quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

A quantas anda a gravidez...

  As coisas andam estranhas, estou me sentindo diferente, por um lado estou bem melhor, não tenho tido tantas dores quanto antes, ao mesmo tempo ando com um aperto no peito... uma vontade de que o tempo passe voando para que eu pegue meu pequeno nos braços e ao mesmo tempo que passe bem lentamente para eu aproveitar essas poucas semanas sem filhos. Depois que o Nicolas nascer eu sei que nada será igual, nunca mais. Minha vida vai mudar pra sempre, e isso da medo. Quem diz que não tem medo do desconhecido mente. Me pego pensando em coisas simples do dia-a-dia, como eu faria se o Nicolas já estivesse aqui? O que eu estaria fazendo agora? E se eu não conseguir? E se eu falhar? E se der algo errado? E se der tudo certo? Agora tudo está tão perto mas ao mesmo tempo tão longe... Sinto que o Jean também está apreensivo, mas ele não diz uma palavra. Quando eu pergunto se ele está ansioso diz que sim, mas sempre que eu pergunto se tem medo diz que não. Será? Como é possível estar tão confiante diante de uma situação que você nunca passou?

  Ansiedades a parte, meu pequeno anda muito bem, obrigada, ontem achei que estava perdendo liquido (aloka) então fui consultar e fiz um ultrassom, só pra confirmar que estava tudo bem... O pequeno não está mais tão pequeno assim, está com 42 cm e 2,201 kg, com muuuuuito cabelo na cabeça, o médico até se espantou, diz que vem até a nuca já. O narizinho é o meu, confirmadíssimo, e a novidade é que ele tem cílios grandes, como pode verem tudo isso num ultrassom? Bem... o bebe já começou a encaixar, minha altura uterina está 2 cm mais baixa que 2 semanas atrás por isso é pra eu não ficar muito ativa, ficar mais de boa, pra ele não resolver nascer antes da hora, apesar disso o colo do útero ainda está bem fechadinho.  Estou com 33 semanas + 3 dias e estou contando não mais só as semanas, mas os dias para o nascimento. Minha próxima consulta vai ser dia 08/01 quando eu estiver com 36 semanas + 1 dia, então vou fazer uma eco... Imagino que lá pelo dia 11/01 para ver como anda o Nicolas, por ele ter a cabeça um pouco grande e não ser um bebe tão pequeno assim, nesse próximo ultrassom é que a médica vai analisar se é viável fazer um parto normal. Se for cesária provavelmente será perto do dia 23 com 38 semanas e alguns dias, mas ainda não sei... Tenho pensado bastante no parto, e ainda quero normal, mas não sei se a essa altura do campeonato teria coragem de discutir com minha médica e contrariá-la caso ela indique cesária. É engraçado pensar que daqui 4 semanas posso estar com ele nos braços já... mas também pode ser que demore até 7, será que aguento esperar tanto?
Bem... além disso já tenho uma estimativa do peso que ele vai nascer, provavelmente vai ser de 3,000 a 3,500, não vai ser um bebe tão grande assim, fico mais tranquila.

Agora estou de férias da faculdade, tentando aproveitar um pouquinho da vida sem bebes, hehe, esse fds tiramos algumas fotos e foi bom, pois cada dia que passa estou mais inchada, se deixássemos muito pro final eu ia estar gigante (já estou :x).








Estou infelizmente engordando bem mais que planejei e comendo bastante... E agora não posso mais fazer muito esforço então adeus caminhadas, vou voltar com elas só quando ja estiver com 36 semanas, pois assim não corro mais risco de adiantar o parto :)

Por enquanto é isso, depois vou postar como ficou minha malinha da maternidade.. ^^

Beijos

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Tô louco prá te ver chegar
Tô louco prá te ter nas mãos
Deitar no teu abraço
Retomar o pedaço
Que falta no meu coração...

Eu não existo longe de você
E a solidão é o meu pior castigo
Eu conto as horas pra poder te ver,
Mas o relógio tá de mal comigo...

To me sentindo bem assim.... O tempo não passa e a ansiedade só aumenta. 33 semanas + 1 dia.

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Ecografia 32 semanas completas

Meu bebezinho está lindo e gordinho!! Nessas 4 semanas ele cresceu 6 cm e engordou 1 kg, vê se pode?? Nicolas está com 2.060 gramas e 40 cm, um maravilhosinho... E a novidade é que VIROU, ele está cefálico com o dorso à direita, a médica disse na ultima consulta que achava que ele tinha virado naquele dia que eu senti muita dor, e ela tinha razão! Tudo em ordem com o garotão, gordo, guapo e forte hehehe, crescendo e engordando acima da média, sempre. Única coisa que me preocupou um pouco foi a circunferência da cabeça, eu estou com 32 semanas completas + 1 dia e a circunferência da cabeça deu 35 semanas!!! Até o médico se assustou, disse que ele vai ser cabeçudo, então olhou pra mim e disse: "não lembro da cabeça do teu marido, mas tua não é das menores não, hein", chamou eu e meu filho de cabeçudos, assim, na cara dura, sem vaselina nem nada, mas ok.



Bem, e continuo tonga achando meu bebe o mais lindo do mundo, pelo jeito vai ser beiçudinho, oun! Pedi pro médico ver  se ele tinha cabelo, e não é que ele tem? diz que não é muito, mas tem um pouquinho :D
Durante a eco ele estava bem espremidinho, com o pé na cabeça, é mole? piscou, mostrou a língua, fez paz e amor com os dedinhos, coçou os olhos, lindo lindo. E os testículos dele estão perfeitinhos, já desceram para o saco escrotal, os rins que o médico falou que é importante olhar em meninos, também estavam perfeitos, coraçãozinho batendo lindo, placenta posterior com grau 0, tudo maravilhoso. Deus é muito bom e agradeço muito a ele por meu filho ser perfeito! Minha mãe acha que ele tem o formato da cabeça do pai, mas o nariz é certeza que é o meu, as orelhinhas pelo jeito são um pouco separadinhas, mas sei que ele vai ser lindo de qualquer forma.

