quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Como estimular o seu bebe - Estimulação precoce/essencial

Ontem o Nicolas começou a ter interesse em se virar na cama pela primeira vez, e eu com sorte estava filmando! Obvio que ele ainda não conseguiu, mas eu já fiquei toda orgulhosa do meu bebezinho prematuro já estar fazendo força assim pra se virar na cama. Então fui buscar como fazer pra estimula-lo, mas achei pouca coisa na internet, encontrei essa matéria que achei interessante:
parte 1 Parte 2 Parte 3 Parte 4 Parte 5
E essa daqui : http://cadeteresa.wordpress.com/2011/04/11/estimulacao-precoce-2-dicas-mais-especificas-para-bebes-de-0-a-6-meses/

"O estímulo precoce, como o próprio nome já diz, tem como objetivo desenvolver e potencializar, através de jogos, exercícios, técnicas, atividades, e de outros recursos, as funções do cérebro do bebê, beneficiando seu lado intelectual, seu físico e sua afetividade. Um bebê bem estimulado aproveitará sua capacidade de aprendizagem e de adaptação ao seu meio, de uma forma mais simples, rápida e intensa.

Todos sabemos que os bebês nascem com um grande potencial e que cabe aos pais fazer com que este potencial se desenvolva ao máximo de forma adequada, positiva e divertida.

Colocar em prática uma estimulação precoce, é uma decisão absolutamente pessoal. Os pais são os que podem decidir se a querem ou não aplicá-la ao cotidiano do seu filho . No entanto, se decidem pelo estímulo precoce, deverão iniciá-lo o mais breve possível, já que, segundo os especialistas, a flexibilidade do cérebro vai diminuindo com a idade. Desde o nascimento até os 3 anos de idade, o desenvolvimento neuronal dos bebês alcança seu nível máximo. A partir dos 3 anos, começará a decrescer até sua total eliminação aos 6 anos de idade, quando já estarão formadas as interconexões neuronais do cérebro do bebê, fazendo com que seus mecanismos de aprendizagem sejam parecidos ao de uma pessoa adulta. É claro que continuarão aprendendo, mas não ao mesmo ritmo e com todo o potencial de antes.

Todos os bebês experimentarão diferentes etapas de desenvolvimento que podem ser incrementadas com uma estimulação precoce. Para isso, deve-se reconhecer e motivar o potencial de cada criança individualmente, e apresentar-lhe objetivos e atividades adequadas que fortaleçam sua auto-estima, iniciativa e aprendizagem. A estimulação que o bebê recebe nos seus primeiro anos de vida, constituem a base do seu desenvolvimento futuro."

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

1º Mês com o Nicolas

Esse mês foi um mês incrível! Cheio de descobertas e felicidades... também alguns medos, muitas noites insones e olheiras. Me descobri como mãe e senti o maior amor do mundo!


Vamos ver como o Nico evoluiu esse mês?
- Saiu do hospital com 1.970 e 44 cm agora está com 3.400 e 50 cm
- No começo do mês usava roupas de prematuro, agora passou para recém-nascido
- Passou da fralda RN para a P no fim do mês
- Aprendeu a chorar. Se no começo do mês não chorava por nada, só resmungava agora botou a boca no mundo, quando ta com fome faz um verdadeiro escândalo
-Aprendeu a chupar o dedo na segunda semana de vida
- Não gosta de ficar enrolado
- Não gosta de ficar pelado por isso temos que enrolar ele em uma fraldinha pra dar banho
- Não gosta de massagem (pois tem que ficar pelado)
- Quando fica pelado arregala os olhos, abre bem os braços e tenta agarrar o que tiver perto, de medo, tadinho! mas está superando, já tem bem menos medo do que quando nasceu
- Dorme com os dois braços pra cima igual a mamãe
- Aprendeu a agarrar meus cabelos ou minha roupa, principalmente quando mama
- Começou a ficar acordado, em média 1 hora de manhã e 2 horas a tarde
- As vezes quando esta sozinho no berço faz manha, então vamos até ele e fazemos carinho e ele volta a dormir
- Dormiu durante esse mês praticamente o mês todo na cama com a gente, mas faz 3 dias que estamos acostumando ele a dormir no berço
- Acorda de 3 em 3 horas a noite pra mamar
- Quando está acordado não tem intervalo certo pra mamar
- Fica muito tranquilo no berço ou no carrinho, mas não gosta de ficar sozinho, tem que ter gente perto
- Às vezes faz manha pra vir no colo
- Se fica muito no colo de estranhos começa a ficar nervoso e se acalma só no meu colo
- Odeia ficar sozinho, se está ouvindo nossa voz fica muito calmo, mas se fica sozinho e não nos escuta chora, as vezes mesmo com a gente perto quando ele está dormindo, faz uma manha só pra ver se estamos ali, falamos com ele e ele para na hora, é só pra ver mesmo se estamos lá hehe
- Levantou a cabeça com 13 dias a primeira vez
- Não lembro bem certo quando começou a olhar o móbile, mas se não me engano tinha duas semanas
- Vira a cabeça pra olhar pra gente quando falamos
- Já sabe o que é "teta" pois quando está chorando de fome, quando eu tiro pra fora para de chorar na mesma hora e fica fazendo uns barulhinhos de ansiedade tipo "ah, ah, ah" e abre a boca quando chego com o peito perto, coisa mais linda do mundo!
- Se acalma com a voz do papai ou da mamãe
- Já deu dois sorrisinhos pra mamãe e um pra vovó
- Não pega a chupeta de jeito nenhum, se está nervoso e tentamos dar fica mais nervoso ainda, só se acalma com o peito
- É um "viciado" adora mamar!
- Melhorou do amarelão mas ainda não sarou, então ainda toma banho de sol e de picão
- Toma banho só no balde, mas chora quando tiramos a roupinha dele e só para quando o colocamos no balde, também chora quando o tiramos do banho.
- Os olhos clarearam e passaram de azul-escuro-quase-preto pra azul
- Os cabelos também clarearam e cresceram! No sol ficam loiros!
- As sobrancelhas estão começando a ganhar cor, mas nada muito significativo


