quarta-feira, 24 de abril de 2013

Eu sai sem meu filho!!

  E só tenho uma palavra pra descrever: bizarro, MUITO bizarro. Acho que desaprendi a andar de salto, dançar, a beber e a viver em sociedade. Virou tudo coisa decorada... parecia que era a primeira vez que eu estava em uma festa. Dizem que com o tempo você com o tempo reacostuma... veremos!
  Algumas semanas atrás minha irmã me avisou que teria aniversário dela e de algumas amigas no pub, na hora que fiquei sabendo já falei: vam'bora!!! Naquela sisma minha de deixar pra depois sentimentos e pensamentos... Eu queria ir, eu PRECISAVA sair um pouco de casa depois desses quase 4 meses de confinamento. Eu ia e ponto final, aconteça o que acontecer eu vou.
  O namorado não poderia ir pois teria que trabalhar... mais um motivo pra não ir, além de todos os outros motivos que deixar meu filho longe de mim desencadearia. Foi chegando o dia e eu adiando, adiando, não queria nem pensar, combinei com a minha mãe para ela ficar com ele e pronto, eu ia sim!
  Chegou o dia, tomei banho então, dei banho no meu amorzinho, fiz massagem dei mama e fui me arrumar, aí que comecei a ficar com medo... vai que ele chora? Já que tem chorado sempre quando vou pra faculdade... Vai que não é suficiente o leite, vai que? vai que? Mandei os pensamentos embora, deixei ele com a minha mãe e fui!
  Bem... Foi muito bom falar com gente adulta, sobre coisas de adulto tipo, bolsa de valores etc.. #soquenão Você pode se afastar do seu filho mas ele não vai se afastar de você! Esteja você na faculdade, numa festa ou até mesmo na padaria, desde o momento que você engravida o assunto é sempre ele, seu filho. Você ficou pra segundo plano colega, se acostume! E então a noite foi assim, falando no Jean e do Nicolas, falando que eu estava preocupada, ficando preocupada, tomando água mineral, ligando pra saber se estava tudo bem - e estava - e voltando pra casa as 11 horas da noite. Sinceramente? Até foi bom pelo ambiente, ver amigos e tudo... mas... bem, a gente fica vidrado no filho, principalmente se é novinho como o meu... não da pra aproveitar muita coisa não, mas valeu a experiência... quero repetir agora com namorido e voltando mais tarde, será que rola??? Depois conto aqui pra vocês... O Nicolas enquanto estava fora brincou com a minha mãe, tomou meu leitinho no copinho e dormiu, um verdadeiro reizinho!! No fim deu tudo certo, acho que da próxima aproveito mais e fico menos preocupada, será?


terça-feira, 16 de abril de 2013

Mãe boa, mãe ruim. #culpanão

 Tudo é uma questão de perspectivas.
 Desde que engravidei escuto muita coisa, chega a ser chato até a quantia de palpites que a gente ouve. Cada mãe sabe o que é melhor pro seu filho poxa vida. Esses dias fiz um post no face falando que estava cansada das pessoas me julgarem e me criticarem, e acabou que várias pessoas tomaram a dor pra si de algo que bem, não era pra atingir ninguém.
Eu apenas estou cansada das criticas por eu: dormir com meu filho, dar mama a hora que ele quer, passar o dia com ele no colo, etc... Sim, as pessoas criticam esse tipo de coisa, elas criticam até o que não tem como criticar, quantas vezes já veio gente me encher o saco que o Nicolas estava com muita roupa, ou com pouca, ou que era pra eu por ele na cama porque não é bom ficar com o bebe no colo, ou que eu vou esmagá-lo enquanto eu durmo, pessoas me olhando e falando: meu Deus, você não se transformou numa vaca por dar mama o dia inteiro? ou apenas uma cara de espanto e um oooh não acredito... "Deixa ele 3 horas sem mamar que quando ele mamar vai mamar bastante e vai parar de pedir de meia em meia hora", Quantos "da uma mamadeira de nan que ele dorme a noite inteira", "deixa chorar que em 2 semanas ele para de acordar pra mamar".. etc, etc, eu posso ficar o dia todo aqui enumerando. E não digo que falem por mal, mas falam, falam, falam.
 Eu tinha um ask, onde você vai e faz perguntas em anonimo. Meu deus, se você visse o que me mandavam parecia que eu era uma louca, que maltratava meu filho, tamanho o numero de gente me xingando. Pelo jeito que eu pego meu filho no colo, por eu por foto dele no facebook, que eu ia pro inferno por ter engravidado antes de casar, que eu não tinha vergonha na cara por postar foto amamentando, até que eu deveria dar comida aos 4 meses pro meu filho teve gente mandando, teve gente falando que era pra eu tirar leite manual que com a bombinha faz mal.
 Poxa, como tem gente achando que a gente não sabe ser mãe, né? Isso que eu nem to comentando aqui o que minha mãe e minhas tias falam. Qualquer lugar que você vá que esteja com um bebe no colo vira alvo de perguntas e julgamentos, sinceramente, se tornou chato. "Acho que ele quer mamar", "acho que você tem que trocar ele", "esse negocio machuca, ele vai cair dai (falando sobre o sling)" "você vai pra faculdade, não tem pena do seu filho?" "Você não ta trabalhando, não tem vergonha de ser sustentada?" Da vontade de mandar todos a merda.
Que saber? Não sou perfeita não, quer saber o que eu já fiz que eu realmente acho que foi errado, sem precisar do palpite de ninguém pra saber? :