  Tenho dormido mais, agora minhas provas acabaram e posso ficar mais tranquila. Tenho me sentido bem cansada e a hidroginástica tem sido um martírio, mas continuo indo, em câmera lenta, mas continuo! Hoje fui comprar algumas coisas que faltavam, agora falta muito pouco, ainda tenho algumas roupinhas pra lavar que ganhei no chá, uma coisinha ou outra pra comprar, alguns pijaminhas para o bebe, pra mim também, cortador de unha, escovinha de cabelo... Já arrumei a malinha da maternidade, só faltam alguns detalhes, mas é pouca coisa. Quero ver se providencio tudo até as 36 semanas. Provavelmente eu não vou viajar no natal, mas se meus pais forem eu vou junto, mesmo minha médica me dizendo pra não ir. Mas é quase certeza que ficarei por aqui mesmo. Bem, meu emocional está um pouco abalado, realmente estou bem sensível como no começo da gravidez, ansiosa pro bebe chegar mas ao mesmo tempo com medo de tudo que vai acontecer, estou super carente e precisando de apoio e carinho.
  De qualquer forma no mais estou bem, meu bebezinho tem passado bastante tempo mexendo, antes ele mexia por no máximo 15 minutos, agora durante a noite chegou a passar 1 hora dando cambalhotas na minha barriga, muito show! Tenho adorado, e me sinto muito mais ligada a ele nos últimos dias.
  Engordei 2 kg nesse mês, um a menos do que eu estava engordando nos outros, então fiquei feliz. Apesar disso cheguei a marca de 10 kg a mais, e ainda tenho pelo menos 5 semanas pela frente, espero engordar no máximo 14 kg mas não tenho cuidado tanto da alimentação...
  Tenho amado cada dia mais e procurado conhecer e me sintonizar com o meu filho.
É isso, vamos lá, firme e forte fazer esse bebezão se desenvolver bem para nascer forte e saudável para vir brincar com a mamãe.

Beijos


segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Entrando na 33ª semana

Não é de estranhar que você esteja se sentindo enorme. Do meio quilo que você deve estar engordando por semana, cerca de metade vai direto para o bebê. Ele está acumulando tecidos gordurosos e ganha um terço do peso com que vai nascer nas últimas sete semanas da gravidez. Graças a essa reserva de gordura, ele começa a ter um aspecto saudável e fofinho: que venham as bochechas!

Se você está esperando um menino, os testículos dele já devem ter descido até o saco escrotal. Às vezes, quando o bebê nasce, um dos testículos (ou os dois) não chegou à posição definitiva, mas não há razão para se preocupar.

Os casos de criptorquidia (testículos que não desceram) costumam se corrigir sozinhos até a criança completar 1 ano de idade.

O bebê está ocupando quase todo o espaço da sua barriga, mas isso não quer dizer que ele fique menos ativo. Talvez você tenha ouvido dizer que os bebês se mexem menos no final da gravidez, mas não é verdade. O que acontece é que os movimentos ficam diferentes.

A quantidade de sangue que circula no seu corpo aumentou muito: está 40% a 50% maior do que era antes da gravidez. Esse sangue compensa eventuais perdas que aconteçam na hora do parto. Por causa desse sangue todo, às vezes aparecem sangramentos chatos nas gengivas e pelo nariz.

À medida que a barriga cresce, seu centro de equilíbrio muda. Fica muito fácil perder o equilíbrio, cair ou trombar nas coisas. A coluna também sofre. O alongamento ajuda a aliviar a dor nas costas.

Uma dor chata na virilha, no quadril ou no osso púbico pode ter aparecido (ou piorado!).

As contrações de treinamento podem surgir com mais frequência. Sempre que sentir uma muito perto da outra, procure ir ao banheiro fazer xixi e tomar um copo de água. São medidas que costumam ajudar.


Tudo verdade!!

Fonte: Babycenter

domingo, 9 de dezembro de 2012

Banho de Balde : conceito


Hoje comprei um balde desses que servem para dar banho em bebes, já que achei o conceito muito legal e queria compartilhar aqui com vocês. Única coisa que eu não entendi até agora é porque os baldes da tummytub são tão caros (de 94 a 140 reais), lá no site diz que é pelo fato de serem anatômicos, porém, hoje no mercado com a minha irmã vimos esse balde da plasutil que também é anatômico e próprio para dar banho em bebes com o mesmo suporte e o mesmo estilo do da tummytub e por 35 reais.



O balde é igualzinho esse, peguei a imagem da internet. O fundo é igual também, rosa, não tinha outra cor e achei bonitinho assim, não acho que meu bebe vá se importar, hehe.


O banho pode ser dado em qualquer balde, desde que escolhido por um tamanho adequado, utilizado para esse único fim e os cuidados de higiêne feitos com a banheira também sejam observados. Porém, existe no mercado um modelo especial para isso - o famoso TummyTub, ele é transparente e possui alguns itens de segurança, como base antiderrapante, materiais atóxicos e um centro de gravidade que ajuda a evitar acidentes. A desvantagem é o preço. Enquanto o balde comum custa menos de R$ 15, o de grife pode ser encontrado em lojas de artigos infantis por até R$ 140. Os fabricantes afirmam que é possível dar banho a partir dos primeiros dias de vida até os seis meses de idade, sempre na presença de um adulto. A aguá deve ser aquecida a uma temperatura agradável para a pele do bebê, por volta dos 36°C. A quantidade de água varia conforme o tamanho do bebê, mas deve se limitar à altura dos ombros da criança.
Os benefícios:
"Quando o bebê é micro ainda e chegou há pouco do útero, o balde, com seu formato e água quentinha, o faz lembrar do ambiente em que estava até então. É um pouco diferente da banheira porque restringe os movimentos, o fazendo se sentir mais seguro. Ele fica com as perninhas encolhidas, o que o faz lembrar ainda mais do ambiente uterino. Essa memória afetiva agradável ajuda a liberar substâncias chamadas endorfinas, que são substâncias ligadas ao prazer e que, sendo liberadas no cérebro, melhoram o estado emocional dos bebês e diminuem as dores - por isso do banho de balde ser indicado para o caso de cólicas. É por isso que a maioria dos bebês relaxa após um belo banho de balde. Depois que o baby cresce, o banho de balde continua a ser prazeroso, principalmente quando ele já consegue ficar sentadinho sem que ninguém precise segurá-lo."