mama muuuuito esse polaco!



segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Ser mãe não é fácil.

  Eu confesso que achei que era fácil. Me joguem pedras, pois achei mesmo. Ou melhor, achei que comigo seria fácil. Ser mãe é a coisa mais maravilhosa do mundo, mas uma das mais difíceis também. É a coisa mais gostosa quando seu bebe ta chorando e você simplesmente o pega no colo e ele para, quando ele está mamando e olha bem no fundo dos seus olhos, ou então quando sempre só você sabe o que significa aquele chorinho. A ligação que temos com nossos filhos é algo que trancende, é inexplicável, é o maior amor do mundo. Só que cansa. Só que as vezes da vontade de largar tudo e sair correndo.
  Todo mundo acha que pra mim é fácil, já que aqui em casa moram minha mãe, meu pai, o Jean e eu e minha irmã está sempre por aqui, além da diarista vir 3 dias por semana. Sobram braços pra cuidar do Nicolas, certo? Não exatamente... Hoje por exemplo, meus pais saíram cedo, nem os vi sair, só vi o bilhete quando acordei avisando que não viriam pro almoço, talvez cheguem as 6 da noite, talvez as 8... Não se sabe, e a maioria das noites minha mãe tem compromisso. O Jean? Saiu 7:40 daqui hoje e só vem as 22:30. A diarista? bem ela limpa a casa, não cuida do meu filho. Minha irmã? trabalha o dia inteiro, talvez de uma passada antes de ir almoçar pra ver o Nicolas, mas não ficará mais que 15 minutos.
  Resumindo, quem fica com o Nicolas sou eu, faça chuva ou faça sol, chore ou de risada, é pra mim que ele vai chorar ou rir a maioria do tempo, e eu acho sim maravilhoso ficar com meu filho o dia todo, não estou reclamando. Só que hoje eu acordei exausta. Hoje eu pedi por favor pro meu filho parar de chorar, porque eu não sabia mais o que fazer. Ele passou a madrugada reclamando e acordou reclamando e está aqui do meu lado até agora reclamando e eu só quero que ele fique quieto um pouco, sinceramente. Já fiz massagem dei remédio, coloquei de bruços... fiz de tudo e ele não pára. Dá vontade de chorar de gritar, de deixar ele aqui e sair correndo. Mas eu não posso fazer nada disso. ( Enquanto escrevia esse texto tive que parar duas vezes porque ele vomitou e eu tive que trocar, depois ele fez coco, fui trocar e ele fez xixi em toda roupa, agora ta acordado querendo atenção e vou ter que terminar depois de escrever isso, eu nem mesmo tomei café da manha ainda) E o Jean não entende porque eu fico tão brava quando ele na maior humildade pergunta: - Por que você não dorme depois que eu saio? ou reclama que ta tudo desorganizado. Poxa, eu tento manter organizado, mas eu começo arrumar uma coisa o Nicolas quer vir no colo, ou então vomita, ou então atacam as cólicas, ou faz coco ou quer mamar, é o tempo todo em função dele! E quando ele tá acordado, eu não vou arrumar nada, vou curtir meu polaquinho o máximo possível. Quando ele dorme eu só quero cochilar um pouco, mas nem sempre dá. Quedê o ânimo pra arrumar, limpar e organizar? (Consegui tomar café, com ele no peito, obvio... ultimamente só tomo café assim). E quando ele tá com cólica? pode ter um milhão de pessoas pra ajudar, ele só se acalma no peito, nem chupeta nem ninguém consegue fazer ele parar de chorar. É tudo muito cansativo, tenho que ficar disponível 24 horas.

------------------------------------------

Mas depois quando eu olho ele dormindo ou quando ele acorda de super bom humor depois da soneca da tarde e me da um sorrisinho, tudo vale a pena e eu esqueço todo a cansaço!! Te amo filho!


quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Será APLV?