 Dia desses tranquei meu filho no carro com a chave dentro, sai do carro e quando fui pegar ele as portas travaram automaticamente e ele ficou preso dentro e eu fora. A chave na ignição. O que fazer? Se desesperar? Liguei pra minha mãe, que trouxe um chaveiro e tudo resolvido, ele ficou uns 10 minutos lá dentro, no máximo e esse tempo dormindo. Mas foi algo bem irresponsável, poderia ter sido bem pior.
 Outro dia resolvemos colocar o Nicolas no próprio quarto, alguma hora da madrugada a babá eletrônica não funcionou, ele chorou e eu não ouvi, o pai dele que me acordou. Sei lá quanto tempo ele chorou sem ninguém ouvir, prefiro nem pensar. (sim, ele voltou na mesma hora pro nosso quarto e não vai sair por um bom tempo)
  No começo o Nicolas chorava dia e noite, era enlouquecedor. Certo dia gritei com ele pra que ele parasse de chorar. Obviamente não funcionou.
 Ontem deixei só 50 ml de leite pra ele quando fui pra faculdade pois achei que ele não acordaria pra mamar, já que eu fui mais tarde, então dei mama mais tarde,mas acabou que ele acordou, mamou tudo e queria mais, não tinha.
  Quando descobrimos a APLV dele, demorei muito tempo para conseguir acertar a dieta e cometi vários deslizes, comendo fora, não lendo rótulo direito, etc, etc tudo por descuido meu, e ele que acabou sofrendo.

Sim, eu errei, erro e vou continuar errando. Eu não consigo ser perfeita. Eu não SOU perfeita e nunca vou ser, sou um ser HUMANO. Mas amo meu filho acima de tudo e só quero o bem dele. Antes eu me culpava muito, por tudo, por ir pra faculdade e deixá-lo, por qualquer mínimo erro que eu cometia. Eu, sabe o que eu fazia quando alguém me criticava? Eu chorava. E me culpava, me culpava por cada mínima coisa que acontecia com o Nicolas. E não isso não é legal, eu ficar me sentindo mal principalmente por picuinha dos outros não vai melhorar nada, agora eu querer melhorar algo que está REALMENTE errado pode mudar algo e foi isso que eu comecei a fazer.

Por isso posso também enumerar aqui a quantia de coisas boas que fiz e faço por ele: eu abdiquei de comer todas as coisas que eu mais gosto, abdiquei de comer fora, de comer até mesmo em casa de amigos, pra que meu filho não corra risco de contaminação tomando meu leite. Eu poderia muito bem tirá-lo do peito, mas eu sei que é o melhor pra ele então mesmo muita gente falando pra eu parar de ser louca e fazer sacrifícios e dar logo leite artificial, eu continuo insistindo! Eu acordo as 6 da manhã, as 5, as 7, não importa, a hora que ele acorda eu acordo com um sorriso no rosto falando que eu amo ele. Eu deixo de sair, deixo de fazer várias coisas que eu gosto só pra ter o prazer de ficar com o meu filho. Eu acordo de madrugada de 2 em 2 horas sem reclamar. Eu nino, eu canto, eu beijo, abraço, faço massagem, dou banho, pesquiso tudo sobre como melhor estimular meu filho e passo todo o tempo que ele está acordado com ele.

São muitas as coisas que uma mãe faz por um filho, e são inúmeras também as vezes que ela erra. Meus erros me fazem uma mãe ruim? Meus acertos uma mãe boa?

Não acho que sou uma mãe boa e nem uma mãe ruim, mas sei que tenho sido a melhor mãe que eu posso ser pro meu filho.

Por isso tenho apenas ignorado os julgamentos e criticas, principalmente de quem menos me conhece. Eu ainda quero melhorar muito, cada dia que passa tento ser uma mãe melhor pro meu príncipe, mas as únicas pessoas que tem a ver com isso somos eu e ele, e de uma coisa eu tenho certeza, o meu amor, transcende qualquer coisa!

te amo polaco!



sexta-feira, 12 de abril de 2013

Não é papai, não é papai!