Olha esse nene com 3 dias tomando banho de balde, que delícia! O balde está comprado, só falta o Nicolas chegar pra estrear e eu ter coragem de dar banho hehe.


http://www.cientistaqueviroumae.com.br/2011/01/banho-de-balde.html

http://www.bbpontocom.com/2010/02/banho-de-balde-nos-recem-nascidos.html

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Onde começa o machismo?

  Sábado eu e minha irmã, a dinda do little Nick, fomos em uma papelaria bem conceituada aqui da cidade para comprar algumas coisas que faltavam pro chá de bebe que seria no dia seguinte. Bem, essa papelaria é bem legal, pois tem uma livraria incorporada, resolvemos ir até lá dar uma olhadinha nos livros para bebe, já que o incentivo a leitura deve ser feito desde cedo.
   Ao entrarmos na livraria uma simpática moça, vejam bem uma moça, de uns 20 anos +/- nos atendeu. Então expressei meu desejo de ver livros para bebes, o que ela me pergunta?
- Bebe de qual sexo?
-Ahn? Eu não entendi moça, eu quero comprar um livro para bebes, por que você quer saber o sexo?
- Pra saber qual livrinho te mostrar!
- Mas pode me mostrar ambos, meu filho é menino mas não acho que isso tenha algo a ver.
Então ela me mostrou o livro suposto de "menina" era a história de um golfinho roxo, nem de princesas, nem de barbie nem nada, era um GOLFINHO ROXO. Por que meu filho não poderia ler um livro sobre um golfinho? Tá... Então eu pedi para ver o outro, que era supostamente "masculino". Gente, era um livro do Carros, não sei se vocês conhecem a história mas é apenas um carro de corrida que compete, não entendi porque ele deveria ser masculino. Então a moça falou:
- Menino não tem tanto problema esse livrinho do golfinho, se fosse menina que tinha problema que esse outro é do carros e não dá né, os pais não gostam.
- Nada a ver, pra mim, ambos são unissex.
Mas o que eu fiquei com vontade mesmo de dizer era: Em que era você vive? Mulher já dirige carro, sabia? E meu filho gostar de roxo não vai fazer ele se tornar gay.

Resumindo, levamos o livro do golfinho.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Chá de bebe - Como foi

Como eu fiquei no final

Amor de tia

Amor de tia e de dinda é muito amor


Só pra constar que "bife" é meu namorado hahaha

Mamãe e sogrinha

mãe abençoando o neto...
  Foi super divertido não fizemos muitas brincadeiras, só uma com balões, a clássica de adivinhar quem é quem nas fotos de bebes, o que são os presentes e uma outra que os convidados escreviam situações vividas e eu tinha que adivinhar quem era. Uma coisa bem legal que minha irmã inventou e eu AMEI foi que ela levou uma caixinha com vários papeis e uma caneta para quem foi no chá deixar um recadinho pra mim e pro Nicolas, com certeza vai ficar marcado esse dia.

Resultados do faça-você-mesmo - Chá de bebe

Painel principal com o varal de roupinhas
   Então... ontem foi meu tão esperado chá-de-bebe, posso dizer que foi muuuito legal, valeu muito a pena porque eu me diverti demais. É cansativo, BEM cansativo fazer tudo você mesmo, principalmente se você está grávida, mas no final tudo compensa.
  Eu queria pro meu chá de bebe algo simples, minimalista, bonito e sem gastar muito. Algumas coisas que eu decidi antes de começar: as "cores tema" do chá seriam vermelho, azul marinho e azul claro. Mas tomei o cuidado de colocar bastante branco também pra não ficar muito pesado e cansativo. Também antes de começar decido coisas simples como: Não queria balão, nem tnt e nem eva, queria que fosse pra poucas pessoas, queria que tivessem garrafas de vidro, eu mesma iria fazer os docinhose também não queria refrigerante. Esse ultimo não consegui fazer, acabei comprando por sair mais barato, mas vejo que se tivesse me organizado melhor teria como ter feito sem.
  Depois de decidido isso fui atrás do que eu queria. Aluguei uma churrasqueira em um clube onde eu sou socia e paguei apenas 15 reais por isso, que é uma taxa de limpeza, achei que não compensava alugar um salão de mais de 100 reais pra fazer um chá de bebe.  Primeira coisa que fiz depois de decidido o lugar foi ir até lá e medir tudo pra planejar a decoração. Como eu não queria tnt mas não queria deixar as mesas sem nada (eram 4 mesas grandes de vidro) comprei forro de cortina para fazer as toalhas, saiu bem em conta e vou  da pra reaproveitar depois do chá.

a foto está horrivel mas da pra ter uma noçao de como ficaram as mesas



os guardanapos foram brancos e os copos transparente, já tinha muita cor..
Essas garrafas tinham chá gelado dentro e foram emprestadas de uma amiga

Adicionar legenda
Como eram 4 mesas fiz 2 com toalha branca e vermelha e 2 com toalha branca e azul.  Eu não queria balão então o jeito foi inovar:  fiz 2 pompons de seda pra colocar do lado do varal de fraldas e no teto pendurei barquinos de papel com linha de pesca. Os pompons aprendi fazer no youtube mesmo.

  Muita coisa no chá foi improvisada, um exemplo é aquele quadro ali com as iniciais do Nicolas que é, na verdade, meu enfeite da maternidade, no outro painel colocamos uma bóia salva-vidas de marinheiro que foi achada no estacionamento do apartamento da minha irmã. As roupinhas do varal com tema de marinheiro foram todas ganhadas, por sorte, apenas uma, a segunda da esquerda pra direita eu comprei.
  Resolvi também que iria fazer apenas bolo de fraldas e cupcakes não ia fazer bolo de verdade, não sei se compensa financeiramente, mas resolvi porque achei que seria mais legal assim.


Bolo de fraldas esse, que também aprendi fazer na internet, se alguém se interessar passo os links. O bom do bolo de fraldas que é tudo reaproveitável depois também, comprei fraldas tamanho G para fazer e elas já estão guardadinhas no pacote para o Nicolas usar daqui um tempo, então o custo é quase 0.