Mais uma noite sem dormir nada, Nicolas tem cólicas dia e noite e tem vomitado depois de cada mamada. Esses últimos dias tem sido estressantes e cansativos, ontem o Nicolas dormiu das 6:30 da tarde às 9 da noite +/-, vocês não imaginam a minha felicidade! Ele estava gritando de dor, então fiz uma massagem e coloquei ele no balde, dormiu lá dentro, não acordou nem com eu o vestindo e só acordou as 9... Graças a Deus um tempinho pra descansar, mas depois disso as benditas cólicas já atacaram. Hoje o levamos a pediatra, já que não sabemos mais o que fazer, ele fica +/- 1 hora bem outra hora mal, passa o tempo todo "reclamando" parece que não fica bem nunca, da muita dózinha! Eu sei que meu filho não é assim e que tem algo errado... Bem... hoje na consulta, gargantinha boa, ouvido bom, bebe ganhando peso (está com 2.800 e 50 cm já!) e a médica desconfiou, ela acha que ele tem APLV, alergia a proteína do leite, pois pelos sintomas que ele apresenta, tudo indica que seja. Agora entrei na dieta de exclusão para ver se ele melhora, vou passar 15 dias sem nada de leite, derivados, traços, etc... Parece fácil, mas tudo tem leite ou traços de leite! Nem presunto não pode pois não da pra saber se ele foi cortado na mesma máquina que corta o queijo. Comer fora então? nem pensar pois não sabemos como eles preparam os alimentos e talvez possam usar uma colher mal lavada de manteiga pra mexer em outro alimento. Eu estava excluindo vários alimentos da minha dieta por imaginar que estavam dando cólica no bebe, na verdade nos ultimos dias só comi sopa e bolachinha, e saber que minha sopa e minha bolachinha também podem ter traços de leite me deixaram chateada. Mas a gente faz de tudo pelo nosso filho, né? Se ele não melhorar vamos ter que fazer exames mais invasivos, e eu não quero isso... Só quero que meu bebe fique bem e volte a ser o bebezinho que eu tinha nos primeiros dias, tem como?
Seguimos com muito colo, banhos, remédinhos, carinhos... Se Deus quiser tudo vai passar logo, nos desejem sorte!
Fiquem com algumas fotos do meu lindinho:







segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Como andam as coisas



Nicolas vai bem... ou não já que começou a reclamar no mesmo instante que comecei esse post.  Quando o Nicolas nasceu achei que era tudo muito fácil, já que meu filho era (é?) um bebe fácil e previsível, ele mesmo desenvolveu a rotininha de mamar a cada 2 horas de dia e a cada 3 horas de noite, troca, mama, arrota, dorme. Essa era a vidinha do Nicolas, que NUNCA chorava, nem pra mamar, NUNCA tinha cólica, NUNCA havia vomitado. Então há uma semana +/- como eu disse no post anterior as coisas estão meio loucas. Mama em intervalos irregulares, está tendo cólicas TODOS os dias, vomita do nada no berço, mesmo tendo arrotado. Ontem tentamos dar chupeta pra ele, pois ele não parava de reclamar e não sabíamos o que fazer! (mas ele não quis pegar) Essa noite o Jean assumiu e ficou cuidando dele nem sei quanto tempo, eu só queria dormir... Faziam 2 noites que eu não dormia nada!
Estou desconfiada que ele possa ter alergia a proteína do leite, pois nos primeiros dias eu não comia nada que tivesse leite em sua composição e ele não tinha cólicas, e teve cólica com iogurte e com leite puro que eu tomei... Então vou ficar um tempinho sem comer nada com leite para ver se ele melhora. Minha mãe não concorda comigo, ela acha que é normal vomitar, se não for muito e ter cólicas. Mas eu não acho. O Jean também não. Sexta-feira ele tomou a BCG e desde então tudo só piorou.
Continuo achando q meu bebe é um anjinho, pois nem quando está com dor chora, só reclama e faz força, da muita dó! É horrível ver seu filho com dor... E o pior é quando os outros dizem que é manha. Eu conheço meu filho, eu sei que NÃO É manha, que ele não está se sentindo bem, por isso reclama.
Bem... estamos usando mylicon gotas, fazendo muuita massagem, banho de balde, sling, peito, beijinhos e carinhos. Não sei se algo está funcionando... tem horas que parece que nada da certo, e de repente do nada ele solta uns puns e fica tranquilo! Espero que logo meu príncipe melhore... pois ninguém merece dor de barriga né??
Agora vou lá fazer mais uma massagem e dar um banho nele porque está reclamando de novo :/


sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Livre demanda, eu estraguei meu filho?

