmo pois hoje em dia não vejo sofrimento nele em falar isso, como no começo ele parecia sentir.
  Eu achei que apesar de tudo foi mais tranquilo do que eu imaginava, achei que iam me julgar bastante por ter me separado, que o Nicolas e eu sofreríamos muito mais, mas não, tive na verdade muito apoio, dos meus pais, amigos e até ex-sogros!
  Claro que nem tudo é um mar de rosas, apesar de eu sempre ter cuidado do Nicolas sozinha, eu não me via estando tão sozinha pois o pai dele estava ali comigo muitas vezes, depois que eu virei "mãe solteira" parece que o peso que já era sobre as minhas costas ficou ainda maior, principalmente na questão da educação, pois eu nunca me importei de cuidar do meu bebe, dar banho, comida, atenção, eu amo fazer isso, faço com carinho, mas na parte de educar confesso que fiquei muito confusa inúmeras vezes sem saber o que fazer e ter que lidar com isso sozinha, tem horas que não é fácil, nem um pouco, porque a responsabilidade de tudo em relação ao pequeno parece ser minha... Tem horas que não sei se bato, se converso, se coloco de castigo... Por outro lado com o tempo a gente vai acostumando e se adaptando a nova realidade.
  Foi difícil também o começo do namoro (é, outra novidade estou namorando hahaha), o Nicolas não queria aceitar de jeito nenhum... ele não podia chegar perto de mim que o Nicolas ia lá e batia nele hahahahaha, chorava quando a gente ia na casa dele, não queria nem falar com ele! mãezinho do meu pequeno <3 mas com o tempo ele foi se acostumando e hoje em dia se da bem com o meu namorado, ainda tem dias que o nico acorda virado e não quer nem saber dele, mas a maioria das vezes ele gosta, brinca e aceita numa boa! Graças a Deus eu e o Nico estamos felizes agora e ele cada dia mais inteligente e lindo!





quinta-feira, 14 de agosto de 2014

O fim de uma etapa cheia de amor ( desmame parte final )

1 ano e 7 meses amamentando
Juro por Deus que nunca imaginei escrever esse post tão cedo. Nunca mesmo... Do jeito que as coisas andavam eu resolvi começar um longo e lento processo de desmame pra que ao meu ver lá pelos 2 anos e pouco com muita dificuldade e choro eu conseguisse tirar o peito do Nicolas. Mas ele me surpreendeu!
Contei aqui o plano que eu havia feito para desmamar o Nicolas.

- A primeira parte consistia em determinar horários para as mamadas, coisa que eu não consegui fazer nos primeiros dias, logo que comecei ele ficou doente sem comer e só queria mamar o tempo todo, ele melhorou e eu que adoeci... depois que nos dois melhoramos finalmente dei inicio de fato a essa primeira parte. Muitas vezes eu falhei por simplesmente amamentar por hábito, ele pedia e as vezes eu simplesmente esquecia de oferecer outras coisas e saber o motivo que ele estava pedindo, mas com o tempo consegui determinar alguns horários pra ele mamar, dizendo pra ele primeiro que mamar era só pra dormir, então eu o amamentava quando ele acordava, antes da soneca da manhã, antes da soneca da tarde (quando ele não estava na escola) e a noite antes de dormir e é claro... de madrugada! depois que ele estava mais acostumado com essa rotina, ele parou de dormir de manha e como de tarde estava na escola aconteceu que naturalmente ele parou de mamar durante o dia por alguns dias, mas era só vir fds que ele aumentava a demanda e mamava mais... As vezes eu também dava quando ele estava muito irritado/com saudades/havia se machucado... então dependia muito do dia, tinha dias que ele passava o dia sem mamar e outros mamava várias vezes, mas ele já havia entendido que era hora de diminuir o ritmo.

- Então eu meio que pulei as outras partes que consistiam no desmame noturno, depois cortar uma mamada por vez e finalmente tirar a principal mamada, a das 11 da noite.

- Porque eu ainda não aprendi rs, mas nesse mundo da maternidade a gente não consegue prever muita coisa, temos mesmo é que dançar conforme a música!

- E o Nicolas sabia que os seus dias de terneirinho estavam contados, eu fui explicando que ele já era um rapazinho e logo não mamaria mais... quando chegava da faculdade ou fds na hora de mamar antes de dormir a noite ele mamava com uma intensidade muito grande, me abraçava e fazia carinho... as ultimas noites em que ele mamou foram bem marcantes.

- Sábado: Depois que estava tudo desse jeito, indo e não indo, resolvi um dia ver se finalmente ele mamava na mamadeira, peguei e falei pra ele que naquela hora não tinha mais mama no peito da mamãe e como ele era um mocinho devia mamar na mamadeira, ele pra minha surpresa pegou a mamadeira e mamou tudo, ainda quis mais!! então fui, fiz mais um mama e ele mamou tudo e dormiu sem peito na parte da tarde, a noite do sábado quando fui por ele dormir depois de ter passado o dia sem peito mamou mamou e mamou por quase uma hora penso eu, senti muito de despedida naquela mamada. Abracei ele e fiz muito carinho... mas eu nem sonhava que ele sairia do peito nem dois dias depois.

- De domingo pra segunda: ele simplesmente mamou a noite inteirinha, não me deixou dormir absolutamente nada, meio que como se estivesse com medo de que eu saísse de perto dele ou que o mama saísse de perto dele, rs... Foi ai que eu levantei as 5 horas da manhã depois de não dormir nada e resolvi, não tem mais peito a partir de agora. Embalei ele por mais de uma hora até ele dormir de novo, ele não chorou mas demorou pra pegar no sono sem mamar.... De manhã mais tarde naquele dia ele mamou pela última vez, era perto das 9 da manhã (dia 11/08/2014)  e estávamos na casa da minha tia, ele com fome e sono pediu, fiquei com dó e dei, e essa mamada não teve nada de especial, diferente ou de despedida, porque eu não estava botando fé que eu iria realmente ter coragem de ir adiante com o desmame.

- Segunda-feira: Passou o resto do dia sem mamar no peito, mandei leite (de soja) pra ele na mamadeira pra escolinha e lá ele mamou tudo que eu havia mandado, chegou da escolinha e eu fui entretendo ele com outras coisas quando ele pedia pra mamar e não dei. Quando cheguei da faculdade as 10:30 ele estava dormindo, quando fui levar ele pra cama acordou e pediu pra mamar, como sempre é acostumado mamar nesse horário... Ofereci mamadeira e ele não quis, quis fazer uma manha pra mamar mas eu expliquei que não tinha mais e embalei, ele dormiu de volta em uns 5 minutos!

-Madrugada de segunda pra terça: Eu havia decidido, se eu conseguisse passar a madrugada sem dar mama pra ele, não daria mais o peito, mas se ele chorasse eu iria dar, sem problemas... E fomos enfrentar a primeira madrugada sem o tete.  Ele acordou umas 5, 6 x nas primeiras pediu pra mamar, eu levantei da cama e embalei e ele dormiu de volta em todas... nas ultimas acordadas nem pediu pra mamar. Acordou as 6:30 e tomou uma mamadeirona. Não chorou nem uma vez....

-Terça-feira: Começou a mamar na mamadeira como se tivesse feito isso a vida toda, mamou de novo na metade da manhã, de tarde na escola, quando o busquei na escola e a noite antes de dormir... e vem mantendo essa rotina de mamadas até hoje, com uma a mais outra a menos.