Essas foram as lembrancinhas que foi super fácil de fazer e saiu relativamente barato. O custo de cada uma saiu menos que 2 reais, paguei 1,10 cada vidrinho desse e a arte dos adesivos eu mesma fiz no photoshop e mandei imprimir em adesivo em uma gráfica paguei 20 centavos a unidade do adesivo! E as fitinhas é 30 centavos o metro e o botão uns 20 centavos cada. A cola quente pra colar os botões eu emprestei da sogra da minha irmã e uma cesta de vime para colocar as lembrancinhas peguei aqui de casa de uma cesta de café da manhã que compramos uma vez.




De docinhos eu fiz brigadeiro, mousse de maracujá e tortinha de limão, tudo muito fácil e simples de fazer, fiz no dia anterior e guardei na geladeira. Os lacinhos paguei 5 centavos em cada e colei com cola quente nas colherinhas. Os cupcakes fiz no dia, foi o que mais deu trabalho e esquenta cabeça

Mandei fazer também essas tags pra por em cima dos cupcakes que sairam 15 centavos cada, só a impressão a arte eu mesma fiz.

Um barquinho de papel e a bóia



 Infelizmente não tenho foto dos barquinhos presos no teto, mas ficaram muito legais, foi o que deu o charme pro lugar.
  Os salgados mandei fazer mesmo... Achei que financeiramente o chá compensou, gastei +/- 300 reais com comida, decoração e tudo e ganhei muuuuuita coisa. Ganhei 15 pacotes de fralda, mais um monte de roupinhas, brinquedos, toalha, manta, mordedor, lenço umidecido e me diverti bastante!
   Minha dica é: se você não quer se estressar compre tudo pronto, mas se você quer que fique do teu jeito sem gastar muito, faça você mesmo. Principalmente se você tem tempo. Fui bem elogiada no chá, tanto pela decoração como pelos docinhos, único porém é que fiz muito cupcake e peguei muitos salgadinhos, então sobrou bastante. Eu havia falado pra minha mãe que iria fazer 30 cupcakes, que era o suficiente, pra 36 convidados, mas ela ficou com medo que faltasse e fizemos quase 50.
  Outra dica que eu dou é usar coisas que você possa aproveitar depois, os potinhos de docinhos, colherzinhas, copinhos e pratinhos eu comprei dos mais resistentes que além de serem mais bonitos são reaproveitáveis. Pegue também idéias da internet, barquinhos de papel presos no teto é algo bem simples mas que eu não teria pensado, pesquisando sobre o tema que eu queria fazer acabei encontrando. Outra coisa é não exagerar, se você vai ter um menino e quer fazer o chá todo azul, escolha outra cor pra quebrar, amarelo, marrom, pra não ficar cansativo.
   Sobre os presentes, eu ganhei MUITA coisa, muita coisa mesmo... Não imaginei que iria ganhar tanto. Eu fiquei muuuito tempo pensando o que eu colocaria no convite, pois não queria que ninguém ficasse ofendido com o que eu estava pedindo, mas não queria que ficassem perdidos quanto ao que dar. Eu não acho legal colocar uma coisa diferente pra cada um dar no convite, exemplo: fulana escovinha de cabelo, fulana body... Sempre tem alguém que se ofende ou que queria levar outra coisa, mas acha chato, outra coisa muitas vezes melhor do que o que você pediu. No meu convite eu coloquei o seguinte: Levar: um pacote de fraldas turma da mônica ou pampers, ou qualquer outro mimo a sua escolha. Acho que ninguém achou chato, pois a fralda não era uma obrigação, era apenas uma sugestão, quem não sabia o que levar, levava fralda! Algumas pessoas próximas perguntaram o que eu estava precisando, e eu falei, sem medo, também várias pessoas perguntaram que tamanho de fraldas levar, então ganhei bem diversificado. O legal é que ninguém levou só fralda, a maioria levou um pacote de fraldas e mais alguma coisa. Fralda é o essencial, usa muito e eu tinha apenas 2 pacotes, então fiquei bem satisfeita com tudo o que ganhei.
  Uma coisa muito legal que eu e o meu namorado fizemos e que valeu MUITO a pena, foi ele ter feito um chá só pra ele, no mesmo dia mas a noite. Ele pediu pra que cada amigo levasse 10 reais pra bebida e 1 pacote de fraldas e o pai dele patrocinou a carne pra um churrasco. Vou pegar as fraldas amanhã, mas pelo que ele me disse ganhou 10 pacotes de fralda grande, a maioria da turma da monica daqueles com 36 fraldas. Ele não pediu marca específica de fralda, apenas que fosse M ou G, apesar disso ganhamos muitas fraldas boas, a maioria TM... Fica ai minha dica :) Depois volto pra colocar as outras fotos do chá
Beijos