Então que as coisas são diferentes do que eu pensei. Quando eu estava grávida eu imaginava incorporar uma rotina tão logo que chegasse em casa, já que quando o bebe tem uma rotina tudo fica mais previsível e ele mais calmo.
Já no hospital começamos uma rotininha, ele tinha que mamar a cada duas horas por ser prematuro, então nós tínhamos que acordar ele pra mamar, começamos então a trocar ele antes de dar de mama... E foi assim os primeiros dias, quando estava quase dando duas horas trocávamos e ele mamava. Ou era pra ser assim, porque ele não queria pegar o peito de jeito nenhum ficávamos quase 1 hora pra ele pegar e mamar, e isso a cada duas horas, depois de 1 hora e meia tentando fazer ele mamar e ele rejeitando, desisti. Quando ele tiver fome, mama, que se foda o pediatra. Então ele começou a dar intervalos de 3 horas e então chorava pra mamar. Eu nem acreditei a primeira vez que ele chorou pra mamar, tava aí o problema, ele não estava com fome por isso não pegava o peito, e depois de 1 hora dava fome e ele pegava, não era pelo tempo que ficávamos tentando... Então entramos na rotina que consistia +/- no seguinte, ele começava a procurar o peito, troca, mama, faz arrotar, então ele já dormia e geralmente ia pro colo de alguém, ou ficava deitado na cama do meu lado enquanto eu fazia algo.
 Eu antes de ter o Nicolas não era muito a favor da livre demanda, porque eu achava que mal acostumava a criança e logo tudo se resolveria com o peito. Só que nossa rotininha não deu mais muito certo, eu não quero dar chupeta pro meu filho e não vou ver ele com fome e não dar comida, né.
O Nicolas começou a ficar mais tempo acordado durante o dia, e esse tempo que ele fica acordado ele pede peito direto... É mais ou menos assim, ta acordado, converso com ele brinco, pede peito eu dou, mama um pouco larga, coloco pra ver um mobile ou algum brinquedo, vê um pouco pede peito, dou e coloco de volta pra "brincar", passa uns 15 min pede peito de volta, dou,troco a fralda, pede peito, dou até que ele dorme. Se eu não dou o peito pra ele começa a chupar o dedo :P. As vezes fica por mais de 1 hora nisso, mas só durante o dia, durante a noite acorda de 3 em 3 horas mama e dorme em seguida. De dia agora não tem intervalos regulares, geralmente é de 1 a 3 horas o intervalo que ele da, mas ja chegou a ser 40 min uma vez e 3 hrs e meia outra... O problema durante o dia é que acostumei ele a qualquer resmungada eu pegar no colo, então agora coloco ele no carrinho ou no berço ele reclama e tenho que pegar no colo, hoje ele passou a manhã toda no meu colo, porque eu colocava no carrinho ele chorava, parece que tem espinho o carrinho... E ou eu fico dando de mamar de 10 em 10 min pra ele e colocando de volta no carrinho ou fico com ele no colo (onde ele dorme lindamente por 2 horas ou mais antes de pedir pra mamar de volta) então geralmente fico com ele no colo. Hoje deixei ele chorar um pouquinho, pois eu precisava arrumar as coisas dele pra gente sair, ele precisava ficar no carrinho, dai deixei e fui fazer as coisas. Mas eu tenho muita dó de deixar ele chorando, ainda mais quando eu posso dar colo pra ele... O que fazer? Sorte que se eu coloco ele na cama e fico sentada do lado dele, no computador ou fazendo outra coisa, ele dorme tranquilo, não reclama, ou se vamos passear também, é um anjinho! Agora ainda não sei se começo a fazer uma rotininha ou espero ele ficar maiorzinho ficando mais tempo acordado...

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Instagram da semana


meu mais lindo do mundoo!! 18 dias de vida!
Será que é parecido com a mamãe??
mamãe fez um moicano
Bocejando

Tentando voltar a antiga forma depois da gravidez, ainda faltam 3,5 kg

Nico revoltz


Oh meu deus, já é segunda de novo?



http://instagram.com/anakluber/


terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Banho de Balde - Aprovado!

Nicolas apagadão no banho - 14 dias
 O Nicolas estava com 6 dias e eu resolvi, vou dar um banho de balde nele hoje! Enrrolei ele em uma tolha-fralda e coloquei ele la dentro. E foi uma delícia!! Ele relaxou na mesma hora e logo pegou no sono, então coloquei o banho de balde na rotina e hoje em dia a maioria dos banhos do Nicolas são nele. Complementei com uma massagem antes do banho e pronto, o bixinho sai de lá, mama e empacota de vez! Antes no banho de banheira ele chorava quando tiravamos ele da banheira pra enrrolar na toalha, agora fica tão relaxado que nem nessa hora chora mais, é uma delícia! Completamente aprovado!
Tai um pedacinho do primeiro banho dele:

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

To completamete apaixonada por ele


Eu to muito apaixonada!! É um amor sem explicação... Na hora que a gente ouve o chorinho do nosso bebe o mundo é só aquilo, só aquele chorinho, só aquela pessoinha. Aí ele chega pra mamar e você começa a conhecer ele, os dias passam e você sabe quando é fome, quando é dor, quando é pum que não quer sair, quando é incomodo ou só um colo. E não precisa ficar com medo de não saber ou de não acordar a noite quando ele chorar, porque o meu bebe NÃO CHORA e eu acordo só com a gemidinha que ele dá quando ta com fome. É instinto... É um amor incrível... Eu só havia ouvido o chorinho do meu bebe uma vez, na hora que nasceu e mesmo assim depois eu ouvia nenens chorando e sabia que não era o meu, quando ele foi fazer o teste do pezinho numa sala próxima, reconheci exatamente o chorinho dele.
 Você ainda vai se pegar olhando pro seu bebe e se perguntando como uma coisa tão linda e tão perfeita pode ter vindo de você. Se na gravidez eu já estava louca por esse piazinho, agora então eu to muito besta, minha vida é ele... desde que ele nasceu não desgrudei um segundo do ladinho dele. As vezes minha mãe pega ele e vai la pra sala assistir tv com ele no colo e eu já fico com saudade, vou até lá só pra dar um beijinho nele. É uma coisa de louco! Meu mundo para quando ele está mamando e me olha nos olhos, ou quando eu falo com ele e ele me segue com o olhar. Ser mãe é a melhor coisa do mundo!!