  Acontece que encasquetei que meu filho não me ama.
  Antes que você me ache louca deixa eu explicar...
  O que você pensaria se você ficasse o DIA INTEIRO com teu filho, falando que ama, que adora, fazendo carinho, aguentando as chatices as manhas com o melhor do sorriso falso no rosto pra ele não perceber que você está irritada de todo aquele lenga-lenga pra dormir, se você trocasse, desse banho, fizesse massagem, acordasse de madrugada, PRODUZISSE o alimento do seu filho.( E até vou apelar aqui pro que as mães sempre apelam) se você gerasse por 8 meses inteirinhos na sua barriga e o pai chegasse e ele se abrisse todo?
  Pensa, você passa o dia conversando, tentando interagir, estimular, ganhar um sorriso e chega o pai ele fica vidrado e não pára de sorrir um segundo? O que você iria pensar se ele  parasse de chorar no segundo que vai no colo do pai? Se a primeira voz que seu filho reconheceu foi a do pai, a primeira pessoa que ele olhou, a primeira gargalhada que ele deu... Eu posso ficar o dia inteiro aqui enumerando.
  O que você faria se ele CHORASSE quando você pega do colo do pai? (ok que isso só aconteceu uma vez, mas aconteceu!).
 Só posso concluir que ele é filho de chocadeira, que não tem mãe. Que só ama o pai. Fala sério, eu leio em outros blogs as mães falando que temos que deixar com o pai pra eles se apegarem, já que com a gente eles obviamente, são apegados. Negativo. Meu filho tem CLARA preferencia pelo pai, eu posso até tentar disfarçar mas é essa a realidade e todo mundo percebe.
  O que tem de mais? Coisa mais fofa ele adorar o pai!
É, eu também acho, acho maravilhosa a relação dos dois, mas não tem como não ter ciumes. Porque se ele preferisse o pai a mim tudo bem, mas ele deveria  preferir eu do que os estranhos pelo menos, né?
Só que não. Se você pegar ele do jeito que ele gosta, ele vai ficar no seu colo. Ele vai reclamar se você pegar ele de um jeito que ele não gosta, ou se ficar passando de colo em colo, então ele fica irritado e quer vir pro meu. Ai você pensa: aah veja só, ele te ama, ele se acalma no seu colo! Só que não. Ele se acalma MAMANDO. As vezes eu penso que se não tivesse essa parte do mama ele nunca iria querer vir no meu colo. Não que ele chore comigo, mas ele não demonstra gostar, é como se eu fosse qualquer outra pessoa.
  Se eu saio e deixo ele com a minha mãe pra ele ta bom, se deixo com a minha irma pra ele ta bom, se deixasse com um estranho também estaria ótimo. Eu chego, você acha que ele faz algo pra demonstrar que esta feliz em me ver? Não!! Esses dias o pai foi trabalhar e ele chorou quando o pai deixou ele no meu colo e saiu.
  No começo parecia que ele era muito mais ligado a mim, teve um fds que o pai dele ficou longe que ele até estranhou o pai!! Mas agora tudo mudou, meu leite ainda desce e logo depois ele tem fome, e eu geralmente sei o que ele quer. Mas de resto, ele prefere qualquer um a mim. E eu to falando sério, fale com meus amigos, todo mundo vai ter uma história do tipo: "ele estava chorando no colo da mãe eu peguei ele no colo ele dormiu NA HORA". A madrinha dele que vê ele de vez em quando? Já dormiu vááárias vezes no colo dela. Ontem fui em uma amiga que deve ter pego o Nicolas no colo umas 2x. Eu estava sofrendo muito pra fazer ele dormir, ele chorando, fazendo manha, não queria dormir de jeito nenhum. Ela pegou ele no colo ele dormiu.

 Eu vejo as minhas amigas (você mesma Cau hehe) que os filhos só se acalmam no colo delas, porque comigo não é assim? Sério estou chateada, esse pia que fale no mínimo mamãe antes de papai, pelo menos né? Eu mereço pelo menos isso! (e também eu apostei isso com o pai dele e odeio perder apostas hehe)
   Todo mundo que eu disse isso falou que é loucura, que é obvio que ele me ama, que ele só é assim porque fica o dia todo comigo. Eu sei que ele provavelmente deve me amar, apesar de sorrir bem mais pra estranhos e pro pai dele, ele também sorri pra mim várias vezes ao dia. Vou esperando que ele fique maiorzinho e mais apegado a mim, será?

 
Me abraça?