Ai eu já sabia que ele não mamaria mais no peito, pediu poucas vezes depois disso, e quando eu digo que não tem aceita numa boa..  também agora quando acorda a noite, me abraça e volta a dormir, não pede mais o peito. Já eu que apesar de ter ficado feliz por termos passado essa etapa tão bonita e importante das nossas vidinhas, chorei.. e MUITO na terça feira a tarde enquanto ele estava na escola. Me deu uma tristeza, uma culpa, um sei lá o que... passei o dia triste, parecia que faltava algo... Nós dois sempre tivemos uma ligação muito intensa com a amamentação, era um momento muito íntimo e nosso e apesar de eu já não estar mais curtindo amamentar e ele ter ficado tão tranquilo em relação ao desmame, me senti uma mãe de merda total. Mas fui entendendo que esse sentimento é normal... É cortar o cordão umbilical com a cria. Emocionalmente o desmame é mais difícil que fisicamente. Pra mim foi muito mais difícil que pra ele...
 Tive meus motivos, era o que eu queria e foi o melhor pra nós dois... Me dediquei muito a ele nesses 1 ano e 7 meses de amamentação, sofremos no começo com a pega errada e a falta de força que ele tinha pra mamar por ser prematuro, com o refluxo, com a aplv (fiz dieta de restrição), com quedas na produção, com a minha ida pra faculdade quando ele tinha apenas 2 meses (mesmo assim continuou só no peito, eu tirando o meu leite e deixando pra darem pra ele no copinho) dei muuuuito o peito, de dia, de manhã, de noite, de madrugada, evitei o máximo o uso da mamadeira e da chupeta até 1 ano de vida.... foram 1 ano e 6 meses de total livre demanda, onde ele queria, com olhares de reprovação, comentários chatos, mas muito carinho, afeto e amor... Apenas no ultimo mês comecei a regular os horários e mesmo assim NUNCA até hoje o deixei chorar por querer mamar! Não sei se o jeito que eu fiz foi certo, nem me acho melhor do que ninguém por ter feito desse jeito, porque na maternidade, cada caso é um caso, cada criança é uma e cada momento é um. Mas sinceramente me sinto um bocado orgulhosa de nós dois, eu e meu pequeno, que fizemos essa história que tinha muito pra dar errado, ser uma história bonita.
 E eu sempre vou lembrar do jeitinho dele ao mamar, do barulhinho, da mãozinha em cima do meu peito, do carinho no meu braço, das piscadinhas pra mim enquanto mamava. Apesar de não termos chegado até os 2 anos, estou feliz, satisfeita, sabendo que fiz o meu melhor!
  E a saudade é inevitável...

Considerações sobre o desmame
- Sim o Nicolas continua MUITO apegado a mim, nem um pouco menos que antes
- Até agora não acredito que ele não chorou nem um pouquinho hehehe
- Chocomilk nem é tão bom quanto eu lembrava
- Se eu tivesse como escolher, faria tudo de novo do jeito que eu fiz! desde o começo... deixar de comer algumas coisas é uma coisa minima comparada a poder amamentar seu bebe
- Não da pra levar em conta opiniões alheias, tem gente que acha ridículo uma criança com mais de 1 ano mamando, tem outro que vão te julgar até o último se você for tirar do peito... siga o seu coração.
- Se estiver muito difícil, parecendo que não vai pra frente e a criança muito irritada é porque ainda não é a hora, OBSERVE seu filho antes de tomar qualquer decisão.
- E um obrigado especial pra quem me apoiou desde o começo nessa jornada, minha mãe e minha irmã! Foram essenciais pra que eu conseguisse chegar aqui.




Beijos mil, Ana e Nicolas


sexta-feira, 25 de julho de 2014

Sobre a escola do Nicolas...

  Eu conheci a escola que o Nicolas estuda muuuuito antes de eu engravidar, minha tia foi a primeira professora do berçário lá, meus primos estudaram lá e alguns ainda estudam. Então desde que eu comecei a considerar a opção escola aqui em casa lá foi o primeiro lugar que me veio na cabeça.
Indo pra escola hoje com muuuuito frio haha
   Vou falar a real, eu tento ser bem liberal com o Nicolas e não criar ele em uma redoma de vidro, nas brincadeiras eu só interfiro quando eu vejo que ele vai se machucar MESMO, e mesmo assim tento ver se ele não vai conseguir se virar sozinho, apesar disso, sobre algumas coisas eu sou extremamente psica... Uma delas é medo de o Nicolas ser maltratado seja em escola ou com babás, por isso sempre tive não só um mas os dois pés atrás pra deixar o Nicolas com alguém, pode ser bobeira, mas quem me conhece sabe, só deixo ele com pessoas da família que confio extremamente, até deixaria com alguém que não fosse da família, mas teria que ser alguém que eu conhecesse muuuuuito bem... Então logo que eu pensei em por ele numa escola, o único lugar que eu sabia que iria confiar era lá, pela experiencia das pessoas próximas mesmo.
  Eu já contei aqui outros motivos de eu escolher aquela escola em específico, e bem, o Nicolas adora estudar lá, adora mesmo, gosta muito da professora, da auxiliar e dos colegas, sempre demonstra muito carinho por eles... Mas nem tudo é perfeito né? Vou colocar aqui o que eu vi na escola nesses 3 meses em que o Nicolas está frequentando.

Coisas boas da escola...

Carinho e atenção
 Realmente as professoras são muito calmas e atenciosas, nossa, a professora do Nicolas demonstra um carinho imenso por ele, sempre abraçando, beijando ele, dizendo que o ama, lida muito bem com as birras e manhas dele queria eu ter a paciência que ela tem hahahaha.

Poucos alunos por turma
 Algo que eu também acho ótimo na escola é que não são muitos alunos, na turma do Nicolas quando ele entrou contando com ele eram 9 alunos, agora na metade do ano entrou mais uma... Mesmo assim 10 alunos pra 2 professoras é um número muito bom.

Bom espaço físico
 Outra parte que eu gosto muito é realmente o espaço da escola, é todo cheio de rampas, tem um parque gigaaaante, uma "fazendinha" onde as crianças vão olhar os animais, quadras grandes e piscina.

Organização
Eles são extremamente organizados, tem uma rotina fixa e hora certa pra tudo, desse tamaninho eles já tem m horário igual nós na escola, tal hora é artes, tal hora é aula de música, tal hora parque tal... Acho excelente!

Atividades Extra-curriculares
 É ótimo que lá na escola sem você pagar nada a mais teu filho pode fazer várias atividades diferentes, na idade do Nicolas eles tem natação (que eu até hoje não levei ele nenhum dia kkk é o frio, é o frio), mais velhos um pouquinho já tem judo, ballet, futebol... e várias outras coisas dentro da própria escola.

Método de ensino
 O que eu achei o máximo é que eles sempre tem jeitos diferentes pra ensinar, eu chego lá buscar o nicolas um dia ta todo mundo dançando, outro carimbando na massinha, outro tão na quadra jogando bola, sempre apostando em atividades diferentes e os pequenos aprendem se divertindo

Apostila
  É uma coisa talvez besta, mas eu acho muito importante o fato de eles terem desde pequenos uma apostila pra seguir, assim no final do bimestre os pais podem ver o que os filhos fizeram e aprenderam

Material igual pra todos
  Lá no começo do ano você paga uma taxa (salgadíssima, rs) e não precisa comprar material algum, encapar nada, colocar nome em nada, tudo já vem da escola, assim todos tem materiais iguais, não tem essa de querer o do amiguinho porque é usado tudo junto!

Não liberam o aluno pra pessoas estranhas
 Algo que eu sempre tive muuuuito medo foi isso, algum louco chegar lá se dizendo da família  e eles entregarem o Nicolas, sei la, mas eu me sinto muito segura lá, sempre tem gente la na frente e os portões estão sempre fechados, até a porta que vai pras salinhas é trancada, e somente eu posso pegar o Nicolas, se por exemplo minha mãe ou o pai dele vierem buscar, só podem levar se eu tiver previamente autorizado ou então eles me ligam pra saber se podem deixar... Isso me deixa muito tranquila ao deixar ele lá.

Lanche da escola
 Lá você tem duas opções, pegar o lanche da escola e pagar um tanto de dilmas a mais, rs, ou mandar o lanche pra escola seguindo o cardápio da nutricionista. Eu no começo mandava de casa o lanche, mas pensa no trabalho pra seguir aquele cardápio todo dia, e tentar adaptá-lo devido as alergias do Nicolas, era um trabalhão... até que ele não quis mais comer o que eu mandava, queria só comer o que os amiguinhos estavam comendo (ô fase), então conversei com a nutricionista e comecei a pegar o lanche da escola, eles mesmo adaptam tudo pro Nicolas, fazem tudinho sem ovo e leite pra ele, mas a mesma comidinha que dos colegas, resultado: ele come super bem na escola agora! Acho ótimo não precisar mandar lanche, sério mesmo kkk principalmente que lá é tudo feito por nutricionista então é uma refeição por dia que eu não preciso ficar me preocupando

Coisas ruins da escola

 Televisão
Eu entendo a parte da escola da praticidade das crianças assistirem tv, porque elas colocam no horário crítico, a hora que os pais vem buscar ( das 5 as 5:30 da tarde), então eles não ficam tão alvoroçados de verem os amiguinhos indo embora e ninguém que for embora antes perde alguma atividade... Mas a parte ruim é que o Nicolas já vê um tanto considerável de tv em casa, muito mais do que eu queria, aí você paga um pequeno absurdo e eles vão lá e assistem galinha pintadinha kkk. Eu normalmente busco ele as 5 em ponto, ou uns minutinhos antes, aí quase elimino esse probleminha*, mas tem dias que vou antes e eles já estão assistindo!