Te amo filho... mais do que você pode imaginar. 




sábado, 5 de janeiro de 2013

7 dias com o Nicolas


Hoje meu amorzinho completou uma semana de vida! Nicolas nasceu com sobrancelhas e cílios tão claros que chegam a ser transparentes, cabelos castanhos que no sol ficam mais claros, quase dourados e os olhos azul-escuro. Não teve até hoje uma pessoa que o viu que não comentou do seu narizinho... É muito lindo mesmo!!
Engraçado que justamente hoje, no 7º dia várias coisas mudaram
mudancinhas da semana:
- Perdeu o umbigo no 7º dia (a.k.a. hoje)
- Está mamando por mais tempo em intervalos maiores, fica até 3 horas sem mamar
- Tomou banho de balde no 6º dia
- Aprendeu a pegar bem o seio
- Foi registrado no 5º dia
- Passeou com 4 dias pela primeira vez, indo na casa da vovó por parte de pai e hoje ao 7º dia fomos a uma loja trocar uma roupinha que ele ganhou e na casa da bisa
- Tem tomado banho com chá de picão e banho de sol para sarar da icterícia
- Fica alguns minutinhos acordado depois da mamada
- Mama com os olhos bem abertos olhando pra mim ou pra alguém que está próximo
- Reconhece desde o dia que nasceu a voz do pai e da mãe, segue com os olhos quando ouve nossa voz
- Mama por poucos minutos e para um pouco pra descansar, mama novamente bem intensamente por alguns minutos e para pra descansar...
- Está mais gordinho!!
- Depois que mama fica muito relaxado, geralmente com a boca aberta e os olhos semi-abertos, como se estivesse em transe
- Quando chega a hora de mamar não chora, apenas faz um barulhinho com a boca e procura o seio, se mesmo assim passa uns 10 min e não esta mamando, chora
- Estica todo o corpo, jogando o tórax pra frente e a cabeça pra trás
- Tem soluço se faz xixi e demoramos pra trocar
- Dormiu no berço pela primeira vez de ontem pra hoje, até então estava dormindo na cama com a gente
- Mexe as mãozinhas loucamente quando está com fome
- Várias vezes para de mamar pra fazer coco, depois continua





Eu estou bem... Vou tirar meus pontos dia 08 que é quando está marcada minha consulta do pré-natal (que ironia), estou apenas muito sensível com muitas mudanças de humor, choro bastante por qualquer motivo, mas não estou me sentindo triste nem nada assim, apenas sensível, estou muito feliz em ter um filho, olho pra ele e sorrio na mesma hora, nem ligo de levantar a noite para cuidar dele (apesar de que ele acorda, mama e volta a dormir). Agora vou tomar um banho e dormir pois o cansaço é grande!
Beijos

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Relato de parto (longuíssimo!)

Quando eu estava grávida gostava de ler relatos bem detalhados, então vai ser beeem longo... Se quiser saber só como foi o parto em si, pule essa parte e comece ler onde diz "parto".

Pródromos (será??)
Um tempo antes do Nicolas nascer, principalmente uma semana antes tive alguns sintomas que podem ou não estarem relacionados com o o parto em si... de qualquer forma vou relatar aqui.

1 semana e meia antes eu cismei que estava perdendo liquido, estava com uma sensação estranha que o Nicolas estava pra chegar, então fiz um ultrassom e consultei, nessa consulta fui atendida pela Dra. Cristina pela primeira vez, já que minha médica, Dra Andressa, estava viajando. Colo duro e alto, bebe começando a encaixar, um pouco de repouso mas nada com que se preocupar. Depois da consulta e do ultrassom desencanei. Eu comecei a ficar muito ansiosa e resolvi parar de pensar no bebe e no parto, pois ansiedade não iria ajudar com nada, estava me sentindo mais agitada, querendo resolver tudo, ganhar o mundo sozinha.

1 semana antes contrações de braxton-hicks muito frequentes, principalmente depois de caminhar ou fazer algum outro exercício. Resolvi, do nada arrumar o berço do bebe.

3 dias antes as contrações de braxton se intensificaram e eu tinha mais de 10 por dia (minha médica havia me alertado que o normal era ate 10) porém não me preocupei pois elas não eram doloridas

1 dia antes  Meu namorado ia dormir em casa e eu falei brincando: melhor não, vai que o bebe resolve nascer hoje? Tive muitas contrações de braxton, mais intensas que nos outros dias.