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

31 semanas


   Eu não sei se é assim pra todo mundo, mas minha barriga parece que cresce do dia pra noite! Sério, é muito estranho... por várias semanas ela não cresce nada, continua igual, ai de uma semana pra outra PUF aparece uma barriga beeem maior no lugar da anterior! Quer ver a prova? olha essa foto de 29 semanas... E essa aí de cima que eu tirei hoje com 31! E é sempre assim desde o começo, eu lembro nas 19 semanas quando minha barriga deu A crescida, todo mundo se espantou com a diferença da foto de 18 semanas pra aquela, super estranho!  Bem, graças a Deus ainda estou sem estrias e meu umbigo ainda está no lugar dele, tenho me preocupado um pouco com as estrias pois minha pele tem coçado um pouco e eu sinto ela esticando (aloka)... Tenho bastante receio com estrias porque tenho muuuitaaaa, tenho nos lados de antes da gravidez, nas coxas, até no joelho! Então estou tentando me cuidar o máximo possível pra não engordar tanto, passando todo o tipo de óleo que me sugerem, tomando muuuuita água e suco e quero ver se semana que vem passo babosa que me indicaram hehe. 
  As coisas mudaram essa semana, sei la, parece que tudo está diferente, comecei a sentir o peso do terceiro trimestre. Desde domingo tenho sentido mais dor no baixo ventre que eu sentia antes e comecei a sentir uma dor terrível no osso púbico. Quando eu digo terrível é terrível MESMO, segunda-feira até mandei uma msg pra médica (só faço isso em casos extremos) perguntando se era normal.... Ela respondeu que eu deveria repousar e não ir trabalhar no outro dia, porém no outro dia como acordei bem fui na hidroginástica de manhã e como tinha auto-escola a tarde e minha mãe não estava em casa, caminhei 1hr e meia no total pra ir e voltar. Quando chegou a noite eu não conseguia caminhar, gente! Sério, parecia uma velha, caminhando meio corcunda, só fui pra aula porque tinha que ir meeeesmo, e não sou de frescuras, mas acabei voltando no intervalo. É uma dor super estranha, parece que meus ossos estão abrindo! (e devem estar mesmo!), agora ultimamente eu nem sei mais se é dor embaixo da barriga ou se é dor nos ossos porque quando eu fico em pé dói tudo naquela região que nem sei mais dizer o que é o que. O nosso amado google disse pra mim que é normal, e que muitas gestantes sentem dor nesse lugar. Acho que além dos ossos estarem abrindo o bebe está pesando também, pois minhas costas também estão doendo. De qualquer forma tenho tentado levar a vida normalmente, só que mais light, fui na hidro hoje de manhã e peguei mais leve e não vou caminhar hoje. Essa semana também comecei a me sentir mais cansada, obviamente que isso já venho sentindo desde o começo da gravidez, mas essa semana esteve mais evidente. Na hidroginástica eu não consigo mais acompanhar o ritmo de todo mundo e sempre tenho que parar na metade dos exercícios porque estou sem ar ou muito cansada. O meu máximo de caminhada agora é 15 minutos, depois disso começo a suar feito um porco e hiperventilar, além da dor nas minhas pernas. Sério, eu sabia que gravidez era barra mas não imaginava que a gente perdia tanto condicionamento físico assim! Logo que engravidei meu costume era caminhas 50 min passo rápido, isso sem cansar, era completamente normal pra mim. Quando comecei a hidro, a aula terminava e eu ficava ainda com gostinho de quero mais, de "ainda não cansei tudo".
   Estou me sentindo muito pesada agora e toda a disposição que eu tinha no segundo trimestre ficou pra trás... Não quero me gabar mas eu sou animada, difícil alguém me chamar pra fazer algo e eu não querer, já agora estou pagando pra ficar em casa. 1º lugar pelo fato de ter que achar uma roupa que de certo, 2º que geralmente estou cansada e com sono, 3º que eu sei que vou ficar 15 minutos e já vou me irritar ou com a fumaça dos outros, ou com a comida que demora, ou com o barulho alto (...) Até o Jean tem percebido, e olha que eu tento não demonstrar minha insatisfação, eu coloco um sorriso no rosto e falo: vam'bora!!! mesmo que eu só queira dormir por 12 horas seguidas, mas mesmo assim ele veio me falar que ultimamente é melhor a gente ficar mais em casa... E ele tem razão. Já falei que to parecendo uma velha? Acho que é bem aquilo que dizem... No terceiro trimestre a gente começa a querer se preparar pro parto e pra tudo e quer se isolar do mundo, pra mim se eu pudesse me enfiar no meu quarto e sair de lá só depois que o Nicolas nascesse estava perfeito. Até cheguei a pensar que estava com depressão, que não era normal eu estar me sentindo assim, que algo devia estar errado. Mas agora percebi, é só meu corpo se preparando mesmo... Apesar das dores eu estou feliz (porque sentada as dores são quase inexistentes e deitada elas desaparecem!) tentando preparar tudo pra chegada do meu príncipe, e olha que já está tudo quase pronto, hein? Vou agora terminar de arrumar as coisas pro meu chá de bebe que é domingo, estou super ansiosa e animada, está ficando tudo lindo!!!
Beijos

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Casamento da madrinha

Amorzinho, noiva com um baby na barriga, noivo, eu e Nicolas

   Domingo foi um dia muito especial, minha amiga, uma das madrinhas do Nicolas, casou! Foi tudo lindo, eu tive o prazer de ser madrinha da união, e vou ter também o prazer de ser madrinha do baby Davi ou da baby Luiza que se encontra na barriguinha dela. hehe.  Estou muito animada com a chegada desse bebe, que com certeza vai crescer com o Nicolas, se bobear estou mais ansiosa que ela pra saber o sexo haha. Agora vai ser minha companheirinha de gestação por um tempinho, estou muuuuito feliz com isso, e não é pra estar? Desejo tudo de bom pra esse casal... são pessoas muito boas mesmo!
   Como podem ver na foto estou GIGANTE! agora sim posso dizer que minha barriga está super grande, explodindo e inchei um pouco nos pés e mãos... Por sorte esse mês pelo que tenho visto engordei muito pouco, menos de 1 kg, vou ver semana que vem na consulta com a G.O.
   Estou na correria esses dias, trabalho pra entregar, o resto das coisas do chá de bebe que vai ser domingo pra organizar, autoescola e ontem me deu a louca de no meio de tudo isso lavar as roupinhas do bebe! Vou lá que tenho muita coisa pra fazer!!
Beijos


sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Sobre esse amor que me invade...