Preço
A mensalidade é um valor considerável, considerável mesmo, se você somar com o lanche você paga o mesmo que se paga em algumas faculdades, rs. Além disso lá tudo eles te cobram, dia desses teve lá uma tal "festa do inverno" onde teriam brincadeiras tipicas de festa junina e brinquedos infláveis, as crianças podiam convidar 3 amigos para irem, também teria comida a venda. Poxa, eu inocente achei que era de graça, fui ler o panfleto 20 reais para poder ir nos brinquedos infláveis e mais 5 reais pra cada barraquinha de festa junina (pescaria e sei la mais o que que iria ter) isso tirando a comida que a cria ia pedir e você ia ter que comprar... como que vou convidar um amiguinho do Nicolas pra uma festa dessa? "Tem uma festa na escola do Nicolas mas leve pelo menos uns 50 reais" u.u

 Machismo
 É uma escola machista e sexista apesar de não declararem isso, a camiseta dos meninos é azul e das meninas é rosa. Meninas fazem ballet e meninos judô. Eles não permitem que meninos brinquem com brinquedos considerados de menina e nem meninas com brinquedos de meninos e também incentivam meninos brincarem com meninos e meninas com meninas. Essa pra mim é de longe a pior parte da escola, que me faz até pensar em trocar ele de escola daqui um tempo, porque se eu soubesse disso antes eu nem teria colocado ele lá... mas agora o tanto que ele ama ir pra aula não tenho coragem de tirar! Ainda estou procurando um jeito de resolver isso...

O misterioso caso dos lencinhos umidecidos
Esse só Sherlock holmes pra resolver mesmo... Depois das férias do Nicolas as aulas voltaram numa quarta feira, mandei um pacote fechado de lencinhos, no final do dia não voltou nada na mochilinha dele, imaginei que haviam esquecido de mandar, então no dia seguinte não mandei nenhum, veio um recado na agenda pedindo pra mandar.... No dia seguinte mandei um novo pacote fechado, no final do dia quando o busquei, NADA na mochila de novo... 2 pacotes em 3 dias, como é possível, no dia seguinte mais um recado na agenda pedindo lencinho... mandei o 3 pacote e junto um recado dizendo que era o 3º em 4 dias!!! a prof pediu desculpas e por fim usou aquele pacote de lenços por 1 semana, na semana seguinte tive que mandar um novo, e a mochila, pasmem voltou vazia novamente! 4 pacotes de lenço em 2 semanas!! Aí mandei um recado dizendo que eu havia mandado um pacote cheio no dia anterior e não ia mais mandar kkkk, nem aqui em casa que ele passa muuito mais tempo que na escola ele usa tanto lenço umidecido nem mesmo em 1 mês, quanto mais em 2 semanas!


É isso pessoal, esses foram os prós e os contras que eu percebi nesse tempinho que o nick está lá!

Beijooos












quarta-feira, 9 de julho de 2014

Bloqueando o blog

Pessoal.... Por alguns motivos pessoais eu não vou mais deixar o blog público, então quem quiser continuar acompanhando deixe seu e-mail nos comentários desse post ou me manda um e-mail anakluber@gmail.com

Obrigada pela compreensão



sábado, 5 de julho de 2014

Pérolas do Nicolas

Agora que o Nicolas está se soltando mais na palavrinhas estão surgindo as primeiras pérolas, e algo me diz que esse é só o começo hahahha


Nicolas é acostumado a dormir chupando bico, então quando eu dou o bico pra ele já sabe que é pra dormir, dia desses deitei ele no carrinho pra ele tirar uma soneca e colocava a chupeta na boca dele e ele cuspia, colocava e ele cuspia, pra dizer que não queria dormir, então peguei e falei:
- Deixa a chupeta Nicolas!! e ele respondeu na hora
- Não deixo!!

*************

Nick estava assistindo Peppa pig, fomos fazer outra coisa e eu perguntei pra ele
- Como que é o nome da mamãe?
- Mamãe Pig!


*************

Ele correndo atrás dos cachorros eu briguei:
- Para de atentar os cachorros Nicolas
ele para me olha com a maior cara de coitadinho e fala
- Que? Quê, Ana?


*************

Eu doente, com virose reclamando de dor na barriga ele levanta a camiseta e começa a me imitar, passa a mão na barriga e fala aiaiai aiaiai, aí vai até minha mãe, mostra a barriga, diz aiaiai e coloca a mão na cabecinha dele pra pedir pra ela orar awnnnnn

*************

Num aniversário de uma priminha nossa, chega a irmã dela e vai tirar uma foto com o Nicolas, eu falo "Nick, da um sorriso pra foto com a prima" ele na mesma hora sorri mais vai saindo de perto dela de ladinho, como se a gente não fosse perceber kkkk quando vimos ele tava longe já e sorrindo kkkk.



domingo, 29 de junho de 2014

18 meses

"Vamos descobrir o mundo juntos, baby, quero aprender com seu pequeno grande coração. Meu amor, meu amor."

Mais um mêsversário e dessa vez com um plus é um meioversário também né? kkkkk.
Agora que são trimestrais os posts das conquistas* do Nick da pra ver uma diferença muito grande no desenvolvimento dele, lendo o post passado de 1 ano e 3 meses vejo uma grande diferença até na carinha dele, mas o jeitinho, sempre o mesmo desde que ele nasceu, meu pequeno molequinho lindo, sempre me surpreendendo e me enchendo de orgulho. Agora vamos lá, ao post mais longo da categoria! Viva os 18 meses e a maioridade bebezística!


- Com 1 ano e 6 meses ele mede e pesa mais ou menos 83 cm, 10,800 kg não sei ao certo pois faz mais de um mês que ele foi ao médico pela ultima vez. Calça tamanho 21.
- Possui 12 dentinhos, 8 incisivos e 4 molares e mais 4 presas estão por vir por esses dias.
- Usa fralda XG em algumas marcas e G de outras.

Comunicação
Senta, que lá vem história... essa parte vai ser longa!
- Na questão da comunicação ele melhorou muito nos últimos meses, tanto verbal como não verbal. Ele está numa fase muito engraçada em que ele tenta conversar com a gente mesmo sem saber falar direito... Por exemplo eu falo: - Olha lá o auau Nicolas - então ele fala "auau" então imita como o auau faz e faz alguma referencia do que o cachorro esta fazendo, por exemplo se está dormindo ele coloca a mãozinha do lado da cabeça e deita como se estivesse tirando um cochilo. Se estou lendo um livro pra ele ele sempre quer mostrar tudo que ele sabe, aponta pro carro e fala "bum bum", aponta pra comida e finge que esta comendo... tenta mostrar do jeito dele o que é aquilo. Se desenhamos um coração na mesma hora ele coloca a mão no coração e dança pra querer dizer da música do coração que eu canto pra ele, se vê uma estrela ele também dança (por causa da brilha brilha estrelinha) e aponta pra cima, tudo que ele não sabe falar ele tenta achar um jeito de dizer, interagindo muito mais com a gente. Aprendeu também muitas novas palavras, já que agora ele repete bastante o que a gente fala... é assim: "não bata a porta Nicolas" ele na mesma hora fala BATA, "não vá na rua" UA, "cuidado que você vai se machucar" AIAIAI "quer descer?" DEXE.... Também agora percebo que ele entende muito do que a gente fala, praticamente tudo, como pegue isso, pegue aquilo, pare, pra frente, pra trás, em cima, embaixo... triste, feliz, com raiva, assustado, vamos no lugar x, na casa da pessoa y. Essas coisas simples ele demonstra entender quase tudo, e também sabe alguns conceitos tanto em português quanto em inglês, como "up, down", "clap your hands", "stomp your feet" "take a nap" "no" "yes" "happy" "angry". Agora também ele expressa muito melhor o que ele quer através de gestos com a cabeça expressando sim ou não pra quase tudo que perguntamos e não simplesmente deixando no vácuo como ele fazia na maioria das vezes antes. Também aprendeu algumas palavras mais complexas como "Mickey" que está mais pra Bickey ou Bãckey na língua dele kkk, "menino" que ele diz mininuuuuuu e uma das minhas preferidas "Alhoooouuuu" que ele fala pra "Alô" hehehe... Além de que agora ele fala várias coisas numa língua única que ninguém entende, as vezes nem eu mesma hahaha. Aprendeu que eu tenho um nome e ele também, mas sempre que perguntamos o nome dele ele responde "nenem" e o meu é "mamãe nenem" ou "mãe" haha, depois de insistir ele solta um Nick ou Nico pra ele e Ana/ Ane pra mim. Os cachorros ganharam nomes também, chama a Mathi (mathilda), o Dimi (Jimmy) e o Biui (Billy). E a tia que ele adora é a Ti eixxxxxxxx (tia inês). Canta "lalalalalalala" quando falamos pra ele cantar, completa com "dádádá" quando eu falo da beijinho nas meninas/mamãe e completa com "buábuábuá" (blablabla na lingua dele) quando cantamos "então para de falar...." (anitta rulez). Ainda não forma frases mas consegue juntar duas palavras as vezes falando por exemplo "dê lua?" pra "cade a lua?" ou "bike nenem", "mamãe nenem" indicando que algo é dele.