Trabalho de parto
28/12/12 - Sexta-feira -
3:48 da manhã
 Estava dormindo especialmente bem essa noite, de repente senti algo me molhar e na mesma hora coloquei a mão pra "segurar"
- Jean, acho que eu fiz xixi na calça
Falei isso e levantei, quando levantei saiu muita água, encharcou o shorts que eu estava usando e começou a cair no chão, fazendo uma poça
- Eu acho que não é xixi - disse com voz de completo pânico
Todas as vezes que imaginei meu parto, jamais imaginei que tudo seria como foi, nunca pensei que minha bolsa estouraria, muito menos as 34 semanas + 5 dias de gestação!
Jean na mesma hora levantou e começou a se vestir
- Fique calma amor, será que não é xixi?
- Não sei
- Amor, você acha que é o Nicolas chegando?
-COMO QUE EU VOU SABER?? NUNCA TIVE FILHO ANTES! (eu estava muuuuito nervosa nessa hora)
-Calma, fique calma, vai dar tudo certo
Peguei e fui no banheiro, vai que era xixi?? Olhei na calcinha, algo gosmento lá, era o tampão mucoso... Esvaziei minha bexiga no vaso, não havia como ser xixi se minha bexiga estava cheia... era muita água!! Então, voltei pro quarto falar pro jean que eu achava que era a bolsa, chegando no quarto mais uma quantidade imensa de liquido fez outra poça. Eu não tinha noção de que quando estourava a bolsa saia tanta água, eu achava que era só um pouco. Bem, quando saiu aquele tanto a segunda vez tive certeza e resolvi acordar minha mãe... Coloquei um absorvente pós-parto e chamei ela, não falei nada, só mostrei. Nós três nos desesperamos, mas minha mãe e o Jean não queriam demonstrar isso, o Jean só dizia: "fique calma, ta tudo bem" e minha mãe tentando achar alguma roupa pra mim... Nesse meio tempo liguei para a Dra. Cristina que estava no lugar da minha médica e falei que a bolsa havia estourado, ela me mandou ir pro hospital, disse que estava em Curitiba e que chegaria depois do almoço.
Pronto, se eu ainda não havia ficado completamente apavorada, agora estava: minha médica está na praia e a substituta dela em Curitiba, que ótimo, vou ter meu filho com um plantonista que eu nem conheço. Tentei me acalmar, coloquei qualquer roupa e fomos pro hospital, eu, jean e minha mãe, apenas com a malinha da maternidade do bebe.
4:20 da manhã chegamos ao hospital
Chegando lá o que eu já imaginava:
- seu bebe é prematuro, vamos segurar o máximo possível!
Tomei uma injeção de corticóide para amadurecer os pulmõezinhos do bebe e mais antibiótico pra não dar infecção e buscopan pra evitar as contrações. Quando cheguei ao hospital estava tendo contrações  fracas, espaçadas e irregulares, as vezes demoravam 10 min pra vir, as vezes 20... depois que comecei a tomar o buscopan elas começaram a espaçar mais ainda e no final do dia haviam desaparecido.
 Veio um médico me atender de manhã, não lembro bem certo o horário, era Gabriel o nome dele, ele fez o toque e o colo estava começando a amolecer, mas o bebe ainda estava alto e não havia nada de dilatação, então ele me disse que viria me buscar de meio dia para fazer um ultrassom e checar a quantidade de liquido.
Então fiquei deitadinha na cama e o jean no sofá, ambos tentando dormir, o que é bem difícil quando está nessa situação... O liquido continuava saindo, clarinho, cheirando a água sanitária e o bebe continuava mexendo, o que nos tranquilizou.
Perto do meio dia o Dr Gabriel veio e me levou para fazer a eco, liquido estava bom e ainda dava pra esperar mais, a Dra Cristina teve um compromisso e iria chegar só mais tarde.
18:00 -
Dra Cristina chega, me examina: colo fechado, bebe alto, nada de dilatação. Tira o buscopan, agora você tem que entrar em trabalho de parto menina, amanhã as 7 eu venho te buscar pra ir pro centro obstétrico tomar ocitocina se você ainda não tiver em trabalho de parto.
ultima foto grávida
Não havia o que fazer, eu tinha que esperar... Minha barriga estava beeeeem menor por conta de todo o liquido que havia saído e conseguíamos ver bem os movimentos do bebe. Daqui em diante só fiquei analisando meu corpo e cada movimento do bebe, pensando que era uma contração, e nada... Finalmente consegui dormir, umas 10 da noite, +/- mas a meia noite senti uma contração e acordei com um sorriso gigante! Eu sabia que pro meu bebe era muito importante nascer de parto normal, pois os pulmõezinhos dele seriam beneficiados com isso... Mas aquela contração serviu só pra me tirar o sono pois foi a ÚNICA durante toda a madrugada, obvio que não dormi mais nada! A noite passou lentamente, e quando eu consegui dar uma cochilada, a enfermeira chegou para mais uma dose de corticóide, eram 6:30 da manhã.
29/12/12- Sábado
7 e pouco da manhã:
Minha mãe chega e logo depois duas enfermeiras chegam com uma maca e anunciam:
-Viemos te buscar, tua cesária tá agendada pras 8
- Mas eu não vou fazer cesária
- Lá você conversa com a médica
Eu subi com a maca e o Jean foi correndo pelas escadas, chegando na porta do centro obstétrico as enfermeiras anunciaram que ele não poderia entrar. Eu não sabia o que estava acontecendo e ainda teria que ficar sozinha, fiquei com medo.
Me levaram pra um quarto e eu fiquei lá só com aquela camisola aberta nas costas, até minhas roupas eles levaram... fiquei eu e eu mesma naquele quarto e a médica veio me ver: colo fechado, alto e nada de dilatação. Remédio por cima e por baixo! Colocou um comprimido pra dilatar o colo do útero e me deu ocitocina na veia, saiu e disse que voltava em 1 hora, que se em 1 hora estivesse tudo na mesma partiríamos pra cesária.
7:35 da manhã:
Esse era o horário escrito no meu braço, o horário que comecei a tomar ocitocina... A partir de agora a noção do tempo fica muito embaralhada.
Pedi pra uma enfermeira avisar o Jean que não, eu não estava indo fazer uma cesária, que ainda tudo podia demorar... Segundo o que a enfermeira me disse poderia demorar ate 24 horas pro nenem nascer a partir daquele momento. Tive medo.
Eu estava exausta, já há 2 noites sem dormir eu precisava de uma trégua, deitei naquela cama e cochilei, logo veio uma contração, mas essa era diferente das que eu tive do dia anterior, era mais intensa e tinha um pico de dor, depois voltava ao normal. Imagino que começaram a vir de 10 em 10 min, e eu cochilava entre elas, eram doloridas mas suportáveis. Eu comecei a prestar atenção nos sons para ter uma noção de tempo, a minha médica havia ido fazer uma cesária, e depois dela viria me examinar, escutei ela falando:
-Vai nascer
- Nasceu!!
e um choro de bebe... Imaginei que mais uns 40 min até a hora de ela chegar e cochilei novamente.
As enfermeiras me trouxeram uma bola de pilates e queriam que eu ficasse nela, mas eu estava exausta... Pensei no meu filho e fiquei naquela bola, quando vinham as contrações eu pulava mais forte para provocá-las. O liquido continuava saindo e o bebe já mexia menos, quase nada. Agora as contrações já eram bem mais doloridas. A médica chegou e não me examinou, apenas ouviu o coração do bebe, que estava ótimo, viu que as contrações ainda não estavam fortes a ponto de o bebe nascer então foi pra outra cesária. (Meu bebe quis nascer na virada de lua, você pode até não acreditar nisso, mas nasceram 9 no mesmo dia que ele e haviam 22 bebes no berçario naquele dia, então estava uma loucura, várias mulheres tendo parto normal e várias cesárias. Comecei a ficar cansada e as contrações ficarem doloridas demais, deitei na cama. Agora as contrações eram além de mais fortes, diferentes, elas vinham das costas pra frente e eu estava sentindo uma pressão gigante no reto e uma vontade de fazer coco. Deveriam estar de 5 em 5 min. Mesmo assim como eu estava muito exausta continuei cochilando entre elas. Passou uma enfermeira ouvir o coração do bebe e fazer o toque. Coração bom, colo alto, nenhuma mudança.
-Que horas são agora?
-9:30, faz pouco tempo que você está aqui... pode demorar bem mais.
Eu estava cansada, físicamente e emocionalmente. Não é a coisa mais divertida do mundo ficar sentindo dor sozinha em um quarto. Escutei outro bebe chorando, mais um pouco e a dra volta me examinar, pensei.
Não lembro quanto tempo passou até que as contrações estavam insuportáveis, eu não tenho noção do intervalo entre elas, mas era mínimo pois eu não conseguia mais cochilar, comecei entrar em pânico e chorar baixinho. Queria muito ter alguém ali, nem que fosse uma enfermeira, mas elas estavam muito ocupadas, o centro obstétrico estava lotado.
Então minha médica chegou, me examinou e constatou: nada de dilatação, colo alto. Cabecinha mal encaixada. Então ela colocou as cartas na mesa: Seu bebe é prematuro, se ele forçar muito pode ter hemorragia cerebral e você ainda não tem nada de dilatação, o que você acha de fazermos uma cesária?
Ela esperaria mais se eu quisesse, mas eu não estava em condições de escolher nada, só respondi:
- Então chame logo o anestesista, que eu não quero mais sentir dor...