  Antes de eu engravidar achava bobeira grávida que dizia amar seu bebe antes dele nascer. Confesso, achava a coisa mais nada a ver do universo! Como que você pode amar alguém antes de conhecer? Tipo aqueles casais que só namoram pela internet e dizem que se amam. Depois que o bebe nasce você ama, sim, conforme vai convivendo...  Mas ser mãe é um eterno cuspir pra cima. Aprendi uma coisa: NUNCA fale ou julgue algo pelo qual você ainda não passou. A gente ama SIM, antes de eles nascer, antes de ver o rostinho deles antes de tudo isso. Posso dizer que o meu amor começou no dia que eu ouvi o coraçãozinho dele bater, chorei e não conseguia acreditar que era verdade. Conforme a barriga vai crescendo a gente vai amando mais, cada chutinho, cada ultrassom o amor cresce. 
  Quando eu estava doente, com febre, sozinha no hospital, tremendo e vomitando eu só pedia pra Deus cuidar do meu filho, não pedia nada por mim, só repetia isso: "Cuida do meu filho, cuida do meu filho, cuida do meu filho" em pensamento. Até agora peguei esse costume, qualquer coisa que acontece que me da medo, todo dia antes de sair de casa, quando alguém começa a acelerar um pouco mais o carro, quando qualquer mínima coisa que represente perigo acontece na mesma hora repito o mantra: cuida do meu filho, Senhor, cuida do meu filho. 
  É uma coisa muito surreal, eu não sei explicar... Não tem explicação e realmente não faz sentido, mas eu garanto, a gente começa a amar muito antes deles nascerem.  Hoje, pra mim, meu filho é a coisa mais importante da minha vida, e ele nem nasceu. Só desejo toda a felicidade do mundo pra ele, em primeiro lugar. Você até pode achar que eu estou exagerando, que não é assim, mas realmente, a gente só sabe depois que engravida.
  É um amor engraçado, tem um serzinho ali que depende do teu corpo pra sobreviver, um bebezinho ali vivendo dentro de você, que você sente cada movimento, que você sabe as preferencias, que interage com você, não é nem um pouco como eu pensava. É uma delícia ficar provocando ele, tentando achar qual parte do corpo esta onde, empurrando ele e sentindo ele empurrar de volta. Eu acordo com ele mexendo, pra dormir tenho que esperar ele se acalmar, sempre que estou com fome ele começa a chutar la de dentro como se quisesse dizer: "cadê o rango, mãe?". Pode parecer bizarro mas ele tem preferencia por algumas músicas e por algumas pessoas. Pra mim, o laço mãe-filho começa no momento do positivo. 
  Será que estou louca? exagerando? carente? Não sei se isso é normal, só posso dizer que te amo filho, que te vivo.


terça-feira, 20 de novembro de 2012

Ninguém acredita em nós

Nossa pequena grande família

   Ultimamente só tenho vindo reclamar aqui no blog, rs. Mas poxa tenho ficado muito indignada com as pessoas a minha volta, ninguém bota fé em mim e no meu namorado!! Não basta você fazer todo o possível e o impossível pra dar o melhor pro teu filho, se dedicar o máximo, ir atrás, pesquisar, fazer de tudo o que está ao seu alcance, mesmo assim você não está pronta pra ser mãe, já que nunca teve um filho! Não aguento mais ouvir: você nunca teve um filho, não sabe como é. Não, eu realmente não sei, mas eu VOU aprender. Eu já cuidei de criança e estou disposta a fazer o melhor pro meu filho. Mas isso obviamente não é o suficiente, pros outros eu sou uma pata que vou afogar a criança no primeiro banho, é essa a impressão que eu tenho.
   Desde que engravidei tenho que ouvir "você sabia que não pode pintar o cabelo ne?" (não eu não sabia, estou com essas raizes gigantes por opção mesmo, porque acho bonito), "ih, mas você não pode nem beber nem fumar agora!!!" (sério? não sabia... e usar drogas, tem problema?), "tem que comer frutas e verduras ta bom?" (nossa, mas minha médica jurou de pés juntos pra mim que se eu comer só salgadinho e bolacha recheada vou ficar super saudável!). E isso ainda era suportável, já que é tudo na melhor das intenções, ai agora depois que meu bebe está quase nascendo tive que ouvir:

meu pai falando:
 - "É melhor você comprar um termômetro de banheira" (eu não vou queimar o nene, ok? de qualquer forma, achei melhor seguir o conselho)

minha mãe falando:
 - "... mas eu não vou deixar você dar banho até o bebe ter uns 20 dias pelo menos!" (ah, então você NÃO VAI DEIXAR eu dar banho no meu próprio filho? ahn?? isso nem sentido faz)
- "você só vai morar com o Jean e o bebe depois que o bebe estiver grandinho e não tiver perigo!" (perigo do que? de eu matar o bebe??)
- "... banho de balde? capaz, eu não vou deixar você fazer isso no bebe" (novamente DEIXAR? o filho é de quem mesmo?)
-"arruda no umbigo? CAPAZ, não seja loca EU sei como cuidar" (sem comentários)
-"tem que comprar esses pagãozinho" -"mas eu nem sei como usar isso mãe..." -"EU sei como usar, EU vou por no bebe"

minha tia falando:
"- mas você não pode viajar com o bebe antes de ele ter 1 ano, porque eles sofrem muito..." (foi mal mas to planejando viajar la por julho, ele vai ter uns 5 meses, rs.)
-"eu conheço várias moças que trabalham de baba, se quiser o telefone eu te passo!" (eu vou ficar o dia todo em casa, pra que baba??)
-" a tua mãe vai ter que parar a faculdade pra te ajudar a cuidar do bebe" (ahn??????? fiquei muuuuito brava com essa)
"- você vai ter que tirar os cachorros de dentro de casa..." (só que não.)
"-tem que comprar álcool gel e enrolar o nene bem porque todo mundo vai querer pegar" (e eu vou deixar todo mundo pegar ele no colo mesmo, sem nenhum problema!)

uma conhecida da minha mãe falando:
"-se você quiser ficar com teu filho não vai poder sair aqui da casa da tua mãe, porque ela não vai deixar você levar ele" ( que? então ela vai sequestrar o meu filho? )

a empregada aqui de casa falando:
"- tua mãe vai querer roubar teu filho de você, a minha foi assim com a minha primeira" (sequestro 2???)

minha sogra falando depois de eu mostrar uns vídeos de banho de balde:
"-ih... mas tua mãe não vai deixar você dar banho assim no nene" ( pela milésima vez DEIXAR? a mãe sou eu, não?)

minha mãe falando quando eu cogitei me mudar antes do bebe nascer:
"-mas e se ele precisar de médico quem que vai levar?" (resposta que eu dei: o pai ou a mãe dele!!)
"- você nunca teve filho, não sabe como é, não vai conseguir sozinha" (eu não vou estar sozinha, a criança tem pai)