Pelo menos aqui ele estava sorrindo pra mamãe, ok? (não que signifique muito já que ele sorri pra parede e pro teto também)

quarta-feira, 10 de abril de 2013

divagações



Sabe filho, dia desses você descobriu que tem mãos. E desde então passa o tempo todo com elas na boca, começou inclusive a colocar outros objetos na boca. Agora virou pró na arte de se virar, e se vira rapidamente sempre que colocado de bruços, só ao contrário que você ainda não aprendeu. Anda curtindo muito pular no colo da mamãe e só quer saber de ficar em pé, está super firme e ficou sentado sozinho por alguns segundos algumas vezes... acho que ate os 5 meses estará sentando! Você é um menino muito precoce que me enche de orgulho. Você está cada dia mais lindo e fofo, não tem ninguém que não se apaixone por esse bebezinho lindo, já que simpatia é seu segundo nome. Sorri pra todo mundo, conversa e faz gracinhas. Graças a Deus você está bem, ainda não está 100% mas está tão melhor que antes... Sabe, domingo fomos na casa da sua avó paterna, e pela primeira vez foi UMA DELÍCIA, você conversou com sua vovó e vovô, riu pra todos,se divertiu a beça, o sorriso não saia do seu rosto. Eu senti vontade de chorar filho. Sempre que iamos lá você chorava o tempo todo, na realidade você chorava sempre o tempo todo. É tão bom te ver feliz filho. Você é meu tudo. Hoje você acordou as 7:20, e passamos o dia juntos, de manhã estendi um cobertor no chão e deitamos juntos brincando, te deixei sem calças pra pegar sol nas perninhas e você adorou... hoje você conversou comigo, ficou quietinho no bebe conforto pra eu lavar a roupa, fez manha pra dormir... e agora está capotado aqui do meu lado. Coisas tão simples e tão especiais. Eu não quero esquecer nossos dias, tem coisas dos seus primeiros dias que eu não lembro, tudo tem passado tão rápido filho, que eu tenho saudade do segundo que acabou de acabar. Nossos dias juntos são tão bons filho, agora eu nunca me sinto sozinha. Você é meu trabalho e meu descanso. Você é o motivo da minha alegria e quando você não está bem isso se torna o motivo da minha tristeza. Você é meu mundo agora, e hoje eu entendo que ninguém pode amar como uma mãe ama.
Nossos momentinhos são tão especiais... e eu quero registrar aqui porque você não vai lembrar... Quero que você saiba que quando você está dormindo eu falo pra você o quanto te amo, o quanto te esperei, o quanto quero que você seja feliz. Quero que você saiba que quando você chora de dor eu choro junto com você e jamais te deixo sozinho, mesmo que eu me irrite, fique nervosa e não saiba o que fazer eu continuo do seu lado. Quero que você saiba que eu mato e morro por você e que eu mando se foder todos que criticam meu jeito de te criar, sempre com muito amor, colo e denguinho. Filho, também quero que você saiba que não sou perfeita, que já errei muito e que ainda vou errar (mesmo que eu odeie errar contigo), mas sabe filho, eu sempre vou me esforçar pra acertar e fazer o melhor, e SEMPRE vou estar do seu lado, acho que isso vale algo não é? Você acabou de acordar e veio pro meu colo mamar, você está com um pijaminha amarelo que eu adoro, ele sempre fica subindo e deixa um pedacinho da sua barriga de fora, o que é particularmente muito fofo. teus olhos estão semi-fechados como se estivesse em transe e seu cabelo bagunçado. Você ja voltou a dormir e eu continuo viajando nos meus pensamentos e memórias... quero que o tempo passe rápido e você aprenda a correr, a falar,a brincar... mas ao mesmo tempo quero que o tempo pare e eu tenha você pequenininho no meu colo pra sempre. Ser mãe é algo maravilhoso e ingrato, eu tento te filmar e fotografar todos os dias e mesmo assim parece que não tenho registros suficiente, queria poder reviver tudo que nós passamos um milhão de vezes. Como foi a primeira vez que você mamou? tem filmagem e aconteceu outro dia, mas eu não lembro exatamente. Pode parecer possessividade, mas o tempo que não estou com você eu estou falando sobre você, vendo fotos e videos seus, lendo sobre bebes da sua idade... É normal isso será, filho?
 Os dias tem passado voando, as noites também e parece que eu nunca faço o suficiente, e também nunca durmo o suficiente...  Sabe filho, eu nunca fui boa com palavras, mas eu só quero que você saiba que te amo, tá? agora eu vou pegar você do teu carrinho e ir dormir agarradinha com você sentindo o teu cheirinho, antes que o tempo voe e você esteja dormindo na sua casa, com a sua esposa.

Boa noite meu super herói, que nós dois tenhamos uma ótima noite de sono com sonhos lindos. Te amo.