Parto - 
Me levaram pra outra sala, não parecia uma sala de cirurgia, parecia um quarto comum, então o anestesista começou a brincar que havia feito um curso no telecurso 2000 e era a primeira vez dele como anestesista, de certa forma descontraiu o ambiente. Já aplicou a anestesia em mim e logo minhas pernas formigaram. colocaram um pano na minha frente e escutei a medica chamando o pediatra por um tipo de interfone.
Fiquei deitada com os braços abertos, mas não estavam amarrados, no meu braço esquerdo estava o soro e o direito estava livre. O jean entrou pela porta, nesse momento caiu minha ficha e eu chorei
- To com medo amor
Só consegui falar isso
-Vai dar tudo certo
O anestesista continuou brincando e agora se tornou irritante, pois eu só pensava no meu filho. A vaga dele na UTI neonatal estava reservada, a medica não me deu esperança nenhuma de ele não ir pra lá. Eu só pedia a Deus que meu filho não precisasse da UTI, eu estava com medo.
Foi tudo muito rápido desde a hora que eu entrei na sala, o anestesista ficou do meu lado medindo minha pressão de tempos em tempos e me contando o que eles estavam fazendo, pois tudo eu perguntava, ou pra ele ou pro Jean. Na sala só estavam o pediatra, a dra Cristina, uma enfermeira e o anestesista. Havia um relógio na parede no meu lado direito, eu entrei na sala eram +/- 10 da manhã, às 10:26 ele nasceu.
Acabou o clima de descontração e as piadas do anestesista.
- Respira, respira, RESPIRA!
E ele chorou... E eu chorei...

Dia 29/12/12, Sábado, às 10:26 da manhã Nicolas Vicente nasceu, com 2200, 44 cm e apgar 9 - 10. Cabelos castanho-claro e olhos azul-escuro.