Gêneros
- Ele aprendeu que é um menino porque tem pipi e que eu sou menina porque não tenho pipi e essa é a única coisa que ele entende sobre isso, nunca falo nada sobre coisas de menino ou coisas de menina então ele ainda não tem essa concepção, ainda não identifica outras pessoas como menino ou menina, apenas ele,  eu e jimmy, nosso cachorro, já que somos os únicos que ele já viu os orgãos genitais haha, pra ele essa ainda é a unica forma de identificar menino ou menina, os outros ele classifica em "nenem" pras crianças e "titia" pros adultos. Brinquedos e cores ele escolhe igualmente entre coisas consideradas de "menino" e "menina", mostra preferencia muitas vezes pela cor vermelha.

Cores
Falando em cores, agora ele identifica quase todas, vermelho, azul, verde, amarelo, preto, branco ele raramente erra, se confunde com rosa, laranja, cinza, roxo e marrom ainda. Em inglês ele identifica e fala duas White (aiti) e Blue (blú), em português ele ultimamente não tem falado mais o nome de nenhuma.

Letras
- Reconhece 3 letras, N, A e C. A letra "N" sabe que é do seu nome, e também sabe que é de "neném", acho engraçado que ele consegue ligar o som da letra N com a letra. Por exemplo, ensinei pra ele que Ana, meu nome, começa com a letra A, então ele vê um A  e já fala ANA, ou pode por exemplo ver um N, e falar eNE, e dai tirar tanto, NE-NEM, quanto "NA" de ANA. O N é a única letra que ele já sabe escrever. O A ele apenas sabe que é o começo do meu nome, ainda não liga com o som da letra, e o C ele diz que é uma lua por causa do formato e se perguntamos o que começa com o C ele diz na mesma hora CACACA, nesse caso por causa do som da letra C.

Números
Chama 1 de "uma" e dois de "doix", mas pra ele uma é um e doix é qualquer coisa que seja mais do que um

Escrita
Seus desenhos ainda consistem em rabiscos loucos, mas que começam a fazer um pouquinho de sentido, tenta fazer um circulo e diz que é uma lua, ou um carro, lua também pode ser um semi circulo, e um circulo rabiscado pode ser um coração. Escreve a letra N e tenta colorir dentro de um desenho (ainda está longe de conseguir hahaha).
Olhem o N no canto inferior esquerdo


Animais
Continua fissurado por bichos de todos os tipos como a maioria das crianças, a alegria dele aqui é dar comida pras galinhas, correr atrás dos cachorros, observar os passarinhos... E não tem medo de nada, de nenhum inseto, de nenhum bicho, temos que ficar em cima senão ta la com uma aranha na mão o.O (já aconteceu)




Medo
Agora Nicolas deu pra criar alguns medos, tem medo do escuro e um pequeno pavorzinho com sangue hahaha. Engraçado que ele é daquelas crianças que cai e não chora, se bate e fica de boa, e antes quando se machucava achava o máximo mostrar o machucado ou o sangue pros outros, já agora não acha mais, continua não sendo muito manhoso quando se machuca se ele não ver o machucado, mas se ver, pronto, é escandalo, ele deu uma raladinha no braço esses dias, na hora nem chorou, mas depois quando ele viu, pronto, pensa num choredo! sempre que olhava o machucado chorava, tive que deixar ele com bandaid e camiseta de manga comprida por uns dias pra ele não ver, e mesmo assim se via o bandaid arrancava, chorava e ia mostrar pra todo mundo kkk.

Comida
 Aquele menino que comia praticamente de tudo resolveu mostrar os seus gostos... agora não é qualquer coisa que o agrada não, anda negando alguns tipos de salada, carne e até mesmo batata frita, mas é absolutamente louco por macarrão, feijão, arroz, polenta, milho, sagu e pão com amendocrem. Também é um grande fã de banana e manga, água e leitinho da mamãe. Quanto a comer sozinho, ele consegue, mas raramente faz, normalmente é assim: ele come umas 3 colheradas sozinho e começa a jogar pra cima, dar pros cachorros, fazer zueira, ai eu canso e dou eu mesma haha.

Desenhos
Antes Nicolas só assistia o que tivesse música, como a galinha pintadinha por exemplo, ou clipes de música mesmo, agora já consegue acompanhar estórias que sejam curtas e fáceis de entender como a Peppa e o Mickey antigo além de vídeos de carro de corrida, que são a sua paixão (vai entender!?).

Música
É um fã assumido, várias vezes quando entramos no carro ele pede pra por música, pra dormir também pede pra gente cantar pra ele, e adora ver clipes de música... Ama dançar e sabe a coreografia de quase todas as músicas, se não sabe inventa alguma coisa kkk, dança e quer que a gente olhe e é claro bata palmas no final hahaha.



Desenvolvimento motor
 Nessa parte ta um sarro, já que ele aprendeu a escalar agora, sobe em tudo tudo, não da pra descuidar que ele ta em cima da mesa, escalando o portão, em cima do puff u.u e o pior a maioria das vezes dançando ou batendo palma pra se aparecer, o palhacinho! Sobe e desce sozinho no escorregador já também, quase um mocinho! Consegue empilhar blocos e fazer torres e também encaixar formas, mas ele é esperto, em vez de encaixar ele abre o brinquedo e coloca as formas dentro e ainda quer que a gente bata palma pra ele, pode isso? Também tenta pular, mas só faz o movimento sem sair do chão.


Comportamento
 Finalmente posso dizer que o Nicolas não da mais trabalho pra dormir, aprendeu na escolinha a dormir no carrinho e agora quando está com sono apenas pede pra subir no carrinho, é dar a chupeta e em uns 5 minutos ele está empacotado. Como eu acabei de dizer, ele agora chupa chupeta hahaha, quem diria, começou a chupar com 1 ano e 4 meses, nunca imaginei que isso iria acontecer! Mas é bem tranquilo porque ele não é acostumado a ficar o tempo todo com a chupeta, no mais chupa mesmo pra dormir e só, as vezes em alguns outros momentos chatos ele também chupa, mas ele não gosta de ficar muito tempo com a chupeta na boca, como eu sei disso e como ele nunca teve o habito deixo disponível sempre que ele quiser.
 Anda mais compreensivo, se souber como explicar pra ele de um jeito que ele entenda ele obedece, até hoje só coloquei ele de castigo uma vez, ontem, porque ele jogou meu computador no chão (só isso kkk). As vezes ele dá os pitis dele, se joga no chão, faz manhaaaa como toda criança, mas eu superiormente ignoro HAHAHAHA (tadinho).
  Gosta de brincar de coisas que imitem o que os adultos fazem, fazer comidinha, colocar o ursinho dele pra dormir, varrer a casa, lavar a louça, além disso continua vidrado em carrinhos de todos os tipos, de todas as marcas, do mais baratinho até o mais caro, com certeza é o brinquedo favorito dele.

