segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Entrando na 33ª semana

Não é de estranhar que você esteja se sentindo enorme. Do meio quilo que você deve estar engordando por semana, cerca de metade vai direto para o bebê. Ele está acumulando tecidos gordurosos e ganha um terço do peso com que vai nascer nas últimas sete semanas da gravidez. Graças a essa reserva de gordura, ele começa a ter um aspecto saudável e fofinho: que venham as bochechas!

Se você está esperando um menino, os testículos dele já devem ter descido até o saco escrotal. Às vezes, quando o bebê nasce, um dos testículos (ou os dois) não chegou à posição definitiva, mas não há razão para se preocupar.

Os casos de criptorquidia (testículos que não desceram) costumam se corrigir sozinhos até a criança completar 1 ano de idade.

O bebê está ocupando quase todo o espaço da sua barriga, mas isso não quer dizer que ele fique menos ativo. Talvez você tenha ouvido dizer que os bebês se mexem menos no final da gravidez, mas não é verdade. O que acontece é que os movimentos ficam diferentes.

A quantidade de sangue que circula no seu corpo aumentou muito: está 40% a 50% maior do que era antes da gravidez. Esse sangue compensa eventuais perdas que aconteçam na hora do parto. Por causa desse sangue todo, às vezes aparecem sangramentos chatos nas gengivas e pelo nariz.

À medida que a barriga cresce, seu centro de equilíbrio muda. Fica muito fácil perder o equilíbrio, cair ou trombar nas coisas. A coluna também sofre. O alongamento ajuda a aliviar a dor nas costas.

Uma dor chata na virilha, no quadril ou no osso púbico pode ter aparecido (ou piorado!).

As contrações de treinamento podem surgir com mais frequência. Sempre que sentir uma muito perto da outra, procure ir ao banheiro fazer xixi e tomar um copo de água. São medidas que costumam ajudar.


Tudo verdade!!

Fonte: Babycenter

Nenhum comentário:

Postar um comentário