Eu tinha muito medo que ele não chorasse ao nascer, mas ele chorou logo que cortaram o cordão, parecia um cabritinho! O chorinho mais lindo do mundo. Eu só chorava. Me trouxeram ele e eu peguei naquela pelezinha toda melecada, dei um beijo, parecia uma manteiga. O anestesista tirou uma foto de nós três

Ele era lindooooo demais. Então o pediatra veio falar comigo e eu recebi a melhor notícia do mundo:
- Ele tá bem, não vai precisar ir pra UTI, mas vamos ficar observando, tá?
Aí sim que eu chorei demais, obrigada Deus.
(O Nicolas nasceu com um roxinho na testa e um galo de fazer força pra nascer, ele não tinha forças pra descer e a cabeça estava mal encaixada, então imagino que se tivessemos tentado mais só machucaria ainda mais a cabecinha dele.)

Levaram ele pra uma sala do lado para examinar. Essa sala que o levaram era separada da minha apenas por um vidro então o Jean ficou vendo tudo. Eu havia falado pro Jean só sair de perto do bebe quando ele estivesse com a pulserinha, pra não correr nenhum risco de trocarem (aloka). Enquanto me costuravam eu ia perguntando pro Jean.
-Tem cabelo?
-Tem!! bastante
-E é pia mesmo??
-É sim amor
-Ele é bonitinho?
-É lindo!
Então o Jean veio e me falou que iam levar ele pro bercinho aquecido e que ele iria junto, concordei e fiquei lá esperando terminarem de me costurar. Essa é a parte mais chata, pois você quer ver seu bebe, ele tem que ganhar temperatura e você tem que ser costurada. Bem, fiquei puxando papo com a dra, conversando sobre os outros bebes e perguntando pro anestesista oq ela estava fazendo. Depois de uns 45 min ela terminou e me levaram em uma maca para o corredor. Me disseram que eu ficaria ali por 1 hora pra ver se não iria me dar hemorragia. Sinceramente, não sei quanto tempo fiquei, mas sei que foi menos que 1 hora. Cheguei e tinha outra mulher ali também esperando que tinha feito uma cesária antes de mim, imagino que passou uma meia hora e a enfermeira veio com um questionário pra eu responder, nome do nenem, onde eu moro, etc...  Eu já sentia minhas pernas. Viu que meu sangramento estava bom e já desci pro quarto, antes da mulher que já estava lá. Posso ver meu bebe? quando ele desce?
No tempo que o bebe ficou no bercinho aquecido o Jean pode ficar um bom tempo com ele lá... ficou conversando com ele e tirando foto... O Nicolas abriu os olhos lá a primeira vez e a primeira pessoa que ele viu foi o papai.
Cheguei no quarto então tinha que ficar com a cabeça abaixada por 6 horas depois do parto, já haviam passado 2, eu estava exausta, com muito sono. Só pensava em ver meu bebezinho. Minha irmã e o Jean estavam no quarto aquela hora, ele foi perguntar do bebe pra enfermeira e ela disse que ele desceria assim que chegasse a 37,5º a temperatura corporal dele. Deu um pouco menos de 1 hora e ele chegou pra nossa alegria. A enfermeira colocou ele direto no meu peito e falou que era pra ele ficar comigo pra não perder temperatura. Disse que depois que desse as 6 horas era pra eu erguer a cabeça. Ok, ficamos ali curtindo o baby, minha mãe, minha sogra, meu sogro e minha cunhada chegaram, não sei bem certo quanto tempo depois. Todo mundo queria curtir o bebezinho, e eu queria muito dormir, estava com dor pois meio dia e meio meu remédio intravenoso acabou e não me deram mais, estava tudo muito apurado e a medica havia passado a receita errada do remédio... umas 4 horas recebi medicação novamente e as 4:30 quando deram as 6 horas a enfermeira veio, ergueu a cabeceira da cama e me levou pra fazer xixi, eu não queria pois estava com dor, mas depois que fiz aliviou bastante... A primeira noite e o primeiro dia foram dificeis, sentia bastante dor e o bebe não conseguia pegar direito no peito e precisava ganhar peso. Mas no segundo dia já estava bem, já consegui tomar banho sozinha e tudo... 48 horas depois que o Nicolas nasceu fomos pra casa e uma nova vida começou.






quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Algumas fotos do gigante


 Ser mãe é uma coisa muito loucaaa, é maravilhoso e cansativo, estou amando! O Nicolas é muito calmo, como eu imaginei que seria, mama a cada 2 horas, parece um reloginho. Termina de mamar e já dorme... um anjo! Ultimamente meus dias tem se resumido a dar de mamar, trocar fraldas, dar banho e dormir... e é claro cheirar e beijar muito meu bebe... Amando loucamente meu Nicolas! Já comecei o relato de parto mas será bem longo, então vou demorar um pouquinho pra terminar. Ah, e nosso bebezinho já é um cidadão, foi registrado hoje aos 5 dias de vida!

Beijos








terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Nasceu!!!


Nasceu sábado, dia 29 de dezembro de 2012 com 2200 e 44 cm com 34 semanas + 5 dias de gestação é lindooooo demais, estou babando demais!