Horários
  Os horários do Nicolas mudaram nesses últimos meses, depois que ele foi pra escola se acostumou com uma rotina mais fixa principalmente nos horários de dormir. Agora acorda entre 8 e 9 da manhã (graças ao bom Deus), tira uma soneca das 10:30 da manhã as 11:30... meio dia, depois dorme por volta das 3 horas da tarde por 1 se está na escola (lá eles acordam as crianças as 4 da tarde) e por 2 horas se estiver em casa. E finalmente a noite o descanso vem geralmente as 22 horas.

E pra finalizar um vídeo com as nossas bagunças antes de dormir. Um beijo da Ana e do Nick! :*

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Plano de ação (Desmame, parte III)

   Parte 1
   Parte 2

 Primeiro de tudo quero deixar claro que não estou escrevendo um guia pro desmame, pelo contrário, é apenas minha experiencia que vou compartilhar com vocês, tudo isso não é baseado em nada, rs e eu nem mesmo sei se vai dar certo, conto com dicas e troca de outras experiências! E muito menos quero incentivar alguém a desmamar, cada mãe sabe a melhor hora pra fazer o desmame, seja com 6 meses, 2 anos, 4 anos isso é uma escolha pessoal que não deve ser baseada no que os outros pensam!! Agora que está tudo claro,  vaaaaaaaamos la!!
   Bem, como eu comentei antes, eu nunca quis que o desmame acontecesse de uma hora pra outra, e na realidade, já fazem praticamente 3 meses em que eu comecei a dar uma diminuída nas mamadas e oferecer outras coisas no lugar do peito. Agora com quase 1 ano e 6 meses que eu começo oficialmente* o processo do desmame, que vou contando aqui pra vocês irem acompanhando.
  Esse meu plano de ação consiste em 4 partes e vai ser assim:

Parte I - Determinar horários para as mamadas durante o dia

mamando na festa junina, 1 ano e 5 meses
Desde que o Nicolas nasceu ele mama em total livre demanda, quando era bebezinho isso consistia em chorou = peito, sempre, então ele se acostumou em usar o peito em muitas situações, não só para matar a fome, mas para se acalmar, pegar no sono, ficar mais próximo de mim, se entreter... etc.
O Objetivo dessa primeira parte então é colocar o fim na livre demanda, determinando horários pras mamadas, e entretendo com outras coisas quando ele pedir pra mamar em outros horários.
A principio serão 4 mamadas durante o dia. Ao acordar de manhã cedo, antes da soneca da manhã, antes da soneca da tarde e a hora que eu chego da faculdade a noite. 
Agora com a idade que ele já tem ele consegue utilizar outras coisas no lugar do peito, por exemplo, quando ele se machuca, nem sempre pede peito, a maioria das vezes pede colo e abraço, pra matar a fome ele já come praticamente de tudo... Enfim, o mama pra ele como uma muleta, que pode ser substituído por inúmeras outras coisas. Pra conseguir isso tenho que principalmente parar de oferecer o peito a cada chorinho dele, em vez disso tentar descobrir o que ele realmente quer... atenção? água? comida? dormir? E oferecer opções pra ele no lugar do peito. De madrugada ainda vou continuar amamentando quando ele pedir.

Parte II - Desmame noturno

 Com essa idade o Nicolas ainda acorda pra mamar de madrugada, tem noites que dorme inteiras, tem noites que acorda 1, 2, 3 vezes, geralmente ele não acorda PARA mamar, acorda por outro motivo e quer mamar pra voltar a dormir...  Então depois que ele já estiver acostumado com a rotina de amamentação durante o dia, pretendo tirar de vez as mamadas da madrugada.
Acredito que essa parte vai ser mais fácil que a anterior já que tem noites que ele acorda e acaba adormecendo sozinho, mas sei que o rapazinho é bravo e não vai gostar muito de eu o negar o peito! (Pra quem quer fazer o desmame noturno recomendo ler o método do dr. Gordon aqui.)

Parte III - Eliminar uma mamada de cada vez

 Depois que o Nicolas tiver acostumado com a nova rotina com os horários fixos pra mamar eu quero tirar uma mamada de cada vez e se ele aceitar substituir por uma mamadeira no lugar. Uma das mamadas de segunda a sexta ele realmente não vai mamar, pois está na escola, que é a mamada da tarde, lá ele toma uma mamadeira (NAN SOY + VITALON) antes da soneca, então vou começar por essa (quando não esta na aula atualmente ele mama no peito nessa hora), depois eliminar a mamada de antes da soneca da manhã e por fim tirar a mamada da hora de acordar.
  É Ana, mas você não disse que seriam 4 mamadas por dia na nova rotina? ta sobrando uma ae, só pra avisar.
  Pois é, a mamada da hora que eu chego da faculdade (entre 10:30 - 11 horas) eu não vou tirar ainda. (que? mas você não esta desmamando o menino?) Sim, eu estou desmamando, mas essa mamada é a NOSSA, sabe? quando eu chego ele gruda no meu peito e mamamamamamama pra matar a saudade, eu abraço ele, faço carinho, é um momento tão nosso que eu ainda não vou ter coragem de tirar. Meu objetivo final com tudo isso é que aos 2 anos de idade o Nicolas esteja mamando 1x por dia, entre 10:30 e 11 horas da noite.

Parte IV - Eliminar a mamada da noite

  Eu sei que nada disso vai ser fácil, mas desconfio que essa vai ser a mamada mais difícil de tirar, tanto pra mim quanto pra ele, justamente pelo lado emocional que ela representa como eu contei ali em cima.



Resumindo tudo isso... Se meus planos derem certo daqui 6 meses meu nenenzinho com seus 2 anos de idade estará mamando apenas 1 x a noite e em algum momento depois disso ele estará oficialmente desmamado. Claro que tudo vai ser devagar, pra nós dois irmos nos acostumando, e se demorar mais, ok, paciência... É um processo longo e que com certeza vai ser realizado com muito carinho da mamãe pra que nós dois possamos sobreviver hahahahhaha. Vou contando aqui como for acontecendo... Nos desejem sorte!

sentindo a chuva e chupando sua nova amiga chupeta, rs





domingo, 15 de junho de 2014

Amamentando com mais de um ano (Desmame, parte II)