E essa é só uma pequena parte que eu lembrei. Ninguém bota fé em mim e no Jean. Que saco!! Eu vou cuidar do meu filho, independente de todo mundo ficar achando que eu não sou capaz disso eu SOU SIM, e se eu não sei cuidar de um RN eu aprendo. Todo mundo consegue, por que eu não conseguiria? Nossa esses comentários tem me incomodado demais, demais MESMO, aí minha mãe não sabe porque quero sair daqui de casa o mais cedo possível. Falei pra ela que queria me mudar antes do bebe nascer porque eu não aguentava mais palpite, e que é algo sem pé nem cabeça ela me proibir de dar banho no meu próprio filho. O que eu ouvi? "eu nunca disse que você não pode dar banho... e você não vai conseguir cuidar sozinha no começo". Ah por favor, eu sou grandinha suficiente pra fazer um filho também sou para cuidar dele. Incrível que se eu tivesse delegando meu filho, abandonando na casa da minha mãe e nem ligando pra ele seria completamente normal, agora porque eu me importo e quero fazer do meu jeito, to errada, não posso, não consigo. Até a roupa que eu quero comprar pra ele tenho interferência "compre desse jeito, de tal cor, de tal tamanho blablabla". Ui, não aguento mais. Como agir nessa hora? Não sei se me mudo antes do bebe nascer porque ai vamos ter que pagar aluguel pois nossa casa ainda não está pronta, e eu sei que é um gasto a mais e desnecessário e que aqui tem empregada e tudo pra eu passar a dieta. Mas se eu mudar depois vou ter que ficar ouvindo um milhão de palpites e tendo que ou brigar com a minha mãe pra eu fazer do meu jeito ou ter que pedir permissão pra dar banho nele. O que eu faço? me imponho? me mudo? fico aqui e de boa e espero o bebe nascer pra ver como vai ser?


mamãe...
papai


Nós três e um amor que eu jamais imaginei que poderia existir.

sábado, 17 de novembro de 2012

Tamanho da barriga, saudade da vida de não-grávida e medo do parto




Então minha barriga está assim! Muito grande? muito pequena? Todos os dias escuto comentários de ambas as formas, o que eu mais odeio é: "até o final da gestação você vai virar de costas, tua barriga está gigante!!", esses dias ouvi: "você está do mesmo tamanho que eu quando ganhei meu bebe". Só que ao mesmo tempo e na mesma proporção escuto: "cade tua barriga?? parece que não cresce" "capaz que você está de 7 meses só com essa barriguinha!" "ta muito pequena!!". Não tenho a mínima noção se está muito grande ou muito pequena, fico pegando fotos na internet de pessoas na mesma semana e comparando, sempre a minha está menor, porém essa semana não queria postar as fotos que tirei da minha barriga, achei grande demais e fiquei com vergonha (???????) hahaha. 

___________________________________________

Tenho tido pensamentos muito controversos nesses últimos dias. Ao mesmo tempo que tudo está passando tão rápido, parece que faz uma eternidade que eu estou grávida. Sexta, pela primeira vez desde que eu engravidei eu fiquei com uma vontade imensa de sair, curtir um pouco, ir numa balada, sei la!! (obvio que não fiz isso). Queria espairecer um pouco, sair sozinha mesmo, passar a noite festando, meu deus há quanto tempo não faço isso! Sei la... mais de um ano, não tenho noção de quanto tempo. Eu tenho objetivos na vida, e sei que meu relacionamento e meu filho são muito mais importantes que qualquer balada, mas que eu senti falta, senti! 
Ao mesmo tempo que amo demais meu namorado e meu filho e não consigo ver a minha vida sem eles tenho sentido falta se ser sozinha, solteira, sem compromisso. Eu sei que tudo na vida são escolhas e não estou reclamando, pois não me arrependo das minhas. Porém, acho que o fato de eu ter apenas 18 anos está começando a pesar no tanto de responsabilidade que eu tenho.
 Como eu sempre tive muitas responsabilidades, comecei a trabalhar com 15 anos e comecei a faculdade antes de completar 17, não me via como uma adolescente, nunca me vi, quando engravidei eu trabalhava 8 horas e meia por dia e a noite fazia faculdade de Eng. Civil (não estou mais trabalhando mas continuo a faculdade) e estava em um relacionamento sério, não ia em baladas e nada desse tipo, e nunca me fez falta, quando descobri que estava gravida encarei muito bem, achava que estava pronta para a responsabilidade que isso traria. Mas eu também sinto falta de algumas coisas de antes da gravidez, apesar de eu jurar pra todos que não. Poxa, eu sinto saudade de tomar uma cerveja com meus amigos e ficar ate 3 da manhã no bar (eu continuo indo em bar, mas sem cerveja e não aguento ficar nem até meia-noite). Eu sinto falta de ir em uma festa e passar a noite dançando, eu sinto falta do meu corpo, dos meus peitos que eram lindos e agora estão gigantes e desproporcionais, sinto falta de passar a noite bebendo com meu namorado e das nossas conversas sem pé nem cabeça bebados, das nossas divagações políticas numa mesa de bar. Sinto falta de sair por ai fds sem me importar se a música alta esta estressando o bebe, ou sem ficar mal-humorada pois estou cansada e com sono. Sinto falta de comer e não ter azia ou dor de estomago. Sinto falta de andar de moto com o meu namorado num sábado de sol. 
Eu amo meu filho mais do que tudo, e jamais imaginaria minha vida sem ele e por incrível que pareça, adoro estar grávida! Sinto uma plenitude incrível e adoro minha pancinha. Mas hoje senti falta de não estar grávida, senti falta de ter apenas 18 anos. 