 Continuando o último post
Com 1 ano e 3 meses

 Quando o Nicolas tinha entre 10 e 11 meses já incomodava mais tanto em relação ao mamazinho hehehe, apesar de ele ser muito ligado a esse momento, já dormia embalado por outras pessoas sem mamar, mamava normalmente antes das sonecas (já que comigo só dormia mamando), cerca de 4 x ao dia e acordava 1 ou 2 x por madrugada, o que pra mim era muito tranquilo, penso que se continuasse dessa forma eu adiaria muuuuito mais o desmame.     Mas foi perto de completar um ano que tudo mudou, ele começou a exigir mais o peito, muuuito mais, queria mamar a todo instante, me via e pedia pra mamar, mamava um pouquinho em cada peito e ia brincar, logo voltava e fazia a mesma coisa o DIA INTEIRO, imaginei que fosse só uma fase, um pico de crescimento ou algo assim...continuei dando normalmente, sempre que ele requisitava. Imaginei que por ele estar ficando mais independente, aprendendo a andar, precisava de um porto seguro,  e acabava compensando no peito. Foi bem nessa época, um pouco depois que completou um ano que eu me separei , não sei se isso foi um dos motivos que o fizeram ficar mais ligado ao peito, mas não descartei a possibilidade, eu queria estar ali por ele, e se o jeito de estar ali por ele fosse amamentando, então vamos lá!
 Mas o tempo foi passando e cada vez ele pedia pra mamar mais vezes, independente do lugar que estivesse, coisa que ele não fazia antes, ele pedia pra mamar quando estava com sede, fome, entediado, sono, quando me via sem camiseta, quando escutava o barulho de um estalo com a boca que o fazia lembrar de mamar, quando ouvia a palavra mama, quando via alguém mamando, etc etc etc... Estava completamente exaustivo, ele conseguia mamar ainda mais do que quando era um RN!
  Amamentação pra nós era muito mais sentimento do que alimento, eu e ele sempre nos conectávamos de uma forma incrível durante esses momentos. Sempre foi algo muito íntimo, muito nosso, mãe e filho, ali um pelo outro. Amamentar pra mim sempre pareceu um super poder, capaz de curar toda dor, machucado, tristeza. Mas essa altura esse momento maravilhoso já não estava mais tão maravilhoso assim, com a frequência das mamadas, com as mordidas, cada vez que ele pedia pra mamar eu ficava irritada, pra mim amamentar estava virando mais um fardo que um prazer.
Foi aí que com 1 ano e 3 meses em uma crise de TPM, resolvi tirar ele do peito de vez, na emoção do momento fui e comprei uma chupeta e uma mamadeira para o neném, cheguei e consegui fazê-lo dormir sem mamar chupando a chupeta (que ele ainda com essa idade não sabia pegar direito), olhando ele ali, deitadinho, segurando a chupeta na mãozinha refleti, não é assim que eu crio meu filho, não quero nada brusco e não é do dia pra noite que vou tirar ele do peito! Confesso que fiquei bem perdida, pra mim que do tipo que as coisas estavam indo ele ia mamar até chegar na faculdade, rs. Com a aproximação do começo dele na escolinha resolvi adiar, e fiz bem pois nos primeiros dias da adaptação ele chegava em casa e mamava, mamava mamava...
Apesar de ter adiado o desmame mesmo sem perceber comecei a cortar algumas mamadas, ele vinha mamar eu entretia com alguma coisa, oferecia uma comidinha, uma aguinha, e hoje apesar de ainda mamar bastante já diminuiu muito comparado há 2, 3 meses atrás.
 Depois que ele foi pra escolinha muita coisa mudou por aqui, ele maravilhosamente começou a chupar chupeta e mamar na mamadeira, o que pra mim foi um graaaaaaande alívio, mamadeira ainda é dificil pra ele aceitar aqui em casa, mas na escolinha ele todas as tardes mama antes de dormir. E a chupeta aqui esta dando uma grande ajuda, agora pra dormir ele mama um pouco no peito, então dou a chupeta e coloco no carrinho e ele dorme tranquilo, já várias vezes dormiu sem mamar antes, e várias vezes que pediu o peito eu dei a chupeta e ele aceitou, não é sempre, as vezes que ele resolve que quer mamar, quer e ponto final, se falar não é escândalo na certa. Mas eu estava levando isso sempre do jeito que dava, percebi que eu muitas vezes ofereço o peito por comodidade ao invés de procurar saber o que ele realmente quer... Resolvi então começar um plano de desmame, que eu vou contar aqui...

Relato de amamentação (Desmame, parte I)

a sua primeira mamada
   Desde a gravidez eu queria muito amamentar, muito mesmo, me preparei desde o positivo tomando banho de sol, usando a buchinha, me informando o máximo que eu podia.... Depois da minha cesária (desnecessária), aí sim eu pensei, pelo menos amamentar eu TENHO que conseguir!! O Nicolas nasceu e assim que desceu pro quarto veio uma enfermeira pra colocar ele no peito, na mesma hora ele começou a sugar o colostro, coisa mais linda e amada do mundo!
Mas é claro que nunca é tão simples assim, Nicolas era prematuro e com isso ele não tinha forças para mamar, e nem sabia pegar o peito direito, meu bico era muito grande pra boquinha pequenininha dele, mas eu estava muuuito longe de desistir. Era uma pressão bem grande porque ele precisava ganhar peso de qualquer forma porque ele era um bebe de alto risco e baixo peso (saiu do hospital com 1970 gramas), ele não podia ficar mais que 3 horas sem mamar pra não ter risco de hipoglicemia, mas como todo bom prematuro ele só queria dormir....
com alguns dias de vida
Nos primeiros dias nós sofriamos a cada 2 horas pra tentar acordá-lo pra mamar, era tirar a roupinha, passar pano molhado no rosto, uma luta, tiveram vezes que levamos 1 hora só pra ele acordar, pega o peito, tira, poe de novo na boquinha pra ver se esta pegando certo, depois de muito insistir mamava cerca de 2, 3 minutos e já largava, eu ficava cronometrando no celular o tempo que ele mamava, enquanto outros bebes eu lia que passavam 40 minutos no peito, ele nunca passava mais que 5, aí já não tinha mais forças pra sugar, então eu tirava meu próprio leite e oferecíamos em um copinho pra garantir que ele estava bem saciado. Graças a Deus uma semana depois ele já estava acordando sozinho para mamar e criou sua própria rotininha de mamar a cada 2 horas durante o dia e a cada 3 horas durante a noite. Mesmo mamando tão pouquinho por mamada nos primeiros 7 dias ele já havia recuperado o peso do nascimento! Cada pesagem era uma vitória para mim. Mas claro que não poderia ser simples assim tinha que complicar um pouco mais.... com exatos 8 dias de vida Nicolas que mal resmungava começou a passar o dia reclamando, vomitar muito e chorar enquanto mamava. Eu não sabia o que fazer, achava que o problema era eu, pois ele chorava de fome, vinha pro peito e não conseguia mamar, e eu chorava junto, com medo de ele passar fome...Aqui e aqui tem os links de como eu contei mais ou menos o que acontecia, com 17 dias se não me engano levamos em uma médica diferente que desconfiou da APLV e do refluxo, ele começou a tomar medicação pro refluxo e eu a fazer a dieta restritiva sem leite, com 1 mês mais ou menos cortamos também o ovo da minha dieta, aos poucos ele foi melhorando, as vezes tinha reação novamente com algum erro da dieta (essa época ele reagia até se eu consumisse traços), e em cerca de 7 a 10 dias melhorava, tiveram dias mais tranquilos, dias mais dificeis, mas vamos lá, já chegamos tão longe... cada mês vencido era uma vitória, vou tentar só mais um mês, só mais um...

 Depois que ele melhorou e eu me acostumei a dieta ele já estava bem gordinho hahaha, ganhava de 1 kg a 1,5 kg por mês e crescia absurdamente, cada consulta era um elogio, mesmo com o refluxo e a alergia ele nunca perdeu peso! As mamadas se tornaram mais frequentes e mais longas, cerca de 15 min a meia hora, mamava  o dia inteiro, a cada meia hora, a cada uma hora, não tinha intervalo certo, e a noite era um relóginho acordava a cada 3 horas certinho!! Eu estava muito feliz com o desenvolvimento dele e ganho de peso, mas chegou um ponto que eu não aguentava mais amamentar, rs. quando ele estava com 5 meses chegou ao ponto de mamar a cada 20 minutos, e como eu não acostumei ele desde pequeno com a mamadeira, não pegava de jeito nenhum, eu não podia ir nem na esquina sem ele.  Durante a noite quando eu ia pra faculdade ele continuava fazendo o intervalo de mamar a cada 3 horas, minha mãe oferecia meu leite no copinho, mas passamos muito sufoco pois varias vezes ele não aceitava mais o copinho e chorava desesperadamente querendo o peito! Então vieram minhas férias e eu pensei seriamente em trancar minha faculdade, pois não aguentava mais ir pra aula e ter que voltar logo em seguida, mas resolvi esperar, em 1 mês bebes mudam muito né? Continuei amamentando em livre demanda como sempre fiz mas comecei a introdução alimentar mais cedo (me julguem), eu não aguentava mais amamentar, estava exausta, havia emagrecido e estava absurdamente cansada. A primeira vez que Nicolas comeu uma frutinha foi aos 5 meses e 5 dias de vida,  foi uma pera e ele gostou muito... Foram cerca de 2 meses pra ele acostumar com a alimentação, mas aos 7 meses minha vida já era muito mais tranquila, ele fazia umas 4 refeiçoes por dia e ainda mamava bastante, já não exigia por mim quando eu estava na faculdade e eu pude começar a respirar um pouco.
 Então com o tempo Nicolas foi acostumando a ficar mais tempo sem mamar, mas pra dormir quando estava comigo era só no peito, nem pensar em chupeta ou qualquer outra coisa, era peito e embalo... Com cerca de 10 meses geralmente mamava apenas pra dormir e não pedia mais mama em outras ocasiões. O tempo foi passando e eu imaginei que ele fosse largando o peito por conta própria, mas o contrário aconteceu...

Mamando aos 11 meses
(continua...)