Que desabafo! tirando esse sentimento estranho de saudade do passado, estou muito bem! Bem ansiosa pra ter meu bebe aqui e não paro de pensar nele. Todas as situações que vivo penso como seria com ele aqui. Todos os dias eu penso que roupa eu vestiria nele de acordo com o clima. Quando não tenho nada pra fazer monto combinações e fico imaginando meu lindinho dentro delas. Organizo e reorganizo roupinhas, calçadinhos, cobertores. Estou terminando de preparar tudo para o chá de bebe, quase todos os convites já foram entregues e depois do chá pretendo lavar as roupinhas. Ainda estou um pouco preocupada com o fato do meu bebe estar sentadinho, espero mesmo que ele tenha virado... Ando com um pouco de medo do parto, tanto normal como cesário já que eu ainda não sei qual será. Acredito que eu sou capaz de ter parto normal, mas tenho medo de me encher de esperanças e no final dar algo errado e eu ter que partir para uma cesárea, por isso estou considerando as duas possibilidades. Do parto normal tenho medo de não conseguir suportar a dor, do meu bebe não conseguir nascer, de terem que usar o fórceps, de algo dar errado por minha culpa, de ter uma episiotomia, de passar muitas horas em trabalho de parto, de não saber reconhecer o trabalho de parto real, e de acabar nem entrando em trabalho de parto (meu maior medo). Da cesária tenho medo que a anestesia de errado, ou que não pegue e eu sinta tudo (aloka), que machuquem o bebe na hora de tirá-lo, de que ele sofra, de que façam algo errado e eu não possa mais ter filhos (aloka 2), de meu leite não descer, de eu sentir muita dor e não conseguir cuidar do meu bebe nos primeiros dias do pós-parto, de que eu seja induzida a uma cesária sem a real necessidade. Ufa, quanta coisa né? Minha mente está realmente fervilhando de coisas, em 10 semanas ou menos meu bebe estará aqui, não consigo nem acreditar!! Estou 100% voltada ao bebe, só penso nele. Mas penso que tudo isso é normal, essa reta final da gravidez não é moleza não! Tenho fé que tudo vai dar certo!!

 É isso aí, beijos a todos e bom restinho de fds. :)


quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Será que o bebe virou???

Então meu bebe que estava cefálico desde os 5 meses resolveu ficar pélvico, como eu falei no ultimo post. Eu sei que só um profissional habilitado ou um exame de ultrassom pode dizer a posição do bebe mas... acompanhe comigo:
  Quando o bebe estava cefálico eu sentia ele soluçar la em baixoooo da barriga, bem no pézinho, depois de um tempo comecei a sentir ele soluçar mais em cima, bem em cima na verdade, minha tia sentiu ele soluçando e me falou: "acho que a cabecinha dele está pra cima" eu achei que era loucura da minha tia... mas fui fazer a eco e pimba: cabecinha pra cima!
  Acontece que ontem de tardezinha o Nicolas começou a se mexer diferente, empurrando minha barriga, a ponto de doer, como se estivesse se virando... E de noite começou a soluçar pra baixo de novo!! hoje de manha novamente soluçando lá em baixão.

Será que ele virou ou é algo da minha cabeça? vou marcar uma eco pra 32 semanas pra confirmar hehe :)

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Desenvolvimento do baby entrando na 29ª semana

Como o bebe deveria estar:
Esta semana, seu bebê ultrapassou a barreira de 1 quilo e pode medir 38 centímetros (de acordo com outros sites 35 cm)
Você chegou à reta final. O terceiro e último trimestre da gravidez começa oficialmente na 29a semana, que se inicia agora, é vai até o termo, a conclusão da gestação, entre 37 e 42 semanas. O ganho de peso é mais rápido: a maioria das mulheres engorda em média 5 quilos só neste trimestre.

O bebê abre os olhos e vira a cabeça se perceber uma luz forte fora da barriga. A camada de gordura sob a pele está se formando.

Mexendo para lá e para cá, ele curte um vidão dentro do útero. Nesta semana, seu bebê começou a adquirir mais gordura no corpo e está ficando rechonchudo. O cérebro continua em plena atividade, numa evolução constante, que continuará quando o pequeno nascer. As retinas também passam por um período de aprimoramento e já captam com mais precisão a luminosidade do ambiente. A visão está bastante aguçada.

Em seu balé gracioso, o bebê encontrou a melhor posição para vir ao mundo. Por volta desta semana, ele se posiciona de cabeça para baixo no útero - posição chamada de vértex - e assim permanecerá até o parto. Seus sentidos estão operando em sintonia fina. Os órgãos continuam amadurecendo e novas células se multiplicam a todo instante. Quem supervisiona tudo isso é o cérebro, que está superativo.

O bebê vive a fase do apogeu do crescimento, que vai da semana 28 à 37, com um ganho de 200 g a cada sete dias.

Como o meu bebe está:

Está com 34 cm e 1,169 kg já começando a ficar apertadinho na barriga da mamãe. Está pélvico com dorso à direita, sentadinho! Agora esperamos que ele vire até a próxima eco que vai ser com 32 semanas. Placenta com grau 0 e tudo dentro dos conformes, está lindinho.
  Hoje foi só o médico colocar o aparelho na minha barriga e lá estava ele de pernonas abertas mostrando a que veio haha. Te amo muito bebezinho.







Como eu deveria estar:
Seu apetite está aumentando, porque o bebê está num estirão de crescimento e precisa de energia.
Você já deve estar se sentindo mais pesada. A cada semana essa sensação vai piorar. Por isso faça agora as compras que exigem que você bata perna por aí.
Vamos direto ao ponto: Você está inchada e retendo muita água. As chances são boas de você não conseguir colocar seu tênis ou tirar o seu anel de casamento. Suas calças não cabem; as camisas não encaixam.

Como eu estou:

  Realmente meu apetite está MUITO maior, por isso já cheguei na marca de 8 kg a mais! Graças a deus ainda sem nenhuma estria. Estou muito mais pesada mesmo, levantar e sentar é ruim, se agachar também, mas não acho que esteja tanto. Quanto ao inchaço ainda estou normal... Minha aliança cabe normalmente. Meus pés estão inchando um pouco em dias muito quentes mas não é muita coisa.
  As coisas do bebe ainda não estão completamente prontas, falta bastante coisa pra organizar ainda, não compramos o colchão do berço e várias outras coisinhas necessárias, ainda não lavei as roupinhas também nem fiz a mala da maternidade, vou deixar tudo isso pra dezembro, depois do chá de bebe. Não sei se tudo deveria estar pronto pelo fato de ter chegado aos 7 meses, mas de qualquer forma se o bebe resolvesse nascer daria tempo de ir atrás de tudo o que falta. Não estou com tanta pressa já que vou ter dezembro e janeiro praticamente inteiros só pra organizar isso.
  Estou feliz e animada, meu humor está ótimo e eu estou super calma, nem posso dizer que sou a mesma pessoa do começo da gravidez!


http://brasil.babycenter.com/
http://bebe.abril.com.br/
http://vidademulher.com.br/