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Nicolas na escola - A adaptação

Então Nicolas foi pra escola, a primeira vez no dia 30 de abril com exatamente 1 ano, 4 meses e 1 dia. Assim, na louca. Eu havia planejado colocá-lo na escola depois da metade do ano como contei aqui. Mas ocorreu uma mudancinha nos planos, rs.
Bem, vou como tudo aconteceu.



A decisão

Nicolas estava numa fase (e ainda está) em que não para quieto um minuto, fica perambulando pela casa, frequentemente quer que brinquemos com ele, se entedia se ficar sem fazer nada por muito tempo, e não gosta de passar o dia todo em casa, diariamente pede pra ir passear e eu tenho que pelo menos dar uma voltinha com ele. Já eu estava com muitos trabalhos pra fazer, coisas pra estudar e nenhum tempo livre, já que com ele não consigo executar nada que precise de concentração...
No começo do mês de abril resolvemos olhar a escola que eu mais havia gostado (desde o ano passado já vinha olhando diversas escolas aqui, desinteressadamente), já minha mãe nem o Nicolas não a conheciam ainda, já pensando em colocar ele mas sem nenhuma certeza, Nicolas se apaixonou pela escola, pelos parquinhos, pela fazendinha, por tudo, levamos ele na sala que iria estudar e no mesmo momento ele desceu do meu colo e correu pra junto das outras crianças, tentou interagir e sentou em uma mesinha, chamei ele pra ir embora e ele não queria, queria ficar! Quando o tirei dali até rolou um chorinho, vejam só! Nós três estávamos muito entusiasmados então minha mãe e eu pensamos... porquê não? Era incrível imaginar o Nicolas de uniforme, brincando com os amiguinhos, mas nós ainda tínhamos um pé atrás... Será que ele não é pequeno demais? Será que vai se adaptar bem? Será que vai chorar muito? Será que não vão dar sem querer pra ele algum dos alimentos que ele é alérgico?
Então foi chegando minha semana de provas, eu sabia que esse ano não ia ter jeito de estudar com ele, semestre passado já foi um caos os dias que precisei estudar com ele junto, ele fica irritado por não ter atenção, eu fico irritada por não conseguir estudar. Por sorte minha mãe estaria de ferias bem na semana de provas, então deu pra enrolar mais um pouco, mas eu estava percebendo que não ia dar pra continuar do jeito que estava, vários dias da semana eu tinha coisas pra fazer, minhas notas já não haviam sido muito boas e eu realmente precisava estudar. Além de eu estar com um estágio em vista...
 Depois de conversarmos bastante entre nós e falarmos com o pai do Nicolas decidimos que sim, ele iria pra escola, claro que se ele não se adaptasse nós iriamos tirá-lo, mas eu queria muito que desse certo. Por coincidência fomos na escola fazer a matricula exatamente no dia que o Nicolas completou 1 ano e 4 meses, era dia 29 de abril, nosso objetivo era que ele começasse dia 5 de maio, que era o dia em que iria começar o segundo bimestre e uma segunda feira.. parecia um dia bom pra se começar. Enfim, chegamos na escola, conversamos bastante sobre como tudo iria ser, compramos os uniformezinhos, e nos sugeriram levá-lo já no dia seguinte só pra uma primeira experiência. Alguns dias de antecedência não fariam diferença... Então vamos lá

O primeiro dia de aula e a adaptação

No dia seguinte eu não conseguia conter a minha ansiedade, estava tão nervosa que não consegui comer nada, sabia que ia sentir saudades, ao mesmo tempo em que eu queria que ele fosse pra aula, se tornasse mais independente, fizesse amizades,  queria que ficasse pra sempre grudadinho em mim, sendo meu bebezinho.
Uma hora antes de levá-lo já estava tudo pronto, ele arrumado, almoçado e tudo hahahaha, isso que é mãe de primeira viagem! Nicolas não estava entendendo absolutamente nada, mas ficou se sentindo por estar usando o uniforme (até hoje, um mês depois ele adora colocar o uniforme).
Fomos lá, pra mais uma etapa da vida do pequeno!! Chegamos 15 minutos antes e eu pude conversar com a professora, que me deixou bem tranquila, disse que qualquer coisa ligaria, mas que ele com certeza ficaria bem... Ele foi imediatamente brincar e eu fui embora, com o coração na mão, ele não chorou nem nadaa, ficou muito tranquilo, Já eu, cheguei em casa e desmoronei. Me senti péssima, a casa toda silenciosa parecia que faltava um pedaço de mim. Foram poucas as tardes que o Nicolas passou longe de mim antes desse dia, as vezes o pai o levava pra passear mas em 1, 2 horas estava de volta... Agora não, agora ele passaria toda tarde longe. Eu sabia que não seria algo fácil pra se acostumar. Eu o deixei 15 pra 1 e iria buscar as 3, nesse meio período liguei 2 vezes para saber se ele estava bem... estava!
Fui buscar as 3 horas e as noticias foram as melhores possíveis, Nicolas ficou extremamente bem, chorou em alguns momentos quando outras crianças choraram mas logo se acalmou nessas ocasiões, fez as atividades propostas e estava tranquilo. Mas eu sabia que era só a primeira batalha, a guerra ainda não estava ganha. Não mesmo! Logo depois do seu primeiro dia de aula teve um feriado, 1 de maio e ele ficou 4 dias em casa, assim é bom né? só folga pro belezão hahahaha. Na segunda feira um novo desafio, o segundo dia de aula. Nicolas ficou feliz em vestir o uniforme e quis ir pra escola, apontava pro carro e queria ir, fomos, mas eu com o coração na mão já imaginando o que aconteceria... Chegamos lá e.... CHORO! Nicolas fez um escandalo e eu confesso que fiquei bem assustada, apesar de estar preparada pro pior eu não esperava um escandalo daquela magnitude. A professora falou que era normal e mandou eu ir pra casa... fui, mais uma vez, arrasada. Chegando em casa liguei pra saber como ele estava, já havia se acalmado... Mesmo assim, aquele sentimento de saber que ele estava longe de mim, sem eu poder acalma-lo, abraça-lo, estar com ele, me dominou, sinceramente os primeiros dias dele foram muito difíceis pra mim, especialmente a primeira semana. Mas quando fui buscá-lo vi ele fazendo as atividades, sentado na mesinha, alegre, me deu esperanças pra continuar.
 Chorei e me arrependi de ter colocado ele na escola, me senti a pior mãe do mundo todos os dias em que eu deixei ele lá chorando, e não foram poucos. Ao mesmo tempo em que me senti super orgulhosa dele e feliz da minha decisão todos os dias em que fui buscá-lo e o encontrei com um sorriso no rosto e sem querer vir embora pra casa. Nicolas chorou exatos 14 dias pra ficar na escola. Alguns mais, outros menos. Em todos se acalmou assim que eu sai, e também em todos quando eu perguntava se ele queria ir pra aula fazia que sim com a cabeça. Não deve ter sido fácil pra ele desgrudar da mamãe, assim como foi dificílimo pra mim desgrudar dele. Eu nesse tempo fui conversando com outras mães, todas me dizendo que é sim normal chorar nos primeiros dias, e mesmo morrendo de dó, deixei o Nicolas lá todos os dias, mesmo com o choro. Ate que no 15º dia veio a surpresa, ele não chorou!! Entrou, foi no colo da auxiliar e ficou bem.... Quase explodi de tanta felicidade! Finalmente ele estava se adaptando... eu não conseguia acreditar!! Foi uma alegria imensa, nem tem como explicar... Fui pra casa sabendo que eu estava fazendo a coisa certa.
 Desde então Nicolas gosta muito da escola dele, vários fins de semana ele pega a mochilinha e começa a pedir pra ir pra aula, sempre manda beijo pra professora na hora de ir embora e inclusive fez um amigo, que se chama Matheus. Todos os dias eu pergunto se ele gostou de ir pra escola e todos os dias a resposta é SIM! Isso inunda meu coração de felicidade. Como é normal, tem dias que ele ainda chora quando dou tchau, mas até hoje não teve nenhum dia em que ele preferiu ficar em casa do que ir pra escola quando o questiono.
No fim deu tudo certo e nós dois estamos felizes!! :D :D
Em outro post vou contar o que mudou com a ida pra escola e sobre a primeira apresentação de dia das mães do Nicolas.

Beijos, Ana

50 mil visualizações no blog!!

Eu queria saber o porquê de só me dar vontade de escrever de noite, juro que eu queria!! com tantas tardes livres, hoje, sexta feira, quase 11 e meia da noite com o Nicolas acordado, deitado no meu peito assistindo galinha pintadinha... resolvo fazer esse post. A real é que eu meio que abandonei o blog depois que me separei. As vezes acho que é pelo fato de eu gostar de colocar aqui tudo que eu penso, e tem tanta coisa da minha vida pessoal que eu tenho vontade de escrever, vontade de colocar aqui e não posso por ter outras pessoas envolvidas.... Escrever pra mim sempre foi uma terapia, muito antes do blog ainda na minha infância eu tinha um diário, depois eu lembro que escrevia no word e salvava no pc... mais tarde tinha um tumblr, e aí na gravidez criei o blog e veja, dia 5 já faz 1 ano e 8 meses que eu uso esse espaço pra guardar recordações pro Nicolas, compartilhar coisas com outras mães e o principal: desabafar! E como me fez bem todos esses textos que escrevi, e como ainda me faz tão bem ler tudo isso... é como se eu estivesse revivendo de novo momentos que muitas vezes eu nem lembrava. Tenho um carinho tão grande por esse espaço...

Enfim... só queria agradecer as 50832 mil visitas no blog!! E cada um que "perde" seu tempo acompanhando as nossas vidinhas!!

Pra não perder o costume... olha como está um galã esse meu rapazinho!!

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Sobre o meu filho

Meu filho tem 1 ano e 4 meses, é uma criança linda. Tem olhos grandes com uma cor indefinida, parece ser a mistura de no centro um girassol castanho, em volta um verde profundo e terminando com m circulo azul, tem cabelos loiros e um nariz pequenininho. Ele é muito curioso e observador, presta muita atenção em tudo, sempre que vão me falar alguma característica dele essa sempre está no meio "nossa, como ele é observador". Ele é uma criança tranquila, que normalmente não dá muito trabalho. Ele come bem, come qualquer coisa que você der, tudo tá bom pra ele, dorme bem também, com qualquer pessoa, basta um pouco de carinho e embalo. Tem horários previsíveis e não costuma chorar por qualquer tombinho. Ele é incrível e sempre sabe das coisas, a maioria das vezes não preciso falar, com olhar ele já entende. Também pede as coisas com o olhar, principalmente permissão antes de fazer algo. As vezes da a impressão de ele ter uma alma mais velha, parece que ele sabe de tudo e só ta enganando a gente se fazendo de bebe kkk. Ele gosta de coisas que instiguem seu senso lógico, como por exemplo tentar colocar o maximo de lenhas dentro do fogão a lenha, coloca as maiores, depois as menores, então encaixa as mais fininhas nos vãos. Gosta muito de desenhar, pintar, atividades que o deixem livre pra criar. O belo sempre o atraiu. Ele gosta das coisas organizadas, bonitas, arrumadas. Ele é do tipo que sem ter a minima noção de valores escolhe o melhor e mais caro tênis da loja. Ele ama passar perfume, pentear o cabelo, passar gel, se arrumar. Adora ganhar roupas e calçados, diferente de outras crianças. Inclusive gosta de brincar com maquiagem e ver a gente se arrumar também. É doido por um elogio. Ele ama os cabelos dele, os meus e os de todo mundo, tem mania de passar a mão, sentir a textura, comparar as cores. Ele é uma criança muito sensível, na verdade sempre foi, desde a barriga. Sente energias ruins, sente quando a gente está triste e tem a linda mania de me fazer carinho quando deito no seu colo (que é? mãe também precisa de colo as vezes). Ele tem um nome lindo que combina perfeitamente com ele. Nicolas, tem uma sonoridade tão bonita e cai perfeitamente com a criança que ele é. Ele tem uma personalidade unica e incrível, me testa bastante as vezes me tirando do sério, mas quando eu o vejo comparado a outras crianças percebo que ele é muito tranquilo pra idade. Ama carros (bum bum), caminhões (mamam), bolas (ba-gum), galinhas (titi ou gaga) e o mickey (não gosta do desenho, só do personagem mesmo). Seus desenhos preferidos são teletubbies, backyardigans, galinha pintadinha e os carros cantores. Gosta de coisas eletronicas e de jogar um jogo de corrida no video game. É muito apegado a mim e a família, já com estranhos é seletivo e não vai com todo mundo. Gosta de dormir abraçado comigo e quando acorda passa um bom tempo só me abraçando e beijando. Gosta de beijinhos de esquimó e que orem ou cantem pra ele. Adora dançar, principalmente quando tem platéia. Gosta muito de "se aparecer", dançar, cantar, fazer gestos, mostrar tudo o que ele sabe. Ama música, e pra dormir gosta que cantemos pra ele Bruno Mars, Israel Kamakawiwo'ole, Jack Johnson, Nikola sarcevic ou essa música em francês. É extremamente carinhoso, faz carinho espontaneamente em animais, cachorros crianças, em nós, é muito raro ele ter uma reação agressiva, quando algo o incomoda ele chora, apenas. Tem medo do escuro. Gosta de fazer as coisas sozinho, comer, tomar, pentear os cabelos, escovar os dentes, subir no sofá... etc. Raramente se machuca feio, tem uma boa noção de espaço. E é claro, é completamente apaixonado pela mamãe.

Hoje não é nenhum dia especial, Nicolas não completa nenhum mês, mas acordei com vontade de falar sobre ele, o jeitinho dele é tão único, tão incrível, que me da vontade de tentar de alguma forma eternizar isso. Espero que um dia quando o ele for grande, possa ler isso e saber como ele era um menino tão querido, lindo e especial. Se algum dia eu não tiver aqui pra te falar isso filho, saiba que desde o momento que eu soube que você estava vindo ao mundo eu te amei, e a cada dia que passa te amo mais, com todas as minhas forças, do fundo do meu coração, tanto tanto que até dói, saiba que você é a criança mais incrível e sensacional que eu já conheci. Eu ainda não te conheço completamente, mas vou me esforçar cada dia mais pra saber tudo sobre você. Não me canso de dizer, te amo. Além do amor.
.



sábado, 26 de abril de 2014

2ª Pascoa do Nick


Ano passado eu nem escrevi sobre a páscoa do Nicolas... Realmente, pra ele e também pra nós não havia nada de diferente, nós almoçamos com os avós paternos dele e depois passamos um tempo com a minha família, como em um fds normal pra nós. Já esse ano foi diferente, eu fiquei na expectativa pelo feriado, e foi tudo maravilhoso! Nós fomos pra praia e depois em duas cidades próximas para visitar nossos parentes, foi uma delícia. Diferente da primeira e segunda vez que o Nicolas foi pra praia (a primeira com 2 meses e a segunda aos 11 meses) dessa vez ele aproveitou muito, da primeira vez ele nem sabia o que estava acontecendo kk, da segunda ele curtiu, mas ainda não andava muito firme, e ficávamos pouco tempo na praia pois logo era hora do soninho, ou da comidinha, ou o sol estava muito forte, ou isso, ou aquilo, não deu pra aproveitar tanto. Dessa vez foi feudal hahahaha, Nick se apaixonou demais pela praia, rolava na areia, corria gritando, ia até a água, molhava o pé e voltava correndo dando risada. Entrou no mar comigo, com a avó, com a dinda. Se acabou de comer milho verde. Passeamos muito, shopping, camelo, lanchonete, sorveteria, aproveitamos mesmo e quase nenhum dia ele dormiu a tarde.  Unicos pontos "baixos" da viagem foi que na ida pegamos muito congestionamento e demoramos 2 horas a mais pra chegar e na volta Nicolas resolveu dar piti u.u, além disso dormiu mal la quase todas as noites, acho que foi a combinação de estranhar o lugar com o barulho na rua que ele não esta acostumado... E ao chegar em casa adivinhem... O coelhinho havia deixado uma cesta pro Nicolas!!! Pena que ele só gostou do Mickey de dentro da cesta porque não entendeu o que eram os ovos hahaha só no outro dia quando eu expliquei que era chocolate e comi na frente dele que ele se animou e comeu.



Nicolas com a vovó





Nico e a Dinda Sophia





Conhecendo a priminha


Prontinho pra ir pra casa
Parada no Anila no meio do caminho



Primeira cesta de Páscoa